Rio Bonito faz homenagem ao poeta B. Lopes

O prefeito de Rio Bonito, José Luiz Mandiocão e a secretária de Cultura e Turismo, Carmen Motta, participaram das comemorações do aniversário de 103 anos da morte do poeta Bernardino da Costa Lopes (B. Lopes) e os 23 anos do Centro Cultural que leva o seu nome, em Boa Esperança. O evento foi nesta quarta-feira (2), e contou com a participação dos alunos do Colégio Municipal Kingston Motta e da artista plástica Nádia Maria de Souza.

A vida e a obra do poeta foram tema dos trabalhos realizados pelos alunos, que fizeram uma exposição com os desenhos baseados em poemas do artista. Além disso, também foram recitados no evento três poemas do homenageado, as obras ‘Vovó’, ‘Praia’ e ‘Berço’.

“Conhecemos as obras de B. Lopes através de uma indicação da nossa professora. Gostei muito, principalmente os três poemas que apresentamos hoje. Essas poesias foram a inspiração para os desenhos da nossa exposição”, explica a estudante Ana Gabriela, de dez anos, que juntamente com a amiga Lorena de Souza de 9 anos, pretende participar do Festival de Poesias Poeta Mauricio Hanna Badr, que acontece na  Pinacoteca Municipal Antônio Benevides Filhos, no Centro, no dia 30 de outubro.

O prefeito esteve no local e gostou de acompanhar as apresentações dos alunos da rede municipal de ensino.”Fico feliz em ver que este espaço é utilizado e muito útil para os nossos estudantes, assim como para os moradores de Boa Esperança e região”, declarou o prefeito.

A exposição da artista N. Namazzo, que mora em Rio Bonito há mais de dez anos e faz parte do grupo de Artistas Plásticos da cidade, fica aberta ao público até o dia 9 de outubro, no Centro Cultural. “Esses trabalhos em tela que fizemos para essa exposição foram feitos em cima dos fragmentos extraídos das poesias de B. Lopes. Foi uma forma de homenagear e perpetuar as obras desse grande artista da cidade”, afirma a artista.

Praça B. Lopes – A secretária de Cultura e Turismo, Carmen Motta,  lembrou das obras de urbanização da praça e da construção do Centro Cultural Bernardino Lopes, inaugurados em 1996, durante a administração do prefeito José Luiz Mandiocão. “O Centro Cultural, a princípio, era para ser um local para informações turística. Mas se tornou uma referência em relação ao incentivo a leitura e as artes plásticas da cidade, abrigando trabalhos de vários artistas”, garante a secretária.

Arte na Praça – Carmen Motta também pretende firmar uma parceria com a artista plástica N. Namazzo, e passar para as crianças a sua experiência e colocar em prática o projeto “Arte na Praça”, que incentiva a leitura, a contação de histórias, a pintura e a poesia em locais públicos. “A artista se ofereceu para fazer esse trabalho em parceria com a secretaria de Cultura. A primeira escola beneficiada será a Kingston Motta e iremos usar esse espaço da Praça B. Lopes”, disse.