Carro da deputada Martha Rocha é alvo de tiros na Zona Norte do Rio

às

O carro onde estava a deputada estadual e delegada Martha Rocha (PDT-RJ) foi atingido por tiros na manhã deste domingo (13) na Rua Belisário Pena, Penha, na Zona Norte do Rio. A informação foi confirmada por policiais civis e pela assessoria da parlamentar. Ela não se feriu.

O motorista do veículo, que é subtenente reformado da Polícia Militar, foi baleado na altura do tornozelo e foi levado para o Hospital Getúlio Vargas. Ele recebeu atendimento e foi liberado.

(Foto: Site G1)

Segundo a assessoria da parlamentar, ela estava indo para a igreja quando o veículo foi interceptado por um utilitário branco. Um homem vestindo capuz e portando fuzil desceu do veículo e atirou.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da capital, pois se trata de uma parlamentar e ex-chefe de Polícia Civil. A Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) está indo para a Unidade. Os agentes investigam se o caso é uma tentativa de assalto ou um atentado.

O secretário de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, Marcus Vinícius Braga, foi para o local do crime.

Martha Rocha, de 59 anos, foi a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro. Ela teve uma atuação destacada no processo de criação das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deam). Atualmente ela exerce o segundo mandato como deputada estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Em nota, o governador Wilson Witzel comentou o caso. “Já determinei ao secretário da Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga, que concentre todos os esforços na elucidação desse crime, que atinge não somente a deputada Martha Rocha, mas todo o povo do Estado do Rio de Janeiro.
No meu governo, atentados como este, praticados por bandidos que colocam em risco o direito de ir e vir dos cidadãos de bem, serão esclarecidos e punidos exemplarmente.
Esse lamentável episódio confirma mais uma vez a necessidade de que esses bandidos sejam tratados como terroristas, porque atuam desta maneira. A legislação brasileira tem que estar à altura da gravidade dos crimes, que mostram uma face do terrorismo e que estão sendo cometidos contra o nosso estado e o nosso país”.

Veja também

Encerradas definitivamente, sistema de transferências via DOC, um dos mais tradicionais meios de pagamentos bancários por décadas.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias