Presos no Rio conseguem aprovação para universidades públicas pelo Sisu

às

Com o número de 986 inscritos na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 17 internos do sistema penitenciário conseguiram acesso ao Ensino Superior, após a divulgação dos resultados do Sisu, de acordo com os critérios do programa.

Classificados em cursos como Engenharias de Produção e Naval, Matemática, Turismo e Farmácia, os internos que estiverem cumprindo pena no regime semiaberto poderão, com autorização do juiz da Vara de Execuções Penais (VEP), sair para estudar durante o dia e retornar à noite.

Com o objetivo de garantir a ressocialização, a Secretaria de Administração Penitenciária, através da Subsecretaria de Tratamento Penitenciário, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC), usa uma metodologia que oferece recursos pedagógicos através de vídeos-aulas, animações, atividades interativas e apostilas, possibilitando-lhes o desenvolvimento da autonomia da aprendizagem e na construção do conhecimento. Além disso, as unidades prisionais contam com escolas, onde são ministradas aulas de ensinos fundamental e Médio.

Segundo o coordenador de Inserção Social da secretaria, Geovani Lima, o empenho do preso ao ensino demonstra o seu interesse na mudança.

– Acompanhar o acesso dos internos às vagas de uma instituição de Ensino Superior é gratificante. Alguns começaram a estudar dentro do sistema prisional desde o Ensino Fundamental e avançaram com muito esforço para buscar a melhoria de suas vidas por meio da Educação –  ressaltou.

Veja também

Criminosos desviaram R$ 640 mil da conta das vítimas para laranjas. Quadrilha aplicou golpe do empréstimo consignado em pelo menos 17 pessoas.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias