Maricá e Instituto Federal Fluminense (IFF) anunciam 1.760 vagas em cursos para moradores da cidade

às
maricá

A Prefeitura de Maricá e o Instituto Federal Fluminense (IFF) vão oferecer 1.760 vagas em cursos técnicos gratuitos para os moradores do município, por meio do projeto Formatec, pelos próximos três anos. O primeiro edital com oferta de 440 vagas foi anunciado nesta terça-feira (23/05) no campus de Ubatiba, durante agenda comemorativa pelos 209 anos do município. A iniciativa é desenvolvida pelo Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM) e será disponibilizada a cidadãos do município que estão cursando ou já concluíram o Ensino Médio e buscam qualificação para melhor inserção no mercado de trabalho.

O projeto Formatec: Maricá+Técnico, que será lançado em julho com as aulas a partir de agosto, prevê a oferta de vagas distribuídas por seis cursos nas áreas de Edificações, Guia de Turismo, Informática para Internet, Logística, Meio Ambiente e Produção de Áudio e Vídeo, este último desenvolvido em parceria com a Incubadora de Inovação Social em Cultura.

“Esses cursos são fundamentais para a cidade. O IFF é um grande parceiro no desenvolvimento educacional de Maricá. A parceria pública alavanca em mais seis novos cursos com mais de 1.700 vagas, que irão dialogar com turismo, edificações, logísticas, formações tecnológicas, ou seja, um mundo técnico e profissional do trabalho sendo valorizado e construído nessa parceria de uma cidade que está em processo de construção”, disse o Prefeito Fabiano Horta.

Parceria com Sine para vagas de empregos

Todos os cursos contarão com aulas voltadas aos temas “Mulher no Mundo do Trabalho”, “Questões étnico-raciais”, “Memórias e histórias de Maricá” e “Economia Solidária”, além de projetos de inovação social dentro da temática de cada curso. As aulas serão realizadas no campus do IFF, em Ubatiba.

“Os alunos do Ensino Médio de qualquer escola situada no município poderão se inscrever e, se aprovados, fazer o contraturno técnico no campus do IFF. A Prefeitura está apostando firme na formação e qualificação dos nossos jovens e adultos”, destacou o presidente do ICTIM, Carlos Senna. “Nossa maior estratégia de permanência dos alunos no curso é apresentar possibilidades de empregabilidade em Maricá. Para isso, já estamos construindo diálogos com o Sine no município e mapeando empresas locais para garantir essa parceria”, completou.

Para o reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo, a ação conjunta trará enormes ganhos para o município. “O objetivo do convênio é fortalecer o projeto da educação profissional e tecnológica pública em Maricá por meio de uma maior diversidade de cursos ofertados e com a oportunidade de atendermos um número maior de pessoas, entre jovens e adultos”, ressalta o reitor do IFF.

Modalidades:

Concomitante – Turmas para alunos matriculados no 2º ou 3º ano do Ensino Médio. Será obrigatória a apresentação de declaração de matrícula em uma escola localizada em Maricá. A formação técnica terá duração de um ano e meio, com aulas no turno da tarde.

Subsequente – Turmas para aqueles que já terminaram o Ensino Médio. Será obrigatória a apresentação de declaração ou certificado de conclusão. A formação técnica terá duração de um ano e meio, com aulas no turno da noite.

Áreas de formação: Edificações, Guia de Turismo, Informática para Internet, Logística, Meio Ambiente e Produção de Áudio e Vídeo, com vagas distribuídas igualmente pelas modalidades concomitante e subsequente. Ingresso: O edital com as regras do processo seletivo de ingresso dos alunos será divulgado pelo IFF em julho e as aulas iniciam em agosto.

Veja também

A futura horta comunitária é fruto do trabalho dos Jovens Agricultores Orgânicos e dos Paisagistas Mirins da Fundação Municipal Casimiro
às
Como parte da comemoração pelos 210 anos do município de Maricá, a Esquadrilha Céu fará acrobacias e desenhos com fumaça
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias