MPRJ denuncia quatro do Estaleiro Mauá por sonegação de imposto estadual

às

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada em Combate à Sonegação Fiscal e aos Ilícitos contra a Ordem Tributária (GAESF/MPRJ), apresentou denúncia  por sonegação fiscal contra quatro administradores do Estaleiro Mauá S.A., com sede em Niterói. A denúncia foi apresentada na quarta-feira (20) e distribuída à 2ª Vara Criminal de Niterói, cidade em que o estaleiro está sediado

O MPRJ relata que os denunciados, na qualidade de administradores, à época, da sociedade empresária, agindo em interesse e benefício próprios, nos meses de agosto e setembro de 2008, por três vezes, reduziram de forma fraudulenta o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e o FECP (Fundo Estadual de Combate à Pobreza) devidos e incidentes sobre operações comerciais realizadas pela empresa. Ainda segundo a denúncia, tais condutas causaram prejuízo ao erário fluminense equivalente, nesta data, a R$ 33.485.227,14.
Devido às irregularidades, requer o GAESF/MPRJ que os denunciados sejam condenados nas sanções previstas no artigo 1º, inciso II da Lei nº 8.137/90, que varia de 2 a 5 anos de reclusão e multa, com aumento de um terço até a metade por ocasionar grave dano à coletividade, de acordo com o artigo 12, inciso I, da mesma legislação. Requer ainda a condenação  ao pagamento de valor mínimo não inferior ao valor do imposto sonegado para a reparação do prejuízo causado à Fazenda.
Fonte: Portal Eu, Rio!

Veja também

O governo federal apresentou nesta quarta-feira (24) o programa Voa Brasil, que deverá proporcionar passagens aéreas de até R$ 200
às
Segundo o Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), seis municípios no estado do Rio
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias