Homem troca tiros com a Polícia Militar e morre no Gradim em São Gonçalo

Apontado pela polícia como integrante do tráfico de drogas da região do Gradim, em São Gonçalo, um homem, que ainda não teve a identificação revelada, morreu, nesta segunda-feira, 22 de Fevereiro, após ser atingido durante uma troca de tiros com policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 7ºBPM (São Gonçalo).

Durante patrulhamento para coibir roubos de cargas na região, os policiais se depararam com diversos homens na Rua Mário Quintão, que se assustaram com a presença dos PMs e atiraram.

O ataque dos criminosos acabou gerando uma reação dos policiais, iniciando a troca de tiros. Pouco depois do confronto, os policiais localizaram o homem baleado. Ele ainda foi socorrido, mas morreu no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê.

Com o homem, foi apreendida uma pistola de fabricação turca 9mm. O caso foi registrado na 73ªDP (Neves).

 

 

 

Fonte: osaogoncalo.com.br

Operação contra o narcomilícia em São Gonçalo deixa 1 morto e mais de 15 pessoas presas

SÃO GONÇALO – Uma operação da Polícia Civil contra a narcomilícia, que acontece na nesta sexta-feira em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, deixou uma pessoa morta e outras 15 presas. A ação é no Complexo do Boaçu. De acordo com as investigações, a quadrilha atua no tráfico de drogas e em outras modalidades criminosas, como extorsões contra grandes fábricas, empresas e comércios da região e roubos de carga.

Outros crimes também identificados pela polícia são a exploração de transporte ilegal de passageiros e de sinal de TV e internet, comércio ilegal de gás e água e parcelamento do solo urbano. A Polícia Civil informou que identificou o chefe da quadrilha e também as principais frentes criminosas atuantes em diversas áreas do município.

Participam da operação agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), com o apoio de unidades do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

 

Fonte: rlagos.com

Aglomeração e fura-fila marcam início da vacinação contra Covid-19 de idosos em São Gonçalo

Alguns idosos chegaram às 6h30 para se vacinar. Às 10h, pelo menos 100 deles aguardavam no local para receber a imunização.

A capital fluminense e a Região Metropolitana do Rio iniciaram, nesta terça-feira, a vacinação contra a Covid-19 de idosos com 83 anos. Em São Gonçalo, em um dos locais de imunização, pessoas se aglomeravam em uma longa fila que foi marcada até por fura-fila. Alguns idosos chegaram às 6h30 para se vacinar. Às 10h, pelo menos 100 deles aguardavam na fila, no Polo Sanitário Washington Luiz Lopes.
Segundo um guarda municipal que orientava idosos e parentes na fila, a unidade é conhecida por ser um importante polo de vacinação, por isso a fila grande. “Têm outras unidades aqui perto sem fila, mas as pessoas insistem em vir aqui. Estamos tentando orientar”, disse.
Iza Clarisse, de 83 anos, moradora de Santa Luzia, reclamou da desorganização do local para a campanha de vacinação. “Acho que o problema maior aqui foi a desorganização. Chequei às 6h30, já são 10h e ainda não me vacinei. Muita gente chegou depois e entrou na frente”, disse a idosa.
Segundo pessoas que aguardavam na fila, muitos idosos com idade abaixo da faixa-etária determinada para a data de vacinação também foram ao polo por engano e foram orientados a retornar. “A gente fica com medo de acabar e termina vindo para a fila à toa”, comentou Cristina Rego, 58, que acompanhava a mãe.
Outro problema relatado por idosos na fila seria a proibição de fotos e vídeos por parte dos profissionais de saúde. Em um cartaz colado no local, havia um aviso de proibição de filmagem e fotografia. Desde o início da vacinação, a polícia investiga a suspeita de falsas vacinações que foram divulgadas a partir das gravações de familiares no momento da aplicação.
“A gente quer se certificar que não vão injetar vento ou enganar. Eles têm que me deixar fotografar, disse Adriana dos Santos, 47, filha de Mario dos Santos, 83.
Procurada pelo O DIA, a Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo lamenta o incidente no Polo Sanitário Washington Luiz Lopes e disse que o cartaz fixado na sala de vacinação é antigo. Segundo eles, o cartaz foi colocado na tentativa de preservar o servidor que não quisesse ser filmado.
“Ciente de que não se aplica neste momento, a direção da unidade já removeu o cartaz. Todos os servidores nos pontos de vacinação já foram orientados para que permitam e até incentivem a produção das imagens, por parentes ou acompanhantes de idosos a serem imunizados, a fim de garantir a qualidade do atendimento”, disseram, em nota.
A pasta também informou que, antes de cada aplicação, a seringa e dose são exibidas aos idosos e acompanhantes para se certificarem de que o imunizante será injetado. O município destaca que não recebeu qualquer denúncia de “vacina de vento” e que as orientações sobre o cuidado e zelo com os pacientes foram reiteradas.

Às 11h, a fila diminuiu depois do polo sanitário reorganizar e levar os pontos de vacinação para parte externa da unidade, o que evitou que as pessoas se deslocassem até dentro do local, levando menos tempo.

No Coelho em São Gonçalo, catador de recicláveis é encontrado morto.

Carlos Alberto de Souza, de 34 anos, catador de recicláveis, foi executado com um tiro na nuca na manhã desta sexta-feira (12), na Estrada do Coelho, no bairro de mesmo nome, em São Gonçalo.

Pai de quatro crianças, com o mais novo tendo apenas um ano e o mais velho dez, a vítima saiu de casa de bicicleta para vender o material recolhido no dia anterior. Ele prometeu voltar com pão e leite para o café da família.

“Ele saiu de casa para trabalhar e disse que retornaria às 10h com pão e leite para as crianças. Deu o horário e eu estava esperando ele chegar para tomarmos o café quando recebi a notícia. Éramos só nós dois e as crianças”, contou Elaine da Cunha, esposa da vítima, que também cata recicláveis e mora na região onde o caso aconteceu.

Na cena do crime, foram encontrados dois pinos de cocaína. A bicicleta de trabalho de Carlos estava a cerca de 50 metros de distância do corpo.

Apesar de conhecido na região, nenhuma testemunha foi encontrada para comentar o assassinato.

Carlos Alberto, que completaria 35 anos no dia 28 deste mês, teve o corpo periciado por agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG).

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó, em São Gonçalo. Agentes da DHNISG seguem investigando o caso e vão ouvir familiares para traçar a linha de investigação.

 

 

Fonte: osaogoncalo.com.br

Batalhão de Polícia Rodoviária ajuda gestante no nascimento de um bebê, em SG.

Na manhã desta sexta feira (12), agentes do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), na RJ 106, em São Gonçalo, foram solicitados pelo marido da gestante, dizendo que sua esposa se encontrava em trabalho de parto.

Imediatamente os policiais atuaram abrindo trânsito intenso levando a família ao Hospital Azevedo Lima, em Niterói. Lá a mamãe e a menina Kiara Letícia, que nasceu de parto normal, receberam o atendimento médico. A bebê nasceu com saúde e tudo passa bem.

Segundo o pai do bebê, a ação dos policiais foi decisiva, pois o trânsito era muito intenso no local devido ao feriado de carnaval, período em que as rodovias que dão acesso à Região dos Lagos têm um considerável incremento no fluxo de veículos.

A Polícia Militar informou que o BPRv está reforçando o policiamento nas rodovias estaduais nesse período. Esclareceu que essa viatura policial que auxiliou a mamãe a ter seu bebê com saúde é, inclusive, fruto desse reforço no policiamento de carnaval.

 

Fonte: rlagos.com