Miliciano é preso em Itaboraí acusado de matar duas pessoas

No início da manhã de hoje (7) a Força Tarefa do DGPE, através dos policiais civis da DC-Polinter (Delegacia de Polícia Interestadual – Divisão de Capturas) prenderam a Rafael Torres do Nascimento,  , integrante da milícia que atua nos bairros Visconde, Porto das Caixas e Areal, em Itaboraí, em decorrência de  mandado de prisão preventiva pela prática de dois crimes de  homicídio qualificado.

As investigações demonstraram que em junho de 2018, após terem participado de uma festa que acontecia em Itaboraí, duas vítimas foram abordadas por três milicianos, que usavam colete a prova de balas e portavam pistolas e fuzis, e foram obrigados a deitar no chão. As testemunhas correram e se esconderam no mato, presenciando quando as duas vítimas foram colocadas na mala de um veículo e levadas para outro local. No dia seguinte, os corpos das duas vítimas foram localizados, com várias marcas de tiro em diversas regiões corporais.

Um dos autores foi identificado como Rafael, miliciano local, conhecido pela sua agressividade excessiva. O criminoso andava sempre portando uma pistola calibre .45, que havia recebido dos chefes da milícia local. Sua função era fazer a segurança dos integrantes da milícia responsáveis pela cobrança da chamada “taxa de segurança”, que era exigida de moradores e de comerciantes locais. As testemunhas, inclusive, relataram que o motivo da morte teria sido que uma das vítimas não concordava com essas cobranças e se negava a pagá-las.

Rafael estava foragido desde o início do ano, quando teve sua prisão preventiva decretada. O criminoso foi preso em uma comunidade de Itaboraí, em operação policial sem que fosse disparado nenhum tiro, garantindo a segurança dos policiais civis envolvidos na operação e da população em geral. Ele será encaminhados à Seap, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil vem fazendo diversas operações visando a prisão de milicianos. A Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter) continuará participando dessas operações, visando a prisão desses criminosos, o que impactará na diminuição dos índices de diversos crimes. Qualquer informação poderá ser repassada ao Disque- Denúncia da DC-Polinter, através do WhatsApp (21)96587-1592 – o anonimato é garantido!

 

Fonte: osaogoncalo.com.br