Carlinhos Mendigo está foragido após Justiça decretar sua prisão por dívida de pensão

às

A polícia entra nesta sexta-feira (11) no terceiro dia de buscas a Carlos Alberto da Silva, de 42 anos, conhecido como Carlinhos Mendigo. Ele é foragido da Justiça e procurado por policiais civis na capital de São Paulo e em Salvador, na Bahia, possíveis locais onde estaria escondido. Até a última atualização desta reportagem ele não havia se entregado, nem sido localizado ou preso. O g1 também não conseguiu encontrar sua defesa para comentar o assunto.

O humorista, que ficou conhecido na TV e no rádio pelo personagem Mendigo no programa Pânico, é foragido depois que teve a prisão temporária decretada pela Justiça de São Paulo, na semana passada, por causa de uma dívida de pensão alimentícia que deve ao filho que teve com a ex-bailarina e empresária Aline Hauck, de 31. O garoto tem aproximadamente 11 anos e mora com a mãe. Carlinhos Mendigo deve mais de R$ 90 mil à criança.

Apesar disso, o mandado de prisão contra ele só chegou à Divisão de Capturas da Polícia Civil de São Paulo na última quarta-feira (9), quando as equipes foram aos endereços onde o artista estaria morando, mas não o encontraram nos locais. Um dos lugares visitados foi um apartamento na cobertura de um prédio no Morumbi, na Zona Sul da capital paulista. Mas ele já havia se mudado do local.

Policiais civis de São Paulo informaram que entrariam em contato com a Polícia Civil da Bahia para ajudar nas buscas a Carlinhos Mendigo. Agentes disseram que o humorista poderia ter ido a Salvador. Endereços de pessoas ligadas ao artista também serão verificadas para saber se ele teria fugido e se escondido em algum desses lugares.

A juíza Luciana Simon de Paula Leite, da 5ª Vara da Família e Sucessões do Foro Regional 1 de Santana, na Zona Norte da capital paulista, havia decretado a prisão do artista no último dia 3 de fevereiro. O mandado de prisão temporária de 30 dias contra o artista tem de ser cumprido até 2025.

Crédito: Portal g1

Veja também

Ministério Público do estado, Secretaria de Polícia Civil e Delegacia de Homicídios também foram oficiados
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias