Veterinário morre ao cair de parapente na Praia de Itacoatiara, em Niterói

Um veterinário acabou morrendo ao cair de um parapente speedfly na manhã de ontem (22) em Itacoatiara, na Região Oceânica de Niterói. A vítima, identificada como Gabriel Monteiro de Barros Patrocínio, tinha 31 anos e acabou se chocando com as pedras do Costão de Itacoatiara. O acidente ocorreu pouco antes das 10h da manhã.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para realizar o resgate. Gabriel chegou a ser retirado do Costão e levado para a areia, mas já chegou sem vida.

Gabriel Monteiro de Barros Patrocínio, de 31 anos, já estava sem vida quando foi resgatado
Gabriel acabou morrendo no local (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Gabriel tinha experiência no uso do equipamento, que é mais leve, menor e mais rápido do que o parapente comum. É o que garante Pepê, instrutor e dono de uma empresa de voo livre de Niterói. “O Gabriel não era aluno, era um piloto experiente. Eu não o conhecia pessoalmente, mas já acompanhava seu trabalho nas redes sociais”, afirma Pepê. “Muitas pessoas confundem porque de longe, de fato, são muito parecidos. Mas o speedfly é cerca de cinco vezes menor que o parapente e pode chegar a até 100 km/h”, explica.

Equipamento usado por Gabriel era menor, mais leve e mais rápido que o parapente comum, explica instrutor
Registros nas redes sociais mostram que Gabriel era habituado à prática do voo livre (Foto: Reprodução/internet)