Justiça não concedeu pedido de tramitação em segredo de processo que família de idosa move contra Anitta e Netflix

A Justiça não concedeu o pedido dos advogados da idosa Maria Ilza Silva, de 72 anos, fã de Anitta, de tramitar em segredo de justiça o processo que a família dela move contra a cantora e a Netflix. O processo foi aberto em dezembro de 2020, após a idosa de Macaé (RJ) aparecer em um dos episódios da série documental “Made in Honório”, que conta os bastidores da vida pessoal e profissional de Anitta.

Dona Ilza aparece no episódio cinco da série, lançada pela Netflix. No episódio, a idosa está sentada no sofá da casa da artista quando Anitta repara a presença dela. A fã dá um presente para cantora, que logo agradece. Mas, em seguida, Anitta aparece irritada em outro cômodo da casa, questionando como a idosa conseguiu entrar na residência.

A família de Maria Ilza pede indenização por danos morais, materiais e a suspensão da exibição do episódio cinco da série, alegando que não havia autorização para a veiculação da imagem da idosa e que, após a exibição do episódio, Dona Ilza vem sendo alvo de zombarias.

O pedido para que o processo tramite em segredo de justiça foi indeferido pelo juiz Josué Ferreira, da 2ª Vara Cível de Macaé. Para o magistrado, não há informações sigilosas que tenham sido publicadas que justifiquem o segredo do processo. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (26).

Em janeiro, quando a polêmica ganhou repercussão, Anitta chegou a publicar nas redes sociais: “Sim. Temos autorização de imagem”. A cantora não deixou claro que a fala se tratava do caso de Dona Ilza, mas os fãs relacionaram a postagem da artista ao episódio.

A Netflix disse que não se pronuncia sobre processos em andamento.

De acordo com a família de Dona Ilza, a relação entre Anitta e a idosa vem desde 2013, ano em que a artista explodiu no Brasil.

Fonte: g1.globo.com

Defesa do governador afastado do Rio de Janeiro recorre a decisão de paralisação do processo de impeachment

A defesa do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, recorreu a decisão de paralisação do processo de impeachment. No dia 28 de dezembro, o presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), Cláudio de Mello Tavares, suspendeu o prazo para a conclusão do processo de impeachment de Witzel. Assim, a contagem inicial de 180 para o fim do julgamento foi interrompida.

A decisão foi tomada após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, suspender o depoimento de Witzel, que seria ouvido pelo Tribunal Especial Misto na última segunda-feira. Pela liminar, ele só poderá ser ouvido depois que os advogados de defesa tiverem acesso aos documentos enviados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) aos desembargadores, incluindo o conteúdo da delação do ex-secretário de Saúde, Edmar Santos.

 

Fonte: odia.ig.com.br

Lava Jato denuncia Temer por corrupção, lavagem de dinheiro e peculato

Um dia após se tornar réu no caso da mala de R$ 500 mil da J&F, o ex-presidente Michel Temer foi denunciado, nesta sexta-feira (29), pela Lava Jato do Rio de Janeiro. Ele é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, através do desvio de R$ 1 milhão do contrato de prestação de serviços de mídia para o Aeroporto de Brasília, e também de peculato, ligado ao favorecimento de uma empresa na construção da usina nuclear de Angra 3, em Angra nos Reis, no Rio de Janeiro.

O juiz da 7ª Vara Criminal e responsável pela Lava Jato no Rio, Marcelo Bretas, decidirá se o ex-presidente se torna réu nos processos.

Processo seletivo em Rio das Ostras

A Prefeitura de Rio das Ostras realiza nos dias 18 e 19 de março, o Processo Seletivo Público Simplificado para preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva para contratações temporárias do quadro de pessoal da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazerde Rio das Ostras. O objetivo é atender à necessidade temporária.

As inscrições dos candidatos serão realizadas das 9h do dia 18/03/2019 às 23h59 do dia 19/03/2019, horário de Brasília, através do endereço eletrônico https://www.riodasostras.rj.gov.br/educacao/processoseletivo/

Há vagas para:

Agente de Portaria / Auxiliar de Creche / Auxiliar de Cuidados Escolares / Fonoaudiólogo I / Auxiliar Educacional / Auxiliar de Secretaria Escolar /Monitor de Transporte Escolar/ Monitor Escolar / Motorista / Professor I / Professor II – Atendimento Educacional Especializado / Professor II – Arte / Professor II – Ciências / Professor II – Educação Física / Professor II – Geografia / Professor II – História / Professor II – Inglês/ Professor II – Matemática / Professor II – Português/ Professor Orientador Educacional/ Professor Supervisor de Ensino/ Psicólogo / Psicopedagogo/ Secretário Escolar /Tradutor Intérprete de Libras.