Governo do Estado sanciona Orçamento 2024 e as diretrizes para os próximos quatro anos

Uma comissão foi criada para monitorar a redução dos gastos e manutenção do equilíbrio fiscal das contas públicas
às
Rio de Janeiro - 09/01/2024 - O governador Cláudio Castro em reunião com o seu secretariado.
Foto: Rafael Campos
Foto: Rafael Campos/ Governo do Estado

A Lei Orçamentária Anual (LOA) do Rio de Janeiro para o exercício de 2024 foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (10/01). Na mesma edição, o governador Cláudio Castro sancionou o Orçamento 2024 e as diretrizes para os próximos quatro anos. E a fim de aprimorar o monitoramento e acompanhamento das despesas e arrecadação, foi criada, na última segunda-feira (08/01), a Comissão Permanente de Acompanhamento ao Orçamento, Receitas e Despesas do Estado.

O PPA 2024-2027 traz algumas novidades como uma previsão de crescimento de 85% nas entregas previstas para o interior do estado, a criação do Orçamento Mulher e iniciativas integradas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável(ODS) e ao Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico e Social (PEDES).

Em relação à LOA, apesar de apresentar uma receita líquida de R$104,6 bilhões frente a um orçamento de R$113,1 bilhões, a gestão responsável das contas nos últimos anos permitiu que o Governo do Estado formasse uma reserva financeira, o que permitirá manter os seus compromissos em dia com salários de servidores e fornecedores. Enquanto isso, uma reprogramação de despesas será feita, conforme a disponibilidade de receita prevista.

—Nossa gestão tem trabalhado incansavelmente por um Orçamento que garanta a qualidade dos serviços públicos à população apesar dos inúmeros desafios. É importante ressaltar que, para isso, estamos empenhados nas negociações com a União relativas à dívida do Estado do Rio e também estamos buscando ampliar alternativas de receitas não contempladas na LOA – declarou o governador Cláudio Castro.

Quanto à Comissão, a Secretaria Executiva está a cargo da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão. O grupo será responsável por monitorar as despesas e o desempenho da arrecadação estadual, apresentar relatórios de acompanhamento das receitas e despesas e suas projeções, além de avaliar e propor medidas para a contenção e ajuste das despesas.

-O grupo reforça a missão de uma gestão responsável, garantindo as entregas à população fluminense sem descuidar das finanças e da qualidade dos gastos públicos – explicou o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Adilson Faria.

O vice-governador Thiago Pampolha, os secretários de Estado do Gabinete do Governador, Rodrigo Abel, da Casa Civil, Nicola Miccione, de Fazenda, Leonardo Lobo, e o procurador-geral do Estado Renan Miguel Saad também integram a Comissão, cujas reuniões terão periodicidade mensal, podendo ocorrer em intervalos menores, se necessário.

Orçamento 2024 e as diretrizes/ Foto: Rafael Campos

Veja também: Rio de Janeiro já registra 48.8º graus de sensação térmica às 8h e nos acompanhe nas redes sociais.

Veja também

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, abriu nesta segunda-feira (04/03) o segundo polo de atendimentos à dengue
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias