Ex-vereador de Niterói, Vitor Junior (PDT) se elege deputado estadual e fala de suas prioridades na Alerj

às

Em sua primeira candidatura a uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Vitor Junior (PDT) se elegeu com 43.958 votos. Vitor Junior nasceu em Campos dos Goytacazes, cidade com a qual mantém forte vínculo afetivo, mas foi em Niterói que iniciou a sua carreira política, onde foi vereador por três mandatos, secretário municipal e presidente da Companhia de Limpeza Urbana (Clin). Nesta entrevista, ele conta um pouco da sua trajetória e fala dos projetos em todo o Estado para atuação na Alerj.

– O senhor obteve, nesta eleição, 43.958 votos. É uma votação expressiva. A quais fatores o senhor credita esta votação?

Vitor Junior – A muito trabalho. Desde que iniciei a campanha, antes até, desde que coloquei meu nome à disposição do partido para representar a população fluminense na Assembleia Legislativa, decidi que eu faria uma campanha olho no olho, junto das pessoas, em todas as regiões do Estado. Foi uma jornada difícil e trabalhosa, mas extremamente gratificante. Foi muito bom estar com as pessoas, poder apresentar nossas propostas, dialogar e ouvir as demandas da população. Aproveito aqui para agradecer, mais uma vez, a todos que confiaram e votaram em mim, e a todos que me ajudaram nesta jornada. Podem ter certeza de que vou honrar cada voto recebido, trabalhando por um Estado mais solidário, mais próspero e com dignidade e oportunidade para todos.

– Quais são seus projetos para a região de Rio Bonito, um município tão perto do Rio de Janeiro, mas que precisa de mais atenção do poder público?

Vitor Junior – Rio Bonito faz parte do Consórcio de Municípios do Leste Fluminense, do qual tive a honra de participar quando fui secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói, e foi uma iniciativa importante para podermos avançar em medidas para o desenvolvimento do Estado e o bem-estar da população. Meu trabalho como deputado terá como foco fiscalizar as políticas públicas estaduais e propor soluções para a melhoria da qualidade de vida da população, lutando principalmente pela geração de empregos, educação em tempo integral e eficiência da saúde pública. Precisamos resgatar a nossa indústria naval, fortalecer a construção civil, impulsionar os produtores rurais e aproveitar todo o potencial das nossas cidades para o turismo.

– Qual será o foco da sua atuação na Alerj?

Vitor Junior – Acredito no poder transformador da educação. Educação de qualidade, em tempo integral, é o caminho para o pleno desenvolvimento do Estado. Precisamos que nossas crianças e jovens tenham acesso ao conhecimento, à formação profissional e ao esporte, além da iniciação musical. Dessa forma, teremos um Estado próspero, com desenvolvimento sustentável e oportunidades para todos. Costumo dizer que o jovem que empunha um instrumento musical jamais vai empunhar uma arma.

– Que outros pontos o senhor considera essenciais para que a população fluminense tenha mais qualidade de vida?

Vitor Junior – Começaria pela saúde. Lembro que no primeiro dia do ano de 2013, quando Rodrigo Neves foi eleito prefeito de Niterói pela primeira vez, estávamos no Hospital Getulinho, de madrugada, trabalhando para reabrir a emergência pediátrica que havia sido fechada. Foi dessa forma que continuamos a trabalhar por Niterói durante os dois mandatos de Rodrigo Neves e que resultaram em benefícios para toda a população da cidade. De minha parte, estarei na Alerj trabalhando para que o que fizemos em Niterói seja ampliado para todo o Estado. É urgente a implementação de um programa de transferência de renda para que as famílias que mais precisam não passem fome. Não podemos admitir que, além de serviços básicos e moradia digna, falte comida na mesa das famílias.

– Na sua trajetória política, o senhor exerceu diversos cargos na gestão municipal. Como se sente agora para enfrentar os desafios ocupando uma cadeira na Alerj?

A partir da minha trajetória e experiência como gestor público municipal, tenho certeza de que este é o momento de me dedicar ao Estado. Sempre atuei em busca de uma sociedade mais justa e equilibrada, com olhar especial para aqueles que mais precisam. Minha vocação política começou a surgir com esse desejo de transformação. Quero trabalhar para colocar o Estado novamente no caminho do desenvolvimento, priorizar a retomada da economia e reverter o avanço da pobreza. Este é o meu foco e o meu compromisso com a população, criando oportunidades e dignidade para todos.

 

 

 

Veja também

A futura horta comunitária é fruto do trabalho dos Jovens Agricultores Orgânicos e dos Paisagistas Mirins da Fundação Municipal Casimiro
às
Como parte da comemoração pelos 210 anos do município de Maricá, a Esquadrilha Céu fará acrobacias e desenhos com fumaça
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias