PF e CGU deflagram operação contra desvios de verba da saúde de São Gonçalo

desvios de verba pública destinadas à saúde do município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, por meio de uma Organização Social
às
pf
Foto: Divulgação/ Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram a Operação Esculápio na manhã desta quinta-feira (7) com o objetivo de apurar possíveis desvios de verba pública destinadas à saúde do município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, por meio de uma Organização Social de Saúde (OSS) contratada pela prefeitura desde 2016.

O nome da ação faz referência a Esculápio que, nas mitologias grega e romana, é o deus da medicina e da cura.

Cerca de 70 policiais federais e 15 auditores da CGU cumprem 15 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Federal de Niterói, nos municípios de Niterói, São Gonçalo, Rio de Janeiro, Cabo Frio, além de Sorocaba e Santos, no Estado de São Paulo, contra pessoas físicas e empresas.

A CGU indicou superfaturamento mensal na ordem de R$ 300 mil, e a investigação estimou um prejuízo total superior a R$ 10 milhões em recursos públicos destinados à saúde.

A investigação, conduzida pelo Grupo de Repressão à Corrupção da Delegacia da PF em Niterói e aprofundada pela CGU, encontrou evidências de que a OSS em questão subcontratava empresas ligadas aos secretários de saúde para fornecer médicos sem a devida cotação de preços, com indícios de fornecimento de médicos fantasmas.

Os serviços prestados pelas empresas não recebiam fiscalização efetiva da OSS ou de órgãos públicos, o que indica pessoalidade na contratação das empresas e superfaturamento na prestação de serviços.

Os agentes constataram ainda que houve a contratação de serviços de exames laboratoriais e análises clínicas sem concorrência licitatória, com indícios de superfaturamento, entre outras possíveis irregularidades e fraudes.

Atualmente, a OSS investigada é responsável pela gestão de três unidades de saúde municipais, e as empresas subcontratadas por ela e relacionadas aos gestores públicos receberam cerca de R$ 70 milhões no período compreendido entre 2020 e o final de 2023.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, peculato, desvio e lavagem de dinheiro.

Fonte: g1.globo.com

Veja também: Passageiro é morto ao tentar escapar de assalto a ônibus na Avenida Brasil e nos acompanhe nas redes sociais.

Veja também

A revelação de Pabllo Vittar sobre um suposto affair com um jogador de futebol famoso acendeu a curiosidade dos internautas
às
Uma paciente espera na fila do sistema público de saúde do Estado do Rio de Janeiro a retirada de um tumor no rosto há 16 anos
às
O aumento no fluxo deve ocorrer a partir das 14h desta sexta (19), quando são esperados mais de 99 mil veículos
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] também: PF e CGU deflagram operação contra desvios de verba da saúde de São Gonçalo e nos acompanhe nas redes […]

Últimas Notícias