Bolsonaro cancela coletiva de imprensa na Suíça

às

A organização do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, anunciou o cancelamento da coletiva de imprensa da comitiva brasileira no evento, programada para as 16h (13h no horário oficial de Brasília). O presidente Jair Bolsonaro e os ministros Sérgio Moro (Justiça), Ernesto Araújo (Relaçõex Exteriores) e Paulo Guedes (Economia) falariam com a imprensa.

A informação preliminar foi de que Bolsonaro havia determinado o cancelamento da coletiva devido ao “comportamento da imprensa” no local, porém, a organização do Fórum informou não saber o real motivo do cancelamento. O Planalto também não informou o motivo do cancelamento das entrevistas.

Depois do almoço, Bolsonaro se reuniu com o presidente da Suíça e o ex-premier do Reino Unido, Tony Blair. De lá, não retornou para o local onde ocorreriam as entrevistas. Segundo informações, a explicação dada de que o cancelamento foi motivado pelo “mal comportamento dos jornalistas” teria sido dada pelo assessor da Presidência, Tiago Pereira Gonçalves. Os profissionais presentes, que representavam diversos países, ficaram confusos com a decisão.

Veja também

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, abriu nesta segunda-feira (04/03) o segundo polo de atendimentos à dengue
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias