Ladrão tenta roubar celular de judoca, mas ela o imobiliza com mata-leão

Um ladrão acabou se dando mal em uma tentativa de assalto em Manaus, no Amazonas. É que ao arrancar o celular de uma jovem e correr, ela acabou o alcançando e o imobilizando com um golpe de artes marciais.

De acordo com publicação o jornal Em Tempo, a vítima é lutadora de judô e aplicou um mata-leão no suspeito quando ele tentou roubar o celular da mulher enquanto ela aguardava por um carro de aplicativo.

O momento foi registrado em um vídeo que circula na web. Nas imagens, é possível vê-la sentada na rua imobilizando o homem, enquanto a polícia o algema.

Segundo a publicação, o homem foi preso e conduzido à delegacia para os procedimentos cabíveis.

 

 

Crédito: revistamarieclaire.globo.com

Criança de 2 anos morre após ser espancada pela própria mãe em Manaus

Uma criança de 2 anos morreu na última sexta-feira (11/3), no Hospital Platão Araújo, Zona Leste de Manaus, vítima de lesão corporal. Segundo a Polícia Civil, o menino foi espancado pela própria mãe, uma jovem de 23 anos, na terça-feira (8/3).

Conforme a equipe de plantão da unidade especializada, a vítima deu entrada no Hospital e Pronto Socorro (HPS) na quinta-feira (10/3) pois, segundo a mulher, o filho apresentava sinais de febre, vômito e respiração fraca.

Crédito: Metrópoles

Menino de 9 anos foge de casa, se esconde em avião e viaja sozinho de Manaus para Guarulhos (SP)

O menino de 9 anos que viajou escondido de Manaus para Guarulhos, em São Paulo, pesquisou na internet como entrar despercebido em um avião. A informação é da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), que investiga o caso.

Morador da Zona Oeste, Emanuel Marques de Oliveira foi dado como desaparecido na manhã de sábado (26). No final do dia, a mãe descobriu que ele fugiu de casa e foi parar na cidade paulista.

Ele embarcou sozinho em um voo da Latam, que saiu do Aeroporto da capital amazonense. O menino não tinha passagem aérea, documentos e malas.

Segundo a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e Adolescente (DEPCA), o menino agiu sem a ajuda de adultos, e, antes de partir, realizou pesquisas na internet de como entrar em um avião despercebida. A Especializada, no entanto, não deu detalhes sobre a pesquisa feita pelo menino.

Ainda na nota, a PC disse que a criança não tem histórico de violência familiar e, durante oitivas, a mesma informou que o motivo da viagem seria o desejo de morar em São Paulo, com outros familiares.

A companhia aérea e a empresa administradora do aeroporto de Manaus informaram que estão investigando como o menino conseguiu viajar. A Polícia Civil também solicitou imagens das câmeras de segurança e também apura a situação.

Mãe detalha o sumiço logo pela manhã

Em entrevista ao g1, a mãe do menino, a eletricista Daniele Marques, contou que percebeu que o filho não estava em casa nas primeiras horas da manhã de sábado (26). Eles moram na comunidade União da Vitória, bairro Tarumã.

“Acordei às 5h30, fui ao quarto dele, e vi que ele estava dormindo normalmente. Depois mexi um pouco no celular e levantei novamente, já às 7h30, quando percebi que ele não estava mais no quarto e comecei e me desesperar”, afirmou.

Depois de registrar boletim de ocorrência na delegacia, e começar a divulgar a imagem do filho nas redes sociais, a eletricista recebeu a ligação de um funcionário da Latam, por volta das 22h daquele mesmo dia, informando que a criança estava no aeroporto de Guarulhos (SP).

“Assim que eles me contaram que ele estava lá [no Aeroporto de Guarulhos], avisei a delegada. Os policiais até perguntaram se eu podia ir buscá-lo, mas eu disse que não teria como fazer isso, e sim queria que a empresa Latam retornasse com o meu filho”.

Após trâmites e negociações entre o Conselho Tutelar e a companhia aérea, o garoto voltou a Manaus na manhã de domingo (28).

Menino contou sobre trajeto percorrido

Daniele contou que Emanuel explicou os detalhes da viagem sozinho de avião para outro estado, sem documentação e sem bilhete de embarque.

“Ele me disse que pegou alguns ônibus aleatórios aqui de casa [no bairro Tarumã-Açu] até chegar no aeroporto. Depois olhou no painel o horário dos voos, e entrou em um deles. O meu filho passou por três vistorias sem que alguém notasse que ele estava sozinho, sem documentação nem bilhete de embarque”, disse a mãe.

Daniele disse que jamais imaginaria que o filho pudesse ter viajado sozinho de avião, quando percebeu que ele não estava em casa.

“O que eu fico pensando é como uma criança consegue passar por um sistema de aeroporto que é tão burocrático para gente passar. Por isso eu quero uma resposta da companhia aérea e do aeroporto sobre como o meu filho conseguiu embarcar sozinho”, concluiu Daniele.

O que diz a Latam e o aeroporto?

Em nota, a Latam disse que acionou a Polícia Federal e o Conselho Tutelar após identificar que o menor estava sozinho no voo. Ele foi encaminhado para um abrigo para aguardar os trâmites necessários até a recondução dele para Manaus.

Crédito: Portal g1

Justiça Federal suspende distribuição de vacina de Oxford em Manaus

A Justiça Federal do Amazonas suspendeu a distribuição, em Manaus, da vacina contra covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. A suspensão deve vigorar até que a prefeitura formule um plano de vacinação nos moldes do elaborado pelo Ministério da Saúde a nível nacional.

Na decisão, tomada nesta terça-feira (26), a juíza Jaiza Maria Pinto Fraxe, da 1ª Vara Federal Cível do Amazonas, afirma que a distribuição em Manaus poderá ser retomada “desde que obedecidas as regras de prioridade já estabelecidas em todo o país, não podendo haver privilégios ou desvios de qualquer espécie, sujeitando os infratores à prisão em caso de flagrante delito, na forma da lei”.

Após a decisão, o governo do Amazonas informou ter interrompido a distribuição de todas as 132,5 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca que recebeu no sábado (23). Na noite de ontem, porém, o executivo estadual disse que, em novo despacho judicial, a magistrada esclareceu que a interrupção deveria ocorrer somente em Manaus, devendo seguir [a distribuição] em relação aos demais municípios.

A decisão da juíza foi tomada após o Ministério Público Federal (MPF) abrir investigação sobre possível fraude na destinação da vacina CoronaVac em Manaus, a primeira a ser distribuída no Amazonas. Duas médicas recém-nomeadas para cargo administrativo em uma unidade básica de saúde figuram entre as primeiras imunizadas na capital amazonense.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização, os grupos prioritários para receber as vacinas neste primeiro momento são os profissionais de saúde, em especial os que trabalham na linha de frente do combate à pandemia, indígenas aldeados e idosos e deficientes que morem em institutos de longa permanência.

Proibição de segunda dose

A mesma juíza já havia determinado que quem furou a fila de vacinação em Manaus está proibido de receber a segunda dose até que chegue a vez dos furões na lista de prioridades.

Ela também determinou que a prefeitura da capital amazonense publique diariamente – até as 22h – a lista de todos os vacinados na cidade.

A magistrada escreveu ter detectado “irregularidades inadmissíveis na aplicação dos imunizantes”, como um hospital que ainda não tinha recebido nenhuma dose da vacina, enquanto advogados e donos de empresas de alimentos já haviam sido imunizados.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Artistas se unem para fazer doação de cilindro de oxigênio para Manaus

Whindersson Nunes está de férias no México, mas está ciente da situação que vive o sistema de saúde de Manaus, após crescente números de casos da Covid-19 no Amazonas. Por meio do Twitter, o humorista revelou que vai doar 20 cilindros, que comportam 50 litros de oxigênio, para os hospitais e ainda pediu a ajuda de amigos famosos.

“Providenciando 20 cilindros de 50L de oxigênio para distribuir nas unidades mais urgentes em Manaus! Alô meus amigos artistas. Na hora de fazer show é tão bom quando o público nos recebe com carinho, não é? Vamos retribuir?”, escreveu Whindersson no Twitter.

Em seguida, a primeira pessoa que confirmou adesão foi a apresentadora Tatá Werneck, que se pronunciou no Instagram. “Eu vi que o Whindersson achou uma maneira de doar e de comprar cilindros, então eu também vou comprar 10 cilindros e queria pedir aos amigos que eu sei que podem também para ajudarem”, pediu Tatá.

Whindersson ainda confirmou mais nomes de famosos nessa corrente de solidariedade, como o do comediante Tirullipa, das cantoras Simone, da dupla com Simaria, e Marília Mendonça, Tierry, do casal Wesley Safadão e Thyane  e do jogador Richarlisson, que joga atualmente na Inglaterra.

Outros famosos responderam a mensagem e disseram que também vão ajudar, como o jornalista Hugo Gloss, o ator Bruno Gagliasso e o apresentador Luciano Huck. Estima-se que mais de 150 cilindros tenham sido doados.

O sertanejo Gusttavo Lima também pretende doar e disse estar “desenhando a logística”. “Sábado estará chegando em Manaus 150 cilindros de oxigênio… Estou com todos vocês, manauaras”, publicou o cantor no Twitter.

Famosos pedem urgência

Além de doações, artistas têm compartilhado informações sobre a situação em Manaus, além de formas do público ajudar também. “Por favor, ajudem com qualquer quantia para as instituições abaixo. Todas são sérias e estão ajudando a salvar vidas em Manaus”, pediu o influencer Felipe Neto ao compartilhar contas de instituições que estão na linha de frente.

Taís Araújo elencou as necessidades da região e clamou por ajuda. “A situação é desesperadora! Além de oxigênio os hospitais precisam de: remoção urgente, máscaras, válvulas tipo Y, borrachas para colocar os oxigênios. Toda a ajuda e mobilização é bem vinda agora”, postou.

Até o ator mexicano Alfonso Herrera, da novela “Rebelde” e da série “Sense 8”, também entrou na corrente. “Oxigênio para Manaus”, pediu, em espanhol, em seu Twitter pessoal.

 

Fonte: odia.ig.com.br