Maricá Esporte Fest reúne estudantes, atletas e moradores nas praias da Barra e Itaipuaçu

O Maricá Esporte Fest agitou a população neste fim de semana (09 e 10/04) nas orlas da Barra e de Itaipuaçu, com atividades esportivas voltadas ao futevôlei – modalidade praticada nas areias e que teve início nas praias do Rio de Janeiro na década de 60. O principal objetivo da iniciativa é incentivar a prática de esportes pela população, incentivando a saúde e o bem-estar, além de propiciar o primeiro contato de muitos jovens a diversas modalidades esportivas.

O evento é promovido pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte (IBDE), em parceria com a Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer.

“O Maricá Esporte Fest tem o intuito de estimular hábitos de saúde, através da prática esportiva. Esse é um espaço de reencontro, após momentos difíceis da pandemia de Covid-19, fomentando a valorização do esporte, principalmente nos mais jovens, além de propiciar novas amizades. Convido a todos a participarem dessa iniciativa maravilhosa, desenvolvida em um local lindo como Maricá”, afirmou Rodney Moreira, diretor de projetos do IBDE.

Ambiente de troca entre atletas e moradores

As oficinas esportivas foram o grande destaque, com a presença de dois atletas consagrados: Anderson Águia, multicampeão brasileiro e mundial de futevôlei, além de Eduardinho, campeão mundial da modalidade e dono de três Sul-Americanos de duplas. Além disso, foram disputados torneios em ambas as arenas, contando com 18 duplas participantes em cada uma, todas compostas por atletas de nível intermediário.

“É um prazer enorme poder difundir o esporte com esse evento em Maricá. Fui campeão aqui algumas vezes e poder retornar à cidade é um privilégio. Agradeço muito à organização do Maricá Esporte, trazendo incentivo ao esporte à população em várias modalidades, incluindo o futevôlei. Um trabalho realmente incrível”, afirmou Anderson Águia.

Alunos do município aprendem oficina de Eduardinho

Na orla de Itaipuaçu, o grande destaque esportivo foi a clínica do campeão mundial de futevôlei Eduardinho, contando com a participação de 39 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, que estudam na Escola Municipal Mata Atlântica, vizinha à arena.

Uma das participantes da aula foi Camilli Regalia, de 10 anos, que contou que se divertiu enquanto aprendia as técnicas básicas da modalidade.

“Achei muito legal poder estar aqui hoje. Aprendi bastante sobre o futevôlei, esporte que eu não conhecia muito, treinando técnicas básicas, mas importantes. Curti demais o Maricá Esporte Fest e quero vir mais vezes para aproveitar também os brinquedos radicais”, disse a estudante.

A programação de sábado foi encerrada com shows de samba e pagode com apresentação do maricaense Baby do Cavaco, na Barra de Maricá e do Grupo Balacobaco, na orla de Itaipuaçu.

Festival continuou no domingo

No domingo, o Maricá Esporte Fest foi marcado por torneios de futevôlei, oficinas da modalidade, shows de samba e pagode, além dos equipamentos de lazer — que incluem tirolesa, pista de skate, bolha aquática, arvorismo, dentre outros.

Um dos principais destaques do dia foi a programação cultural, que contou com apresentações musicais em dose dupla: na arena da Barra, os grupos “Intimistas” e “Vai e Volta” animaram os moradores; já em Itaipuaçu, foi a vez do Grupo Kontagiô e do Grupo 100% levarem sucessos nacionais ao palco.

As oficinas de futevôlei, conhecidas como clínicas, foram o principal destaque, propiciando o primeiro contato de muitos jovens ao esporte, além de ensinar as principais técnicas necessárias para a prática.

Os torneios também animaram as praias. Eles começaram pela manhã e foram disputados por 12 duplas em cada arena, formadas por atletas amadores da modalidade.

No próximo sábado e domingo (16 e 17/04), o evento volta às praias da Barra e Itaipuaçu, a partir das 8h, com sua última semana de atividades de incentivo ao esporte e entretenimento. A programação será voltada ao Beach Soccer (futebol de areia), modalidade esportiva disputada por equipes com onze jogadores em cada time. A população poderá participar de torneios, oficinas, além de curtir shows e todos os equipamentos de lazer.

Itaipuaçu ganha Biblioteca Popular Carlos Marighella

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Cultura, inaugurou nesta quinta-feira (24/03), a Biblioteca Popular Carlos Marighella na sede do Maricá das Artes, em Itaipuaçu. Cerca de 40 pessoas foram prestigiar o evento, que teve como atração espetáculo de mágica com Santiago Galassi e contação de história com Lili Dias. O local funcionará de segunda a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h.

“A Biblioteca Carlos Marighella é uma verdadeira estação da leitura, sendo a única do gênero em Itaipuaçu. Com essa inauguração, deixamos a referência do pensamento e da reflexão como instrumentos de transformação da realidade. O local é uma ferramenta importantíssima para a educação, com um ótimo acervo de livros doados pelos funcionários, alunos e moradores. Estamos levando a oportunidade para quem quer buscar conhecimento”, comentou o secretário de Cultura Sady Bianchin.

Alunos e convidados ressaltam a importância do espaço

A biblioteca conta com mais de mil livros para todas as idades, preferências e necessidades. Mais do que uma biblioteca, o local também oferece cursos do projeto Maricá das Artes. “Acho fantástico ter uma biblioteca aqui em Itaipuaçu, um lugar que estimula a cultura, leitura, mobiliza pessoas na doação e da acesso aos livrospara quem não tem acesso. Precisamos incentivara leitura, estimular a cultura e trocar experiências através dela”, expôs João do Corujão.

“O projeto Maricá das Artes veio para inovar nosso bairro e aprimorar nossos conhecimentos, para levar aos meus alunos mais qualidade ao contar histórias. Além disso, me despertou um lado escritora. Com a inauguração dessa biblioteca estamos dando acesso para pessoas que não conseguem comprar um livro, que querem ler, aprender e se descobrir com novas histórias”, destacou Cristiane Andrade Rangel, de 47 anos, moradora de Itaipuaçu, professora do Ensino Infantil e aluna da oficina de contação de história da professora Lili Dias.

Como pegar emprestado o livro

Para quem deseja pegar um livro emprestado, é só fazer a ficha de inscrição com identidade (RG), comprovante de pessoa física (CPF) e comprovante de endereço. A Biblioteca Popular Carlos Marighella fica na sede do Maricá das Artes, na Av. Carlos Marighella, Lote 7, Quadra 12, em Itaipuaçu.

Praias de Itaipuaçu e Barra recebem “Maricá Esporte Fest”

De 26 de março a 17 de abril, as Praias de Itaipuaçu e Barra vão receber o “Maricá Esporte Fest”. O evento que vai acontecer todo o fim de semana – 26 e 27/03; 02 e 03/04; 09 e 10/04; 16 e 17/04 – vai contar com uma programação que reúne esporte, lazer, cultura e muita diversão. As ações serão gratuitas e abertas ao público – para crianças a partir de 6 anos – e acontecerão das 8h às 17h.

O evento vai promover oficinas de iniciação esportiva e competições de vôlei de praia, futvôlei, beach soccer, altinha, skate, entre outras modalidades. Para abrilhantar o evento, bandas locais se apresentarão ao público, fomentando a cultura e valorizando os talentos da terra.

Promovido pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte (IBDE), em parceria com a Prefeitura Municipal de Maricá, através da Secretaria de Esporte e Lazer, o Maricá Esporte Fest tem a expectativa de receber cerca de 900 pessoas por dia de evento.

O acesso à arena será realizado mediante cadastro prévio com apresentação do cartão de vacinação atualizado – na entrada do evento. A organização do evento também vai monitorar o limite de público, de forma constante, e disponibilizar pontos de álcool em gel para higienização das mãos. Os protocolos de saúde valem para toda a organização do evento, participantes e atletas.

 

Crédito: O Dia

EPT amplia frota de ônibus Tarifa Zero entre Itaipuaçu e Ponta Negra

A Prefeitura de Maricá, por meio da Empresa Pública de Transportes (EPT), ampliará, até dezembro, a frota dos ônibus “Tarifa Zero” com mais dez veículos, que serão distribuídos entre as linhas E30A (Recanto-Centro via Avenida/Vivendas) e E02 (Centro-Ponta Negra via Cordeirinho). A ampliação dos coletivos deve ocorrer antes das festas de fim de ano.

Presidente da Empresa Pública de Transportes, Celso Haddad informou que os itinerários não serão modificados e que outras linhas também podem receber o mesmo reforço. “Estamos na fase final dos estudos sobre essas mudanças, definindo quais linhas também poderão ter mais ônibus circulando e sobre um possível aumento da oferta nos horários de saída dos pontos”, disse Haddad.

Outra mudança anunciada pela EPT foi na linha E09 (Centro-Ponte Preta). A partir de 1º de dezembro, o trajeto será ampliado e vai passar a atender também ao bairro de Guaratiba, na região litorânea. A empresa ressalta que o objetivo é criar mais uma opção de atendimento no transporte público em direção ao Centro da cidade. Com a mudança, o letreiro eletrônico dos coletivos passa a ser: Centro-Guaratiba (via Caju – Gamboa – Ponte Preta – Jardim Interlagos).

 

Segunda baleia é encontrada morta na orla de Maricá em pouco mais de 24h

Com pouco mais de 24h de diferença, duas baleias foram encontradas mortas na orla de Maricá. A primeira foi achada na noite de terça-feira (22), na Praia de Itaipuaçu, por moradores que passavam pelo local. Já a segunda, foi encontrada na manhã de ontem, quinta-feira (24) na Praia de Ponta Negra, e faz parte da espécie jubarte.

Segundo os especialistas, a baleia encontrada nesta quinta-feira (24), era um filhote de aproximadamente 8m de comprimento, e foi retirada da areia da praia com o auxílio de uma retroescavadeira da autarquia de Serviços e Obras de Maricá.

Antes da remoção, uma equipe do Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Maqua/UERJ) realizou uma necrópsia no corpo do animal para determinar a causa da morte. A possibilidade mais provável é que tenha havido inanição, após o filhote se afastar da mãe. O animal foi levado ao Centro de Tratamento de Resíduos do Anaia, em São Gonçalo.

 

 

 

Fonte: Jornal A Tribuna