Mulheres vítimas de violência doméstica podem se inscrever para receber auxílio social em Niterói

A cidade de Niterói, na Região Metropolitana, abre inscrições para auxílio social destinado a mulheres vítimas de violência doméstica. O benefício é concedido no valor de R$ 1 mil por mês, durante seis meses, podendo ser prorrogado.

O auxílio, válido para mulheres que residem no município, busca ajudar as vítimas que romperem o vínculo com o agressor. Podem participar as mulheres que tinham renda familiar per capita de até R$700,00.

Só podem participar do programa as mulheres que realizaram Boletim de Ocorrência. Informações sobre inscrição e detalhes sobre o auxílio social estão disponíveis pelo telefone (21) 98204-4306.

 

Crédito: Band News

Rio Bonito começa a receber as ações do Programa Limpa Rio

A prefeitura de Rio Bonito vem intensificando as obras de prevenção contra as chuvas para evitar alagamentos, deslizamentos de terra e outros transtornos causados pelas chuvas de verão. Esse trabalho de prevenção ganhou um reforço importante nesta sexta-feira (15), com o início das ações do Programa Limpa Rio, que contou a presença do secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, e pelo presidente do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), Philipe Campello, que, juntamente com o prefeito Leandro Peixe, percorreram várias ruas da cidade, conversaram com moradores e estiveram nos locais que mais sofrem com os alagamentos. Também estiveram presentes o vice-prefeito José Américo dos Santos, o secretário de Obras e Serviços Públicos, Paulo Moraes, e o secretário de Meio Ambiente, Teilor Cerqueira Gomes (interino), e o secretário de Segurança Pública, Rafael Sodré, entre outros.

“Criado em 2007, o Programa Limpa Rio tem por finalidade fazer a limpeza e manutenção dos leitos e margens dos corpos hídricos em todo o Estado do Rio de Janeiro. Para isso, trouxemos para Rio Bonito equipamentos especializados e mão de obra qualificada para desenvolver, de forma contínua, ações de desassoreamento e dragagem de rios da cidade”, explica o presidente do INEA, Philipe Campello.

Segundo o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, essas obras são emergenciais e terão a duração de cerca de dois meses.

“A dragagem e limpeza de rios é uma ação para minimizar os efeitos das chuvas e evitar a possibilidade de enchentes na cidade. Mas é importante que a população faça sua parte e não despeje lixo e entulhos em qualquer lugar, principalmente nas beiras dos rios”, afirma o secretário.

Limpeza de Rios – De acordo com o prefeito Leandro Peixe, a operação Limpa Rio será feita nos principais canais e valões que cortam o Centro, que são a causa dos alagamentos que ocorrem frequentemente na cidade. Mas o trabalho de limpeza dos rios vai contemplar vários bairros por onde passa o Rio Bonito, principalmente a comunidade de Cumbucais, conhecida como “Rato Molhado”. Essa parceria com o Governo do Estado vai a favorecer a realização de várias obras importantes no município.

“Todos os rios e canais que cortam o Centro da cidade estão com problema de assoreamento, que é resultado do acúmulo de lixo, entulho e até mesmo terra e areia no fundo dos rios, que passam a suportar cada vez menos água, provocando enchentes em época de grande quantidade de chuva. Fizemos essa parceria com o Governo do Estado para resolvermos essa situação que causa muito transtorno à população”, garante o prefeito.

Descarte do Lixo – Peixe também esclareceu que esse trabalho é fundamental para a prevenção de enchentes na cidade. Mas para isso, a população tem que fazer a parte dela, evitando o descarte de lixo e entulhos em locais irregulares, como margens de rios e córregos.

“Estamos fazendo a nossa parte, mas a população deve fazer a dela também. O despejo incorreto de lixo tanto na rua quanto na beira de córregos geram detritos, e tudo isso contribui para a poluição e assoreamento dos rios, especialmente no meio urbano. Os moradores devem descartar o lixo em locais corretos para evitar enchente na cidade”, explica.