Caminhão da Saúde reforça vacinação contra a Covid-19 no Centro

A Prefeitura de Maricá iniciou nesta segunda-feira (24/01) a vacinação contra a Covid-19 na Unidade Móvel de Saúde, que ficará estacionada na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro, até o dia 05/02, imunizando a população acima de 12 anos. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e nos sábados (29/01 e 05/02), das 9h às 17h.

O novo polo de imunização é uma forma de reforçar a campanha de vacinação em Maricá, estimulando aqueles que transitam diariamente pelo Centro da cidade a receberem suas doses da vacina. Após esse período de atuação na praça, a unidade, adaptada com equipamentos e equipes de saúde, irá atender a população que reside em áreas mais distantes, isoladas e que apresentem vulnerabilidades sociais.

Vacinação garante a saúde da população

A coordenadora da Vigilância em Saúde de Maricá, Micheli Ferreira, reforçou o papel fundamental da vacinação no combate aos efeitos da Covid-19.

“Convido a população para vir até o Caminhão da Saúde na Praça Orlando de Barros Pimentel. É fundamental que a população acima de 12 anos compareça, para que a imunização avance e possamos continuar combatendo a pandemia, garantindo a nossa saúde. Venham se vacinar!”, afirmou.

Unidade Móvel mobiliza os maricaenses

As pessoas que passavam pela região central do município se mostraram conscientes sobre a importância da vacinação, movimentando a Unidade Móvel no primeiro dia em funcionamento. A assistente administrativa Valéria Pires, de 57 anos, mora no Centro e garantiu que a vacina é essencial para conviver com outras pessoas.

“Achei excelente ter mais um lugar disponível para a vacinação, incentivando a população a ir até os polos se vacinar. As pessoas querem sair, se divertirem, mas para isso é preciso se vacinar e espero que a cidade toda esteja imunizada o mais rápido possível”, afirmou.

“Eu achei muito bom poder tomar a dose de reforço nesse local. Trabalho na rua, em contato com outras pessoas, e é preciso evitar a contaminação pela doença. Minha família já está toda vacinada e as pessoas devem se vacinar o mais rápido possível para diminuir o contágio pela Covid-19”, disse Antônia Erenir Ferreira, de 35 anos, moradora de Ubatiba.

Vacinação de crianças

A vacinação pediátrica continua em Maricá. Nesta segunda-feira (24/01) e na terça-feira (25/01) será a vez dos meninos de 11 anos. A partir da quarta-feira (26/01), o calendário avança juntamente para meninos e meninas, começando por 10 anos e seguindo de dois em dois dias a ordem decrescente das idades. A imunização ocorre em dez polos exclusivos.

O responsável legal deverá levar a caderneta de vacinação, além de um documento de identidade ou certidão de nascimento da criança. As crianças com comorbidades ou deficiência permanente também precisam do laudo médico. A expectativa é concluir a aplicação da primeira dose nas crianças no dia 10 de fevereiro, mas a continuidade do calendário depende da chegada das doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

Polos de vacinação infantil

Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h

USF Ponta Grossa – Rua Irineu Ferreira Pinto, s/n.

USF ESF Central – Rua Clímaco Pereira, 241, Centro.

USF Bairro da Amizade – Rua Eliete Rocha Santos, Lote 28, Quadra 90 (antiga Rua 53)

USF Barra – Rua Ênani Manoel Soares, s/n, Barra de Maricá.

USF Inoã II – Rodovia Amaral Peixoto, km 14, s/n, (ao lado do DPO).

USF Barroco – Rua Getúlio Vargas (antiga Rua 2), lote 13, quadra 4, casa 2, Itaipuaçu.

USF São José I – Rua Issac Lannes da Silva (antiga Rua 18), s/n , São José do Imbassaí

USF Bambuí – Av. do Contorno, s/n.

USF Santa Rita – Rua Antônio Marques Mathias, s/n, Quadra 433 (antiga Rua 36).

USF Ubatiba – Avenida Niterói, s/n.

Polos de vacinação de adolescentes e adultos

Unidade Móvel da Saúde – Praça Orlando de Barros Pimentel, Centro. (De segunda 24/01 até sábado (05/02), das 9h às 19h. Nos sábados 29/01 e 05/02, das 9h às 17h).

De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h

USF São José 2- Estrada da Cachoeira, s/n, São José do Imbassaí.

USF Chácara de Inoã- Rodovia Amaral Peixoto, km 16. (ao lado do Polo Mania), Inoã.

USF Jardim Atlântico- Rua 36, lote 01, quadra 206. Loteamento Jardim Atlântico, Itaipuaçu.

USF Marinelândia- Rua Nove, Quadra 15, Cordeirinho.

USF Ponta Negra- Alcebiades Teodoro Pereira, s/n.

Com quase mil garis afastados por Covid, Comlurb pede à população que ajude a manter a cidade limpa

A Comlurb — companhia de limpeza urbana do Rio — pediu na última sexta-feira (14) que a população ajude a manter a cidade limpa após uma alta de casos de Covid entre os garis.

Em nota, a empresa, que conta com 14 mil profissionais de limpeza e tem quase mil afastados (7%), pede “a colaboração da população em relação ao lixo e para manter a cidade limpa, uma vez que está trabalhando com um efetivo menor de garis”.

Diz ainda que, apesar dos afastamentos, não existe risco de paralisação do serviço na capital.

Procurada pelo g1, a empresa ainda não informou o quantitativo de garis afastados.

A companhia fala também que é importante respeitar o dia e o horário da coleta domiciliar. E pede que, em caso de chuva, a população aguarde o caminhão passar e descarte o lixo corretamente nas lixeiras.

 

Crédito: g1

Anvisa deve aprovar até terça-feira (18) a venda de autotestes de Covid no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) trabalha para aprovar os autotestes no Brasil até a próxima terça-feira (18).

Fontes da agência informaram à Globonews que os técnicos adiantaram o trabalho burocrático e de regulamentação, antes mesmo da chegada formal dos documentos do Ministério da Saúde sobre os autotestes. O ministério informou que enviou o pedido para a liberação dos autotestes nesta quinta (13). A Anvisa diz que ainda não recebeu.

Diante da explosão de casos da variante Ômicron, a agência entendeu que a resolução atualmente em vigência no país, que proíbe esse tipo de testagem para Covid, tem que ser revista a partir de políticas formuladas pelo Ministério da Saúde.

A GloboNews apurou com técnicos que as negociações para aprovar o autoteste no Brasil começaram em dezembro de 2021, em reunião com o secretário executivo da pasta, Rodrigo Cruz.

Neste mês de janeiro, com o avanço rápido das infecções pela nova variante, a agência acelerou esse processo. Segundo fontes, “a aprovação será rápida” e a agência já está “trabalhando na redação das novas regras”.

A liberação pode ser feita “ad referedum”, ou seja, pelo diretor-presidente, Antonio Barra Torres, e depois pela diretoria colegiada. Isso ainda está sendo discutido.

Os termos da política de autotestes da saúde ainda não são conhecidos pela agência mas , a princípio, assim que a Anvisa aprovar a venda dos autotestes, a testagem em casa estará liberada.

 

Crédito: g1

Chega ao Rio o primeiro lote de vacinas contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

Chegaram no Estado do Rio, por volta das 9h40, as primeiras 93.500 doses da vacina contra a Covid-19 para crianças. A carga de imunizantes da Pfizer se encontra na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da Secretaria de Estado de Saúde (SES), no Barreto, em Niterói. A distribuição dos lotes aos 92 municípios fluminenses ainda não tem previsão para ser liberada, segundo a pasta. A carga corresponde a apenas 6% do total de 1.533.654 de crianças de 5 a 11 anos em todo o Estado do Rio.

Os municípios do Rio, São Gonçalo, Niterói, Maricá e Itaboraí devem fazer a retirada das vacinas diretamente na CGA, enquanto as outras cidades devem receber de helicóptero. De acordo com a SES, a capital realizará a retirada de seu lote na tarde desta sexta-feira. Para os demais municípios, a entrega será feita no sábado.

A previsão é que, a partir da próxima segunda-feira, dia 17, todos os municípios possam dar início à vacinação.A recomendação da secretaria estadual é que sejam vacinadas, primeiro, crianças com comorbidades e indígenas, seguidas das faixas etárias do mais velho ao mais novo. No entanto, aqui na capital fluminense, a ordem seguirá a faixa etária.

Confira o calendário na cidade do Rio

11 anos

  • 17 de janeiro: meninas de 11 anos
  • 18 de janeiro: meninos de 11 anos
  • 19 de janeiro: repescagem de 11 anos

10 anos

  • 20 de janeiro: meninas de 10 anos
  • 21 de janeiro: meninos de 10 anos
  • 22 de janeiro: repescagem de 10 anos

9 anos

  • 24 de janeiro: meninas de 9 anos
  • 25 de janeiro: meninos de 9 anos
  • 26 de janeiro: repescagem de 9 anos

8 anos

  • 27 de janeiro: meninas de 8 anos
  • 28 de janeiro: meninos de 8 anos
  • 29 de janeiro: repescagem de 8 anos

7 anos

  • 31 de janeiro: meninas de 7 anos
  • 1º de fevereiro: meninos de 7 anos
  • 2 de fevereiro: repescagem de 7 anos

6 anos

  • 3 de fevereiro: meninas de 6 anos
  • 4 de fevereiro: meninos de 6 anos
  • 5 de fevereiro: repescagem de 6 anos

5 anos

  • 7 de fevereiro: meninas de 5 anos
  • 8 de fevereiro: meninos de 5 anos
  • 9 de fevereiro: repescagem de 5 anos

 

Crédito: Jornal Extra

Vacina para crianças: doses da Pfizer chegam aos estados nesta sexta-feira

As primeiras doses da vacina da Pfizer destinada a crianças de 5 a 11 anos começarão a chegar aos estados nesta sexta-feira (14). Caberá aos estados e municípios definirem o cronograma de aplicação.

O cronograma divulgado nesta semana previa o início da distribuição de doses durante esta madrugada. No início da manhã, órgãos oficiais confirmaram a chegada de doses no Distrito Federal, no Espírito Santo e no Pará, mas disseram que, apesar de os voos terem chegado, as aeronaves não transportavam nenhuma dose. Em outros estados, como Minas Gerais e Piauí, os voos que deveriam levar as vacinas foram cancelados.

A Latam, companhia aérea responsável pelos voos, o Ministério da Saúde só liberou as doses para a companhia aérea no início da manhã – segundo o governo do Rio Grande do Sul, o ministério informou precisou reorganizar a logística de distribuição porque houve casos de Covid na tripulação de um voo. O cronograma deve ser atualizado ainda hoje, mas o Ministério da Saúde afirmou que todos os estados vão receber as vacinas ainda nesta sexta (14).

O voo com o primeiro lote de vacinas chegou ao Brasil na madrugada de quinta (13). A informação inicial era de que, com exceção de São Paulo, em que o transporte seria via terrestre, todos os demais estados do país, mais o Distrito Federal, iam receber as doses por avião. No entanto, no Rio de Janeiro, que também receberia as vacinas por via aérea, as doses chegarão por transporte terrestre.

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, em 16 de dezembro, a vacinação de crianças de 5 a 11 anos.

Em 5 de dezembro, o governo federal divulgou as regras para a vacinação: ela ocorrerá em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente e para crianças quilombolas e indígenas; sem necessidade de autorização por escrito, desde que pai, mãe ou responsável acompanhe a criança no momento da vacinação; com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

Veja como está o recebimento das doses em cada estado:

  • Acre: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Alagoas: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • Amapá: estava previsto para chegar na tarde desta sexta
  • Amazonas: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta
  • Bahia: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Ceará: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Distrito Federal: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Espírito Santo: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Goiás: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Maranhão: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • Mato Grosso: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • Mato Grosso do Sul: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • Minas Gerais: estava previsto para chegar na manhã desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Pará: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Paraíba: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • Paraná: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta
  • Pernambuco: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Piauí: estava previsto para chegar na tarde desta sexta
  • Rio de Janeiro: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Rio Grande do Norte: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Rio Grande do Sul: estava previsto para chegar na madrugada desta sexta, mas as doses não chegaram
  • Rondônia: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • Roraima: estava previsto para chegar na tarde desta sexta
  • Santa Catarina: estava previsto para chegar na manhã desta sexta
  • São Paulo: previsão é que as doses fossem entregues até sexta (14) por via terrestre
  • Sergipe: estava previsto para chegar na tarde desta sexta
  • Tocantins: estava previsto para chegar na manhã desta sexta