Ônibus intermunicipais tem aumento na passagem a partir de hoje, 1º de março

Passa a valer a partir de hoje, terça-feira (1º), o reajuste das tarifas dos ônibus intermunicipais. O aumento foi autorizado pelo Departamento de Transportes Rodoviários do Rio.

Por conta da crise econômica e dos possíveis impactos para a população, o Governo do Estado definiu que os valores vão ser reajustados abaixo dos índices  estipulados.

O aumento será de 10% para linhas da Região Metropolitana; 6,01% para serviços urbanos não metropolitanos e 4,18% para rodoviários não metropolitanos.

Segundo o Detro, o reajuste se fez necessário, uma vez que a última atualização ocorreu há mais de três anos.

O Departamento justifica o aumento, alegando que houve sucessivos reajustes dos insumos, entre eles, o preço dos combustíveis.

Rio Ita

A viação Rio Ita passou a cobrar a partir desta terça-feira (1º), o novo preço das passagens dos ônibus intermunicipais que circulam pelas regiões Metropolitana, dos Lagos e Baixada Litorânea do Rio de Janeiro. Na linha Rio Bonito x Silva Jardim, a que teve um dos maiores reajustes de todo o estado, o aumento é de mais de 15%. A tarifa passou de R$ 6,50 para R$ 7,50.

O último reajuste feito pela empresa havia sido em fevereiro de 2020. Segundo o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro), além da Rio Ita, outras quase 90 empresas aderiram ao aumento, que atinge a cerca de 32 milhões de passageiros do Rio de Janeiro.

TABELA DE PREÇOS

  • Rio Bonito x Praça XV – R$ 17,85 para R$ 19,60
  • Rio Bonito x Niterói –R$ 14,25 para R$ 15,70
  • Rio Bonito x Alcântara – R$ 9,25 para R$ 9,80
  • Rio Bonito x Araruama – R$ 7,35 para R$ 7,80
  • Rio Bonito x Silva Jardim – R$ 6,50 para R$ 7,50
  • Rio Bonito x Saquarema – R$ 5,25 para R$ 5,60
  • Rio Bonito x Tanguá – R$ 3,50 para R$ 3,70

 

Crédito: Rádio Band News FM Rio e Informe RJ

Andar de barcas vai ficar mais caro a partir deste sábado; veja os valores da passagem

A passagem das barcas vai aumentar a partir deste sábado. Segundo a CCR Barcas, a travessia Praça Quinze (Rio) – Arariboia (Niterói) passa de R$ 6,90 para R$ 7,70. O trajeto realizado por catamarã sobe de R$ 19 para R$ 21. As barcas com destino a Mangaratiba, Ilha Grande e Angra dos Reis, municípios da Costa Verde Fluminense, passam de R$ 18,40 para R$ 20,50.

A autorização para o reajuste do valor do transporte foi dado pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp).

“Conforme previsto no Contrato de Concessão, no dia 12 de fevereiro, o reajuste tarifário anual apenas corrige o valor de acordo com a inflação, após autorização da Agência Reguladora (Agetransp)”, informou a CCR Barcas.

O último aumento das tarifas aconteceu em fevereiro de 2021.

 

 

Crédito: Jornal O Dia

Morre a jornalista Eloisa Leandro, que teve passagem pela Folha

A jornalista Eloisa Leandro, de 40 anos, morreu na noite desta quarta-feira (9), após passar por um procedimento estético em uma clínica da TIjuca, Zona Norte do Rio de janeiro. Eloísa trabalhou no jornal FOLHA DA TERRA, entre 2007 e 2008, além de outros jornais, como O São Gonçalo e A Tribuna, de Niterói, além de atuar em assessorias de imprensa de órgãos governamentais.

Formada pela Universidade Estácio de Sá, ela sempre teve atuação destacada no jornalismo. Eloisa ficou bastante conhecida em 2011, quando o seu único filho, Victor Hugo, de 15 anos, foi morto a tiros no bairro Raul Veiga, São Gonçalo. Ela lutou até o fim para esclarecer os motivos que levaram a morte do filho. A equipe FOLHA DA TERRA se solidariza com familiares e amigos da jornalista. (Em apuração)

Recadastramento do Bilhete Único Universitário termina no próximo dia 30

O Bilhete Único Universitário (BUU), programa municipal administrado pela Secretaria de Assistência Social, realiza o recadastramento dos estudantes até o dia 30 de abril de 2019. A atualização dos dados só poderá ser feita pelo aluno ou por seu representante legal. A não realização acarretará no cancelamento do benefício.

Os estudantes de faculdades públicas, privadas e alunos de cursos técnicos deverão comparecer à sede da secretaria, na Rua Domício da Gama, 398 (em frente ao Hospital Municipal Conde Modesto Leal), no Centro, das 8h às 16h30, com toda a documentação exigida (veja na lista abaixo).

Criado pela Prefeitura em 2012, e administrado pela Secretaria de Assistência Social, o programa Bilhete Único Universitário auxilia no deslocamento de universitários e alunos de cursos técnicos profissionalizantes, para instituições educacionais fora da cidade. Atualmente, cerca de 3 mil alunos utilizam o benefício. O cartão é recarregado, mensalmente, com créditos de até R$ 376,20 (de acordo com a grade curricular, com o horário das aulas semanais do aluno). Mais informações pelo telefone 2637-2617 ou pelo e-mail projeto.bu.universitario@gmail.com.

Documentação necessária:

  • RG e CPF (Original)
  • Comprovante de residência atualizado, sendo: luz, água ou telefone fixo ou gás (cópia) – em nome próprio aluno ou dos pais. Em caso de aluguel, o contrato de locação (cópia), caso resida com terceiros é necessário que o mesmo redija uma declaração de residência, reconhecida em cartório, afirmando que o aluno mora no imóvel – necessário reconhecer firma (original).
  • Comprovante de rendimentos, exemplos: contracheque, carteira de trabalho atualizada, declaração de autonomia, para que possa ser realizada a atualização de renda no sistema do Riocard/SETRANS.
  • Declaração de matrícula 2019/1, assinada e carimbada pela (o) coordenadora (o) do curso ou assinatura digital (original) ou comprovante de pagamento de mensalidade atualizado (cópia) ou contrato de matrícula (cópia).
  • Grade Curricular 2019/1, com os dias de aula semanal e o nome do aluno, assinada e carimbada pela (o) coordenadora (o) da instituição (original) ou assinatura digital (original).
  • Número do NIS, caso possua.