Gerente de supermercado é morto em Caxias, na Baixada Fluminense, por criminosos fortemente armados

Um gerente de supermercado foi morto na Rua Virgílio de Mello Franco, bairro Doutor Laureano, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na madrugada desta segunda-feira (28).

A vítima foi identificada por um sobrinho como sendo o gerente de supermercado Evanildo Gomes da Silva, de 63 anos. O sobrinho Paulo César contou que o tio já havia sofrido outras duas tentativas de assalto semelhante na região.

Imagens de câmeras de segurança mostram bandidos armados com fuzis cercando o carro da vítima. Um Jeep Renegade vermelho chega por um lado da rua. E logo depois o veículo da vítimas, um Captiva desce a rua em velocidade, de ré e bate num muro.

Um carro, que aparentemente estava na frente do carro da vítima, chega com mais criminosos, que atiram contra o veículo já batido. Eles fogem em seguida.

Segundo moradores, o gerente de supermercado teria reagido a uma tentativa de assalto. No entanto, a polícia ainda está investigando a motivação do crime, pois os criminosos que cercaram o carro da vítima estavam fortemente armados.

Homens da Polícia Militar e da Divisão de Homicídios estavam no local, por volta das 8h30, e a perícia já tinha sido realizada.

Crédito: G1

Homem é morto a tiros na praia do Forte, em Cabo Frio

A Polícia Civil está investigando a morte de um barraqueiro na praia do Forte, em Cabo Frio, na madrugada desta segunda-feira (14). A suspeita é que a vítima teria sido morta após se envolver numa briga um dia antes na praia.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento do atentado contra Lucian Vieira, de 29 anos. No vídeo, é possível ver dois homens chegando numa moto. Um deles desce e segue pela rua, e se esconde atrás do caminhão. Quando Lucian entra no veículo para pegar materiais para montagem da barraca, é surpreendido dentro do caminhão por um homem que chega atirando. Ele ainda tenta fugir pulando pela janela, mas cai.

Ferido, Lucian não resistiu a chegada do socorro e morreu ainda no local. O crime ocorreu na Rua 13 de Novembro, no Centro, em frente ao Colégio Estadual Miguel Couto. As informações são do G1.

Nas redes sociais, amigos da vítima prestaram homenagens ao barraqueiro.

Vendedor é morto por policial à paisana nas Barcas, em Niterói

Um vendedor de balas morreu após ser baleado em frente à estação das barcas no Centro de Niterói, Região Metropolitana do Rio, no início da tarde desta segunda-feira (14).

Segundo testemunhas, um policial militar à paisana e o vendedor Yago dos Santos, de 21 anos, começaram uma discussão depois que o trabalhador ofereceu seus produtos.

“Quando os policiais chegaram no local, meu primo ainda estava com vida. Então, se tivessem retirado ele o mais rápido possível, dava para salvar a vida dele, mas infelizmente é vendedor de bala, é só mais um”, lamentou Jonathan César, primo do rapaz.

Já a Polícia Militar informou, por meio de nota, que o policial militar estava de folga e reagiu a uma tentativa de roubo na Praça Arariboia

De acordo com os parentes, a filha da vítima vai fazer 2 anos daqui a quatro dias e ele estava juntando dinheiro para fazer a festa da criança.

“Ele abandonou a vida errada pra ter uma vida boa, largou o crime. E hoje em dia vende bala para sustentar a filha de dois anos, que daqui a quatro dias vai fazer aniversário. Ele saía todo dia 5 horas da manhã para fazer o aniversário da filha. Era o sonho dele dar essa festa para a filha”, disse o primo.

“Puxa nas câmeras para ver o que aconteceu. Ele foi abordar uma pessoa para vender bala e nisso o rapaz chamou ele de ladrão, falou que ele ia abordar pra vender bala e roubava o celular no bolso da pessoa. O policial ao lado ouviu e foi discutir com o meu primo. Meu primo é sujeito homem, debateu com ele de boca a boca. Ele meteu a mão na arma e deu um tiro só”, relatou o rapaz.

Segundo a polícia, Yago tinha passagens por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo em 2012 e porte de droga para consumo próprio em 2014.

Pessoas que estavam no local tentaram fechar o trânsito e chegaram a incendiar um colchão na pista, mas o fogo foi apagado por policiais.

Policiais da Delegacia de Homicídios, policiais militares e guardas municipais foram chamados.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros também foi acionada para socorrer o jovem trabalhador, mas ele não resistiu aos ferimentos.

O policial militar, identificado como Carlos Arnaud Baldez Silva Júnior, foi levado para a 76ª DP (Niterói) e depois para a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. Ele possui licença para arma de fogo.

“Eu só posso falar mediante ordens do meu superior, que é o comandante do 7º BPM”, disse Carlos na porta da delegacia.

Nota da PM

“A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, no início da tarde desta segunda-feira (14/2), de acordo com informações preliminares, um policial militar de folga reagiu a uma tentativa de roubo na Praça Arariboia, em frente ao Terminal das Barcas de Niterói.

O militar tentou intervir na ação e um dos envolvidos teria investido contra sua integridade, sendo atingido por disparo de arma de fogo. O ferido não resistiu.

O policial que participou da ação está com um homem, que seria a vítima da tentativa de roubo, prestando depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

A 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) já foi acionada e acompanha o caso.

O policiamento foi intensificado na região da ação”.

Crédito: G1

Homem foi assassinado enquanto cortava o cabelo em Vista Alegre, São Gonçalo

Um homem, de aproximadamente 35 anos, foi morto a tiros, dentro de uma barbearia, no bairro Vista Alegre, em São Gonçalo, na manhã desta sexta-feira (11). Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

De acordo com a Polícia Civil, uma equipe do Grupo Especial de Local de Crime (Gelc) da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) foi acionada para verificar a ocorrência de homicídio em uma barbearia, na Estrada de São Pedro, na altura do número 194, por volta das 10h45.

Chegando ao local, a equipe confirmou a informação. Os policiais relataram ter encontrado o corpo de um homem, ainda não identificado, com ferimentos de disparo de arma de fogo. O local foi isolado até a chegada da equipe de perícia. O caso segue em investigação na DHNSG.

Crédito: Jornal O São Gonçalo

Homem de 41 anos é executado no quintal de casa, no Colubandê, São Gonçalo

Policiais da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo buscam testemunhas que ajudem a identificar o autor do assassinato de um homem, de 41 anos, executado no quintal de sua casa, no Colubandê, em São Gonçalo.

O crime aconteceu na tarde da última segunda-feira (17), na Rua Carlos Henrique Alves Costa.

Segundo relatos iniciais, a vítima foi surpreendida pelos tiros quando saiu de casa para pendurar uma toalha na corda do quintal de frente da casa.

Após o crime, policiais militares foram acionados e preservaram a cena até a chegada dos agentes da DH.

Familiares já foram ouvidos e a polícia segue investigando o caso.

O corpo da vítima deverá ser sepultado ainda nesta terça-feira (18).

 

 

Crédito: www.osaogoncalo.com.br