Laudo produzido por especialistas confirmam que agressor de Jair Bolsonaro possui transtornos mentais

às

Peritos da Justiça Federal afirmam, através de documento, que Adélio Bispo de Oliveira, acusado de tentativa de homicídio ao esfaquear o presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha eleitoral, em setembro, sofre de uma doença mental chamada de transtorno delirante permanente paranoide. Caso a Justiça confirme a conclusão, ele vai ser considerado inimputável diante da Justiça Criminal.

Segundo os especialistas que participam do caso, Adélio Bispo afirma, ainda, que não cumpriu sua missão e que pretende matar o presidente quando for possível. Segundo o procurador da República Marcelo Medina, a perícia encomendada pela Justiça Federal apresentou dois laudos diferentes, assim como o documento apresentado pela defesa do acusado.

Em nota, o Ministério Público de Minas Gerais afirmou que não pode se aprofundar sobre o conteúdo dos laudos, mas afirma ter solicitado por esclarecimentos devido as divergências detectadas. As defesas de Jair Bolsonaro e de Adélio Bispo também terão prazo para solicitar esclarecimentos.

Veja também

Encerradas definitivamente, sistema de transferências via DOC, um dos mais tradicionais meios de pagamentos bancários por décadas.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias