Rainha Elizabeth II quer voltar ao trabalho com fim da pandemia

A morte do príncipe Philip, em abril, aos 99 anos, foi um baque para a rainha Elizabeth II, de 95 anos, já que os dois estavam juntos desde 1947, ou seja, há 74 anos. Porém, a monarca não pensa tão cedo em se aposentar.

De acordo com o Daily Telegraph, a rainha quer voltar ao trabalho quando a pandemia acabar. Em abril, ela fez uma pausa de oito dias após a morte de Philip, mas nada de abrir mão de suas funções na monarquia.

“Sua Majestade tem um forte desejo de voltar à ativa”, disse uma fonte eo Daily Telegraph. E, mesmo com 95 anos, completados em maio, ela continua se cuidando em meio à pandemia, isolada no Castelo de Windsor e marcando presença em compromissos por videochamadas.

Já imunizada com as duas doses da vacina contra a Covid-19 e a com a vacinação avançada no Reino Unido, ela tem feito algumas raras participações presenciais em eventos oficiais que, claro, devem aumentar ainda mais nos próximos meses.

 

Fonte: revistaquem

Marido da rainha Elizabeth, morre aos 99 anos, no Castelo de Windsor

O príncipe Philip, marido da rainha britânica Elizabeth é uma figura-chave na família real britânica por quase sete décadas, morreu aos 99 anos, informou o Palácio de Buckingham nesta sexta-feira (9).

O duque de Edimburgo, como era oficialmente conhecido, esteve ao lado da rainha ao longo de todos os 69 anos de seu reinado, o mais longo da história do Reino Unido. Durante este período, ele ganhou a reputação de ter uma atitude dura, séria e de uma propensão a gafes ocasionais.

“É com profunda tristeza que Sua Majestade, a Rainha, anuncia a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, duque de Edimburgo”, informou o palácio em comunicado publicado em uma rede social.

A conta oficial da família real no Twitter informa ainda: “Sua Alteza Real faleceu pacificamente nesta manhã no Castelo de Windsor. Mais anúncios serão feitos oportunamente. A Família Real se junta às pessoas ao redor do mundo lamentando sua perda.”