Matrículas em Rio Bonito causam filas e pais viram a noite na porta da Prefeitura

às

Centenas de pais amanheceram essa segunda-feira (4) em filas no Centro Administrativo da Prefeitura de Rio Bonito na tentativa de garantir vagas para os filhos. Eles desejam fazer matrículas e transferências para outras unidades. Algumas pessoas chegaram ao local ainda no final da tarde de ontem. De acordo com informações do setor de matrículas, serão distribuídas 70 senhas diariamente.

No início da madrugada, representantes da Prefeitura estiveram no local para distribuir as senhas para o atendimento de hoje. Os pais foram orientados a retornar no período da manhã para fazer a matrícula dos filhos. Mas, logo nas primeiras horas do dia, uma nova fila foi formada em busca de novas senhas. Por volta das 8h da manhã, a fila já ultrapassava a Clinica da Família.

Muita gente voltou para casa sem conseguir atendimento. Uma funcionária da Secretaria de Educação informou, nas redes sociais – por volta das 1h da manhã –, que a distribuição de senhas seria retomada hoje, a partir das 16h30, no mesmo local. Mas alguns pais revelaram nas redes sociais já terem conseguido a senha para o atendimento de amanhã. “Cheguei lá às 03h30 e sai agora com senha para ser atendido amanhã”, escreveu Carlos Alberto Costa.

A FOLHA tentou entrar em contato com a secretária Wanderlubia Antunes, mas até o fechamento dessa matéria ela não foi encontrada. Durante todo o dia, a FOLHA vai acompanhar a movimentação da Secretaria de Educação para trazer as últimas novidades no processo de matricula.

Foto: Facebook  

Veja também

Rio Bonito sedia a emocionante Taça Brasil de Ciclismo, que acontece entre os dias 14 e 16 de junho de 2024
às
A Prefeitura de Maricá segue com inscrições abertas para o Programa Corujinhas, que recebe alunos de 1 a 10 anos
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias