Chuva e granizo atingiram o Rio após sensação térmica de 53,5 graus

às

A segunda-feira (25) começou com muito calor no Rio, terminou um pouco mais fresca. Após registrar a maior sensação térmica do ano, 53,5 graus, em Santa Cruz, na Zona Oeste, de acordo com o sistema Alerta Rio, pancadas de chuva e ventos fortes começaram a atingir parte da Zona Norte da cidade. O granizo, que cai junto com o aguaceiro, chama a atenção dos moradores, que correm para registrar as pedrinhas de gelo nas redes sociais.

De acordo com o Aleta Rio, a região do bairro da Penha é a que registra maior acumulado de chuva até o momento, de moderada a forte. O sistema informa que logo a condição irá se estender para outros bairros da Zona Norte, como a Ilha do Governador, podendo ser muito forte em um curto período de tempo, com raios e rajadas de vento.

Entre 16h15 e 17h, houve registro de chuva também na Zona Oeste, em Jacarepaguá, Estrada Grajaú-Jacarepaguá, Cidade de Deus, Barra e Recreio dos Bandeirantes.

O Centro de Operações Rio (COR) informou que o município entrou em estágio de atenção devido às nuvens de chuva formadas pelo calor e a alta umidade. A previsão para as próximas horas é de pancada de chuva moderada a forte em toda a cidade, começando pelas Zonas Norte e Oeste, podendo ser muito forte. Nas últimas horas, houve registro de chuva forte, na Zona Norte, nos pluviômetros da Defesa Civil.

O Estágio de Atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada, ocasionalmente forte, nas próximas horas.

Fonte: Jornal Extra

Veja também

Com o avanço da epidemia dengue na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS) tem tomado uma série de medidas contra a proliferação
às
O registro da Onça-parda, raro do felino macho foi feito nos dias 6 e 7 de fevereiro, por meio de armadilhas fotográficas
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias