Governo do Rio investe mais de R$700 milhões em Petrópolis

Dois anos após temporais, obras de reforço estrutural no Túnel Extravasor estão na segunda fase.
às
IMG-20240127-WA0021
Foto: GOVRJ

Governo do Rio investe mais de R$700 milhões em ações de prevenção e obras de infraestrutura em Petrópolis. Desde quando o municípo foi atingido pelas chuvas, em fevereiro de 2022, o Governo do Rio já investiu R$ 700 milhões.

Deste total, R$ 315 milhões foram aplicados em infraestrutura. Foram nove intervenções, que incluem o reforço estrutural do túnel extravasor, drenagem, contenção de encostas e recuperação de ruas. As ações, realizadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras Públicas, melhoraram a capacidade de escoamento durante as chuvas de janeiro.

No momento estão em execução as obras da segunda fase de recuperação do túnel extravasor, com investimento de R$ 41 milhões. Essa é a primeira intervenção realizada na galeria subterrânea desde sua criação, há mais de 60 anos.

Governo do Rio investe mais de R$700 milhões em Petrópolis
Governo do Rio investe mais de R$700 milhões em Petrópolis – Foto: GOVRJ

—A missão do Governo do Estado é garantir que as pessoas, infelizmente atingidas por esses desastres, tenham acesso irrestrito ao básico para recomeçar. Trabalhamos muito e avançamos na reconstrução de Petrópolis e no restabelecimento da normalidade após a tragédia. E seguimos executando as obras e ações necessárias para que a Cidade Imperial continue seguindo em frente. Estamos juntos com Petrópolis, trabalhando diariamente pelo município e seus habitantes – afirma o governador Cláudio Castro.

Nesta segunda fase, o Extravasor passa por obras nas comportas da galeria, jateamento de concreto para proteção em volta das paredes e no teto, e a concretagem no fundo do túnel. Com 3,2 km de extensão, 4 metros de largura e 4 metros de altura, o túnel tem a função de aliviar a intensidade do Rio Palatino, desviando parte do seu fluxo para o Rio Itamaraty. As obras no túnel fazem parte do pacote de medidas adotadas pelo governador Cláudio Castro após as fortes chuvas, que castigaram a cidade em 2022, e incluem a recuperação da tomada d’água, desassoreamento do rio Palatinato, no deságue do Extravasor e no rio Itamaraty.

Além das obras no túnel extravasor, a Secretaria de Infraestrutura e Obras realizou intervenções de contenção de encostas, reconstrução de ruas e calçamentos em áreas afetadas pelas chuvas, serviços para os quais foram investidos cerca de R$ 315 milhões.

  • A conclusão da primeira etapa das obras de reforço estrutural do Túnel Extravasor já assegura a estabilização da galeria, evitando o risco de erosão e deslizamentos, reforçando a segurança para os imóveis construídos nas ruas por onde passa o túnel. Entre as melhorias realizadas estão os serviços de requalificação do fluxo hidráulico, para melhor escoamento das águas pluviais e redução dos riscos de alagamento; desobstrução e desassoreamento do piso — explicou o secretário de Estado de Infraestrutura e Obras Públicas, Uruan Andrade.

Além dessas obras, a secretaria já iniciou o processo licitatório para contenções de encostas nas Ruas Uruguai, Bartolomeu Sodré e Avenida Paulista. A Secretaria também realiza obras de pavimentação de diversas ruas na cidade, por meio do Programa Somando Forças. No momento, estão em execução obras de drenagem e pavimentação na Estrada Luís Gomes da Silva, no Caetitu.

Leia também – Governo do Estado sanciona Orçamento 2024 e as diretrizes para os próximos quatro anos siga nossas Redes Sociais.

Contingência para chuvas em todo o RJ

O Plano de Contingência para as Chuvas 2023/2024 do Governo do Estado prevê que, em 2024, mais de R$ 3 bilhões serão destinados a ações para prevenção. São investimentos em equipamentos de última geração que vão aumentar a rapidez no tempo de resposta, dar mais suporte às ações e contribuir para salvar vidas.

Habitação e limpeza de rios

O Estado publicou, recentemente, os chamamentos públicos para selecionar as empresas que vão construir mais de 800 unidades habitacionais na capital e em Petrópolis, na Região Serrana. A seleção, da Secretaria de Estado de Habitação de Interesse Social, prevê moradias inseridas no Programa Minha Casa, Minha Vida: 400 unidades erguidas no Entretelas, no Complexo do Alemão (Alemão IV); 200 no Ari Parreiras, no bairro do Rocha (para atender famílias do Jacarezinho), e outras 224 em Petrópolis (140 em Mosela e 84 em Benfica).

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), por meio do programa Limpa Rio Comunidade, retirou 1.784 metros cúbicos de resíduos de diversas cidades de Petrópolis. Já o Limpa Rio tradicional, que utiliza maquinário para execução dos serviços de limpeza, retirou 190.653 metros cúbicos em uma extensão de 21,3 km de corpos hídricos. O Inea trabalhou intensamente, no 1º semestre de 2022, nos serviços de limpeza e desassoreamento do Rio Quitandinha e dos Canais Rua Alice Herve e Doutor Paulo Herve que deságuam no Rio Piabanha. Do Rio Quitandinha foram retirados, entre os dias 25 de março e 18 de julho de 2022, 16 mil metros cúbicos de sedimentos em 1,5 km de extensão desse corpo hídrico.

Veja também

Seguindo a resolução da Lei Estadual 5.198, de 2008, o dia 23 de abril é considerado feriado em todo o estado
às
O Festival Art&Bier encerrou seu primeiro fim de semana neste domingo (21/4) com um público acima do esperado na tenda
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias