Fifa anuncia novo Mundial de Clubes com 32 times a partir de 2025

às

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, anunciou nesta sexta-feira a criação de um novo Mundial de Clubes, a ser disputado a cada quatro anos, com 32 times. A primeira edição será em 2025, com sede ainda a ser definida.

“Será como a Copa do Mundo das seleções”, declarou Infantino em entrevista coletiva em Doha, dois dias antes da final da Copa do Mundo do Catar.

Infantino também afirmou que haverá um Mundial de Clubes Feminino, com detalhes de formato, data e número de participantes a serem definidos.

O número de times por continente ainda será definido. A reportagem apurou que a Uefa e a Associação de Clubes Europeus (ECA) querem que a Europa tenha 12 representantes. É a condição que apresentaram para apoiar a competição.

A Fifa não anunciou o local desta primeira edição do Mundial de Clubes com 32 times, mas é natural que o torneio ocorra na América do Norte, como evento-teste para a Copa do Mundo do ano seguinte.

A versão estendida do Mundial de Clubes foi anunciada pela Fifa em 2019. A primeira edição seria em 2021, com 24 clubes. A pandemia da Covid-19, no entanto, adiou a ideia da entidade, que manteve o formato apenas com os campeões continentais nos anos seguintes.

No formato inicial, com 24 clubes, a ideia era que o torneio contasse com oito europeus, seis sul-americanos, e as 10 vagas restantes seriam divididas entre os demais continentes.

À época, os clubes europeus e a Uefa anunciaram que boicotariam o novo torneio, que ocuparia um grande espaço no calendário. Com a ampliação de 24 para 32 clubes, é esperada nova resistência das equipes europeias para o novo formato do Mundial.

Crédito: ge.globo.com

Veja também

Light afirma que teve que fazer uma parada emergencial por causa de um defeito na rede subterrânea.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias