Empresário encontrado morto teria dito que se casaria por não ter pra quem deixar os bens

às
Screenshot_5
Foto: Reprodução

O administrador de imóveis Luiz Marcelo Ormond, encontrado morto dentro de casa no Engenho Novo, Zona Norte do Rio, teria dito a uma amiga que o motivo de assumir uma união estável com Júlia Andrade, que está foragida por suspeita do crime, era não ter ninguém para deixar os seus bens, caso morresse.

Além disso, leia também outras notícias policiais.

“Mas eu também tenho que ter uma companhia, né? Se eu morrer amanhã, minhas coisas ficam todas para o Estado. Não tenho ninguém para deixar as minhas coisas”, teria justificado Luiz Marcelo para a amiga.

O corpo de Luiz Marcelo foi encontrado dentro do apartamento dele no dia 20 do mês passado, já em estado avançado de decomposição. A suspeita é que ele tenha sido assassinado pela namorada com um brigadeirão envenenado.

Empresário encontrado morto. Ele teria dito a uma amiga que se casaria com a acusada por não ter pra quem deixar os bens.
Empresário encontrado morto – Foto: Reprodução

Antes do crime, ele ainda teria dito à amiga que queria fazer tudo com calma, mas admitiu que Júlia estaria fazendo pressão para que oficializassem logo a união.

“Não é nada para ontem não. Ela que está na maior pressão. Já foi lá no cartório na segunda-feira para ver negócio de casamento. Mas eu tô segurando. Eu não vou fazer nada pra ontem não. Até porque, tem que gastar grana pra fazer isso, entendeu?”, disse Luiz Marcelo.

Segundo o delegado que investiga o caso, Júlia agiu com extrema frieza. Em seu depoimento, a suspeita disse que Luiz serviu o café da manhã dela na segunda de manhã, o que é impossível de acordo com a necropsia, já que o empresário já estava morto.

“Ela teria permanecido no interior do apartamento da vítima, com o cadáver, por cerca de 3, 4 dias. Lá ela teria dormido ao lado do cadáver, se alimentado, ela teria inclusive descido para a academia, se exercitado, retornado para o apartamento onde o cadáver se encontrava”, disse o delegado Marcos Buss.

Júlia já é considerada foragida da Justiça.

Assim que ler a matéria, deixe seu comentário e nos siga nas redes sociais.

Crédito: Felipe Freire, Leslie Leitão, Guilherme Santos – TV Globo

Veja também

Com o objetivo de aumentar a cobertura vacinal no município, a Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria de saúde
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias