Militar desaparece durante pescaria com amigos na Praia de Itacoatiara

O militar da Marinha do Brasil, Máyron Guimarães de Lima, desapareceu, no mar de Itacoatiara, Região Oceânica de Niterói na noite desta quarta-feira (13). Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (14), equipes do Corpo de Bombeiros fazem buscas pelo rapaz, que tem 26 anos de idade.

Guarda Vidas do Posto Itacoatiara, começaram as buscas por volta das 21h, mas não obtiveram sucesso. Às 5h50 da madrugada desta quinta-feira (14), as buscas foram retomadas com auxílio de jet ski. Até agora, não há nenhum sinal do desaparecido.

Segundo bombeiros, amigos da vítima relatam que ela escorregou na pedra e caiu no mar. Outras testemunhas que estavam no local confirmaram a versão e afirmam terem visto o homem debatendo-se na água até desaparecer.Ainda de acordo com os bombeiros, nas últimas 24h o mar estava agitado.

Por meio de comunicado, os Bombeiros orientaram que a população não pratique atividades noturnas em mar ou pedras, tendo em vista os perigos envolvidos. Até o momento desta publicação, o rapaz não havia sido localizado pelas equipes.

Alistamento militar é prorrogado até 31 de agosto

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto prorrogando até 31 de agosto o prazo para alistamento militar este ano. O prazo final original era amanhã (30). No caso de brasileiros naturalizados ou por opção, o prazo para apresentação obrigatória para o alistamento será de 60 dias, informou, em nota, o Ministério da Defesa.

De acordo com o ministério, a medida é necessária “considerando que, em função da pandemia da covid-19, vários municípios seguem com suspensão de atendimento ao público nas juntas de Serviço Militar”.

A pasta disse que a suspensão no atendimento público dificulta o alistamento de diversos jovens carentes que não possuem acesso à plataforma digital. “Prorrogação semelhante foi feita no ano passado, trazendo benefícios aos conscritos e garantindo a qualidade da seleção geral”, disse o ministério.

 

 

Jovens que completam 18 anos em 2021 devem fazer o alistamento militar até 30 de junho

Os jovens que completam 18 anos em 2021 têm até o dia 30 de junho para realizar o alistamento militar. O serviço militar é obrigatório e tem duração de um ano. Por conta da pandemia de Covid-19, a preferência é de que o processo de alistamento seja feito pelo site: www.alistamento.eb.mil.br. Mas aqueles que não tiverem acesso à internet podem realizar a inscrição pessoalmente na Junta de Serviço Militar de Rio Bonito, localizada na Rua Desembargador Itabaiana de Oliveira, 95 – Centro (Antigo Fórum), das 8 às 16 horas, levando o RG, CPF, certidão de nascimento, comprovante de endereço e duas fotos 3×4.

O Serviço Militar consiste no exercício das atividades desempenhadas pelas Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) em defesa da nação. O alistamento é obrigatório no Brasil desde 1906 para jovens com 18 anos ou mais, inclusive aos portadores de deficiência física e mental. Quem não se alistar, além da aplicação de multa, que gira em torno de R$ 4,78 – o valor é corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E), não poderá tirar passaporte, prestar vestibular para instituições de ensino, tirar carteira de trabalho nem ingressar no serviço público ou privado.

“Os jovens nascidos até o dia 30 de junho de 2003 estão isentos de pagar a multa”, afirma a secretária da Junta Militar de Rio Bonito, Suzana Miranda.

Certificado de Alistamento Militar – O Certificado de Alistamento Militar (CAM) é o documento que comprova que o brasileiro do sexo masculino se alistou no serviço militar ao completar 18 anos. Somente o cidadão pode retirar o CAM. No caso de absoluta incapacidade física, um tutor ou curador poderá retirar o documento, bem como solicitar sua isenção do serviço militar.

O que acontece com quem não faz o alistamento militar dentro do prazo?

Quem não se alista dentro do prazo tem que pagar uma multa de R$ 4,50 que é reajustada de três em três meses pelo IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial).
Além da multa, quem não se alista no prazo estará em débito com o Serviço Militar e não poderá:
• Prestar exame ou matricular-se em qualquer estabelecimento de ensino;
• Fazer passaporte ou prorrogar sua validade;
• Ingressar como funcionário, empregado ou associado em instituição, empresa ou associação oficial, oficializada ou subvencionada;
• Assinar contrato com o Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municípios;
• Obter carteira profissional, registro de diploma de profissões liberais, matrícula ou inscrição para o exercício de qualquer função e licença de indústria e profissão;
• Inscrever-se em concurso para provimento de cargo público;
• Exercer, a qualquer título, sem distinção de categoria ou forma de pagamento, qualquer função pública ou cargo público, eletivos ou de nomeação; e
• Receber qualquer prêmio ou favor do Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municípios.
Ou seja, se ganhar na loteria, o jovem que não se alistou não consegue retirar o prêmio.