Estado do Rio divulga calendário do IPVA 2022

O Governo do Estado do Rio de Janeiro definiu as datas de pagamento do IPVA de 2022 para os veículos do estado. De acordo com o calendário, publicado no Diário Oficial da última terça-feira (30/11), o primeiro vencimento da quitação integral e da primeira parcela acontece no dia 21 de janeiro do próximo ano, para os veículos com placa final 0 (zero). Para os proprietários que preferirem parcelar, será permitido o pagamento em três vezes mensais iguais, conforme o número final da placa do veículo – veja o calendário abaixo.

O pagamento do IPVA deverá ser feito por meio da GRD (Guia de Regularização de Débitos), que poderá ser retirada pelo contribuinte pela internet, no Portal da Sefaz-RJ (www.fazenda.rj.gov.br) ou do banco Bradesco (www.bradesco.com.br). É preciso ter em mãos o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores). O pagamento poderá ser realizado em qualquer agência bancária.

Sobre os valores venais (preços de mercado) dos veículos, calculados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), são aplicadas as alíquotas do imposto (4% para carros flex, 2% para motos e 1,5% para carros movidos a GNV).

A Sefaz-RJ dispõe de um portal exclusivo com informações e serviços relativos ao IPVA. Para acessar, basta ir ao endereço www.fazenda.rj.gov.br/ipva

 

CALENDÁRIO DE VENCIMENTOS DO IPVA/2022 PARA VEÍCULOS
AUTOMOTORES TERRESTRES USADOS

 

PAGAMENTO EM COTA ÚNICA OU EM 3 PARCELAS

Final de Placa

Vencimentos

Cota Única ou 1ª parcela

2ª parcela

3ª parcela

0

21/jan

21/fev

23/mar

1

24/jan

23/fev

25/mar

2

25/jan

24/fev

28/mar

3

26/jan

25/fev

29/mar

4

27/jan

03/mar

04/abr

5

28/jan

04/mar

05/abr

6

31/jan

07/mar

06/abr

7

01/fev

08/mar

07/abr

8

02/fev

09/mar

08/abr

9

03/fev

10/mar

11/abr

 

 

Crédito: Comunicação – Governo do Estado do RJ

CRA-RJ concede até 100% de desconto para quem precisa regularizar débitos anteriores

Para quem precisa estar em dia com o Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ), esse é o melhor momento. Até 30 de dezembro de 2021, a instituição vai conceder até 100% de desconto em juros e multas aos profissionais e empresas, registrados junto ao CRA-RJ, que necessitam regularizar débitos anteriores a 2021.

As dívidas podem ser pagas por meio do cartão de crédito. A concessão de descontos – incidentes sobre juros, multas e correção monetária dos débitos – vai seguir as seguintes condições de pagamento: à vista: 100% de desconto; de 02 a 04 parcelas, 90%; de 05 a até 09 parcelas, 80%; de 10 a até 12 parcelas, 70%.

Para isso, é preciso acessar a área exclusiva pelo link www.sistemacrarj.com.br, entrar com login e senha, clicar na aba Financeiro, marcar as anuidades a serem pagas e clicar no botão “Solicitar desconto (Pagar)” pela “RN CRA-RJ nº 356”. As dúvidas podem ser atendidas pelo e-mail gediv@cra-rj.org.br.

Benefícios da regularização

Além de evitar protesto de título, a inscrição na Dívida Ativa e ter o nome negativado nos órgãos de consulta ao crédito, empresas e profissionais da administração regularizados podem usufruir gratuitamente de diversos serviços e benefícios disponibilizados pelo CRA-RJ, como, por exemplo, capacitação e atualização profissional em dezenas de cursos na Universidade Corporativa do Administrador (UCAdm), a Assistência Sociojurídica gratuita, o Clube de Serviços e a plataforma “ADM Perfil&Negócios”.

Para o presidente do CRA-RJ, Adm. Leocir Dal Pai, o fortalecimento do Conselho garante aos profissionais, às empresas e à sociedade o exercício profissional legal, além de desenvolver ainda mais a imagem da atividade profissional e empresarial.

 Para mais informações:

Acesse o Autoatendimento do CRA-RJ (https://sistemacrarj.com.br/) ou entre em contato por meio do e-mail gediv@cra-rj.org.br.

Crédito: ASCOM CRA-RJ

Motoristas inadimplentes com o estacionamento rotativo de Rio Bonito somam dívida de quase R$ 600 mil

O aumento do valor do estacionamento rotativo, motoristas devendo mais de R$ 4 mil, e possíveis falhas no contrato licitatório do serviço, foram alguns dos assuntos abordados na sessão do último dia 23, da Câmara de Vereadores de Rio Bonito, pelo diretor da empresa MultParking, Marcos Figueiredo, junto com representantes do Legislativo. A firma obteve a concessão depois de participar de uma licitação em 2015.

Inadimplência

O diretor Marcos Figueiredo revelou dificuldades financeiras que a empresa vem passando por dois principais motivos. Ele mostrou uma lista com os mil maiores devedores de estacionamento em Rio Bonito. O que está no topo da lista, deve R$4.748,00. Somente esses mil, somam uma dívida de R$ 262 mil. “22% desse valor pertence ao município (…). Eu juntei os mil aqui (na lista), porque se eu puxar o relatório completo, são cinco mil trezentos e poucos devedores. Esse montante está perto de R$ 600 mil (em dívidas)”, disse Marcos.

Sobre esses devedores, ele contou que “em 30 de dezembro de 2020, foi assinado o primeiro Termo Aditivo, onde se reconheceu que as vagas de domínio da linha férrea, pertenciam ao estacionamento rotativo, e que devido a quantidade de inadimplentes, é permitido também que se faça cobrança dos atuais devedores, via Sistema de Proteção de Crédito (SPC) e Serasa”.

Falhas no projeto

Já o segundo motivo, seria um problema contratual. Na época da concessão, a Prefeitura teria estipulado em contrato um número de vagas para cobrança maior do que o que ofereceu. O representante da MultParking contou que das 500 vagas licitadas, 130 correspondem ao espaço que margeia a linha férrea, e que apesar do município já ter a concessão do espaço, nunca foram disponibilizadas para cobrança.

Ainda dentro do montante de 500 vagas, Marcos ainda expõe outro ponto: os moradores que residem no Centro da cidade, nas ruas em que o estacionamento é cobrado, e que não possuem garagem. Para esses 207 veículos, não são recolhidos os vencimentos quando param nas vias.

Aumento

Sobre o aumento no valor da hora do estacionamento, Marcos disse que o motorista pode continuar pagando os R$2,00 que pagava antes, desde que isso seja feito nos primeiros 10 minutos de parada através de um dos monitores que circulam pelas ruas, ou através do aplicativo da empresa, que permite inclusive que o motorista adicione crédito à placa do veículo.

Porém, se nenhuma dessas situações forem respeitadas, o motorista pagará R$3,00 a hora de estacionamento. O diretor da empresa esclareceu que o aumento está previsto em contrato, não precisando assim, de autorização para que aconteça.

Solução

Após as explanações, o vereador Humberto Belgues sugeriu que fossem feitas audiências públicas e que o prefeito Leandro Peixe e os vereadores se sentassem com Figueiredo com a intenção de resolver os problemas citados. “A culpa não é do empresário. Foi elaborada uma licitação com edital mal elaborado, um contrato mal elaborado. Houve um erro da administração pública. Hoje, vejo que o correto seria o prefeito sentar com você (se referindo ao diretor da MultParking), sentar com a Câmara, fazer audiências públicas, ouvir as reclamações da população, e tentar fazer uma readequação do estacionamento”, pontuou Humberto.

Ao final da reunião, a reportagem da Folha ouviu o presidente do Legislativo municipal, Eduardo Soares, que disse também considerar uma possível audiência pública para debater a questão.

“Entendo que devemos ter a participação, como por exemplo de audiências públicas, para ver quais são as satisfações, já que existe um número de empregos que essa firma gera, mas também quais são as insatisfações. Se o estacionamento agrega ou não ao comércio da cidade. Então, esses fatores devem ser discutidos junto com a população, e mesmo que a empresa esteja agindo dentro do contrato, o que essa Casa poderá propor é mudanças que possam ser feitas para sanar essas insatisfações”, disse Eduardo.

A Folha também ouviu o empresário Marcos Figueiredo, que disse estar disposto a sentar e conversar para que todos, inclusive a população, sejam beneficiados. “Gostei muito de ter vindo, essa oportunidade pra mim foi ímpar, e espero atender os vereadores, assim como a população. Peço que a população faça uso do aplicativo, nele, você tem todo o inventário de tudo, vai evitar um monte de problemas, vai pagar menos. E outra coisa, deu problema, ligue 2734-1627 e fale conosco”.

Lívia Louzada

Maricá está na rota do turismo alemão

A Prefeitura de Maricá recebeu na última semana, dois representantes da agência de viagens alemã RuppertBrasil, que vieram ao município para conhecer a Rota Charles Darwin, trajeto histórico do cientista inglês que passa por 48km de refúgios naturais entre Itaipuaçu e Jaconé. A agência pretende incluir a rota entre os destinos oferecidos aos turistas, ampliando internacionalmente o conhecimento sobre as belezas de Maricá.

Os integrantes da comitiva percorreram o trajeto de bicicleta, iniciando o circuito nos Caminhos de Darwin, trilha que divide o loteamento Itaocaia Valley (no distrito de Itaipuaçu) e o bairro do Engenho do Mato (em Niterói). De lá, partiram para a histórica Fazenda Itaocaia, seguindo pelo Terminal Rodoviário de Itaipuaçu (conhecendo o ônibus Tarifa Zero e as bicicletas compartilhadas gratuitas), a orla revitalizada e a faixa litorânea da Restinga de Maricá (entre São José do Imbassaí e Barra de Maricá). Os destinos finais da visita foram a Gruta da Sacristia, em Ponta Negra, e a Praia de Jaconé.

Responsável da prefeitura pela recepção aos visitantes alemães, Evandro Sathler reforçou a importância do encontro para levar o potencial turístico da cidade a outros países, além de mostrar a relevância do turismo sobre bicicletas.

“O conceito dessa Rota é passar por toda orla maricaense. Começamos aqui em Itaocaia Valley e vamos em direção à orla de Itaipuaçu, seguindo pela Restinga até a Barra de Maricá, continuando pelo litoral até Jaconé. Maricá tem uma das partes mais bonitas da rota pela qual Charles Darwin passou e estamos saindo na frente por investir no cicloturismo, atraindo potencial turístico nacional e agora internacional”, pontuou.

Os representantes da RuppertBrasil participaram do passeio ciclístico por Maricá e ficaram surpresos com a estrutura da cidade. Um deles foi o diretor administrativo da agência de viagens, Dieter Ruppert, que destacou a amplitude de belezas naturais observadas e a importância de destinos como esse na América do Sul.

“Eu me surpreendi com a cidade de Maricá e tudo que ela tem a oferecer. A Rota de Darwin é incrível, passando por diversas belezas naturais. Fiquei impressionado ao ver os ônibus gratuitos durante o trajeto. Levarei para a Alemanha todas essas experiências e esperamos trazer mais pessoas para conhecer a riqueza natural de Maricá, principalmente após a Conferência de Glasgow, que ajudou a promover o ecoturismo”, afirmou.

Erika Ruppert, também integrante da agência, garantiu que Maricá é um destino diferenciado aos alemães e ajuda a integrar essa população ao meio ambiente.

“Gostei muito de estar em meio à Mata Atlântica. Por conta do clima, a natureza com a qual tive contato em Maricá é oposta à existente na Alemanha e vamos apresentar a cidade aos nossos amigos e clientes. Nessa experiência, pudemos ter contato com paisagens lindas e uma atmosfera que sempre faz você se sentir bem-vindo, o que é ótimo”, acrescentou.

Projeto de lei municipal apoiará o cicloturismo

Em breve, entrará em votação na Câmara Municipal de Maricá o Projeto de Lei nº 181/2021, com o objetivo de instituir o Sistema Municipal de Ciclomobilidade, incluindo a Ciclorrota Charles Darwin. A proposta é de autoria da vereadora Andrea Cunha e abrange também outros destinos históricos e turísticos da cidade.

A Rota Charles Darwin

A Rota Charles Darwin conecta paisagens dos municípios de Maricá e Niterói, em um trecho de aproximadamente 70 km. O percurso refaz parte do caminho feito pelo naturalista britânico Charles Darwin em sua passagem pelo Brasil no século XIX, integrando belezas naturais diversificadas. Por toda a sua extensão, a Rota abrange trechos urbanos e importantes pontos turísticos do Parque Estadual da Serra da Tiririca (PESET), além da vegetação de restinga.

 

 

Fotos: Evelen Gouvêa

Veja como foi a Black Friday 2021 em alguns estados do Brasil e nos EUA

A Black Friday aconteceu na última sexta-feira (26). A tradicional data de descontos do varejo teve origem nos Estados Unidos e, hoje, é adotada em vários países do mundo, como o Brasil.

Os descontos especiais para a data começaram a valer a partir da noite de quinta-feira (25) e muitas lojas têm anunciado ofertas desde o início do mês.

Brasil – São Paulo
Espírito Santo
Estados Unidos
Crédito: g1.globo.com