Prefeitura de Itaboraí abre chamada pública para aquisição de alimentos da Agricultura Familiar

às
itaboraí

A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), abriu a chamada pública (nº 01/2023) para aquisição de gêneros alimentícios diretamente da Agricultura Familiar e do Empreendedor Familiar para atender a alimentação escolar. O prazo para a entrega de documentos e projeto de venda é até 17 de março e deve ser feita de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, na sede da Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAGRI), em Venda das Pedras.

A aquisição dos produtos alimentícios da Agricultura Familiar é destinada a atender o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), durante o período de 12 meses. Os alimentos a serem adquiridos deverão seguir às determinações estabelecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), respeitando a especificações técnicas elaboradas pela Emater-Rio, priorizando os alimentos orgânicos e agroecológicos.

O secretário municipal de Educação, Mauricílio Rodrigues, destacou que aquisição direta da Agricultura Familiar contribui com alimentação de qualidade para os alunos da rede municipal de ensino, além de fomentar a economia local e garantir a manutenção de empregos na cidade.

“A alimentação escolar é parte importante do processo de aprendizagem, fundamental para o desenvolvimento integral de todos os indivíduos. Por isso, a Secretaria Municipal de Educação preza por uma alimentação de qualidade a ser oferecida aos nossos alunos da rede. Os alimentos oriundos da Agricultura Familiar são diversificados e de muita qualidade”, disse o secretário.

A abertura dos envelopes está prevista para acontecer nos dias 20 e 21 de março. O mapeamento dos gêneros alimentícios e divulgação dos classificados acontecerá entre os dias 22 e 18 de março. Já a assinatura dos contratos, entre os dias 4 a 6 de abril.

Os alimentos atendem aos alunos matriculados na rede municipal de ensino, em conformidade com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o Programa Suplementar da Alimentação Escolar da Prefeitura de Itaboraí, considerando o disposto no artigo 14 da Lei nº 11.947, de 16 de julho de 2009, e nas resoluções do FNDE relativas ao PNAE.

Os produtos da Agricultura Familiar representam no mínimo 30% do que é adquirido para abastecer as 90 unidades escolares e cinco administrativas do município. Para participar, o interessado deve estar munido dos seguintes documentos originais e cópias: DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf); identidade; CPF; comprovante de residência; identificação de fornecedor individual e declaração de que os gêneros alimentícios a serem entregues são produzidos pelos agricultores rurais.

Vale ressaltar que o agricultor rural que já faz parte do programa deve se cadastrar novamente, pois o cadastro não é automático. Dentre os alimentos a serem adquiridos estão: abóbora, banana, beterraba, caqui, cebola, cenoura, goiaba, laranja, melancia, milho, ovos, quiabo, mel, arroz orgânico, tomate, couve, bebida láctea e outros.

A chamada pública será constituída de quatro etapas:

1ª etapa: habilitação

— Entrega da documentação (envelope 001): até 17 de março de 2023
— Entrega do projeto de venda (envelope 002): até 17 de março de 2023

2ª etapa: classificação

— Abertura dos envelopes 001 e 002: 20 de março de 2023
(associações e cooperativas)
— Abertura dos envelopes 001 e 002: 21 de março de 2023
(agricultor individual)

3ª etapa: mapeamento

— Mapeamento dos gêneros e divulgação dos classificados: de 22 a 28 de março de 2023

4ª etapa: formalização dos contratos

— Assinatura dos contratos: de 4 a 6 de abril de 2023

Veja também

As companhias aéreas Azul e Gol anunciaram, nesta quinta-feira (23), acordo de cooperação comercial que vai conectar as suas malhas aéreas
às
Cerca de 200 ciclistas deverão participar do GP das Montanhas de ciclismo que acontece neste domingo, dia 26 de maio
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias