Café do Trabalhador: refeição a R$ 0,50 é aprovada pela população

às
café

Pão com manteiga, café, leite e uma fruta. Esses são os alimentos que compõem o kit do Café do Trabalhador, programa do Governo do Estado, em parceria com a prefeitura de Rio Bonito, que fornece a primeira refeição do dia ao preço popular de R$ 0,50, e funciona de segunda a sexta-feira, das 6 às 9 horas, num contêiner instalado ao lado da rodoviária, e próximo à Praça Astério Alves de Mendonça. Além dos alimentos, os clientes ainda recebem guardanapos, mexedor descartável, sachês de açúcar ou adoçante. Para receber a refeição não é preciso fazer um cadastro prévio, somente se dirigir ao ponto instalado.

“Esse projeto é um grande aliado da população do município que precisa acordar cedo e acaba saindo de casa sem garantir o café da manhã. Com a primeira refeição do dia assegurada, esse trabalhador tem acesso a uma refeição balanceada e de qualidade para iniciar as atividades do dia”, garante o prefeito Leandro Peixe.

Cuidados com a Saúde – A novidade no Café do Trabalhador é que o local conta com a presença de uma enfermeira, para realização de aferição da pressão arterial e teste de glicemia. O serviço é oferecido durante o horário de funcionamento do café, como forma de incentivo para que os moradores cuidem da própria saúde. Cuidar da saúde é essencial para ter uma vida longa e com qualidade. Além de manter hábitos saudáveis, como alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos, é importante estar com os exames médicos em dia.

Texto: Denilson Santos

Veja também

As companhias aéreas Azul e Gol anunciaram, nesta quinta-feira (23), acordo de cooperação comercial que vai conectar as suas malhas aéreas
às
Cerca de 200 ciclistas deverão participar do GP das Montanhas de ciclismo que acontece neste domingo, dia 26 de maio
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias