Fundação Estatal de Saúde de Maricá inicia capacitação de agentes comunitários de saúde

às

A Prefeitura de Maricá, por meio da Fundação Estatal de Saúde de Maricá (Femar), iniciou na terça-feira (18/10) mais uma etapa do Qualifica Femar, com a capacitação de 20 agentes comunitários de saúde que atuam nos quatro distritos da cidade. O ciclo de formação tem como objetivo otimizar o acolhimento à população na Atenção Primária, por meio da atualização desses profissionais, trazendo novos conhecimentos sobre a área e ampliando o entendimento sobre o papel de cada um para identificar com efetividade as demandas dos usuários. Em um segundo momento, médicos e enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família também participarão da formação.

O curso conta com quatro aulas, oferecidas quinzenalmente, abordando os seguintes temas: bases do Sistema Único de Saúde (SUS); comunicação não violenta; linhas de cuidado aos cadastrados; além de um encontro prático, onde os participantes farão uma apresentação articulando as vivências profissionais e os aprendizados obtidos durante a formação. Em outra frente, os agentes comunitários de saúde irão preencher um questionário, contribuindo para identificar as nuances e experiências pessoais em relação ao trabalho diário. Posteriormente, serão produzidos artigos científicos relacionados às capacitações oferecidas, uma forma de unir pesquisa e desenvolvimento profissional.

O diretor-geral da Femar, Marcelo Rosa, esteve presente na aula inicial e garantiu que a formação faz a diferença no dia a dia dos profissionais, contribuindo, principalmente, para perceber fragilidades que existam e saná-las, qualificando ainda mais o acolhimento à população.

“A capacitação é um momento extremamente importante e surge após um trabalho minucioso de pesquisa e levantamento de demandas. Os agentes comunitários de saúde atuam na ponta da Atenção Primária e fazem a interlocução da política básica de acolhimento às famílias, identificando pontos em que precisamos melhorar, sendo essenciais. Por isso, tenho certeza de que a formação trará novos conhecimentos e os deixarão mais preparados para o cotidiano profissional, o que refletirá na qualidade dos serviços oferecidos”, destacou.

Claudia Rodrigues, diretora de Ensino, Produção do Conhecimento e Tecnologias da Femar, lembrou o papel fundamental da Atenção Primária à Saúde para atender com efetividade os moradores, ambiente onde os agentes comunitários são a porta de entrada, estando sempre em contato direto com os moradores.

“Sempre trabalhei na ponta e vejo que, após momentos difíceis da pandemia, precisamos melhorar o acolhimento aos usuários, o que é representado por essa capacitação oferecida aos agentes comunitários de saúde. Eles são primordiais para o funcionamento dos serviços, pois vão até às casas, realizam o cadastramento da população, identificam as principais demandas e levam até os médicos. Com a formação, podemos oferecer o melhor atendimento, através de profissionais cada vez mais qualificados e que entendem a importância de um bom acompanhamento para o direcionamento correto dos usuários”, acrescentou.

Participantes ressaltam a importância da etapa formativa

Os 20 agentes comunitários de saúde estiveram na primeira aula do curso, se mostrando interessados pelo conteúdo, pontuando os benefícios para os fluxos de trabalho e por propiciar o fortalecimento da atenção aos usuários. Ana Paula Soares, que atua na Unidade de Saúde da Família (USF) Carlos Marighella, foi uma delas e afirmou que os novos conhecimentos serão fundamentais no território onde trabalha.

“É muito importante participar dessa formação, trazendo aprendizados que serão essenciais para o nosso cotidiano. Com isso, melhoramos como profissionais e atendemos ainda melhor os usuários, entendendo o que cada um precisa, além de solucionar com mais efetividade as demandas que chegam até nós”, concluiu.

Veja também

Light afirma que teve que fazer uma parada emergencial por causa de um defeito na rede subterrânea.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias