Policial agride empresária para cobrar dívida

Uma empresária do Distrito Federal viveu momentos de terror após ser espancada, enforcada e permanecer sob a mira de uma pistola. O autor das agressões e ameaças é um sargento da Polícia Militar (PMDF), lotado no 17º Batalhão de Águas Claras. O episódio ocorreu dentro do escritório da vítima, no Riacho Fundo, na tarde dessa quarta-feira (13/10).

Câmaras de segurança flagraram o momento em que um policial militar agrediu uma empresária . Ele foi até o local para cobrar dívidas da mulher com a esposa dele, que comprou dólares da comerciante, mas não recebeu o valor devido. Na discussão, ele bate nela e aponta uma arma. No fim, ainda leva produtos para compensar o débito.

O PM, identificado como Osiel Alves da Silva, entrou no local para cobrar uma suposta dívida, estimada em R$ 40 mil. A vítima, que estava no escritório, afirmou não poder quitar o valor integral e sugeriu o parcelamento do passivo. Contrariado, o sargento discutiu com a mulher, exigindo a quantia em sua totalidade.

Vídeo Completo:

Chefe do tráfico da comunidade Brejal e preso pela PM em São Gonçalo

Acusados de participarem da tentativa de assalto que terminou com um policial militar e sua esposa baleados, no último domingo (26), na RJ- 106, próximo a entrada de Maricá, três homens foram presos na favela do Brejal, no Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo.

O caso aconteceu na noite desta terça-feira (28), quando policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 7° BPM (São Gonçalo) fizeram um cerco na entrada da comunidade, após receberem denúncias sobre roubos no local.

O carro utilizado pelos criminosos e identificado na denúncia, foi localizado na entrada do Brejal. Houve um intenso confronto e um homem, acusado de ser o líder do tráfico local acabou preso.

Dentro da comunidade houve novo confronto e outros dois homens foram presos. Eles são acusados de serem ‘braço-direito’ e segurança do chefão, respectivamente.

Com os acusados, que são investigados por roubo, homicídios, tráfico, extorsão e corrupção de menores, a polícia apreendeu 590 cápsulas de cocaína.

O caso foi registrado na 73°DP (Neves).

 

Fonte: O São Gonçalo

PM prende jovem com 37 cápsulas de cocaína, no Rato Molhado, em Rio Bonito

Um homem foi preso por policiais da 3ª Cia da Polícia Militar de Rio Bonito, na tarde de hoje, segunda-feira (12), na localidade de Flor dos Cambucás, mais conhecida como Rato Molhado, acusado de tráfico de drogas. Segundo os policiais, ele estaria com 37 cápsulas de cocaína, que continham as inscrições de uma famosa facção criminosa do Rio de Janeiro, além de R$ 20,00 em espécie. A prisão aconteceu após denúncias sobre a atividade do acusado no local.

O acusado seria de Tanguá e teria várias anotações criminais, também por tráfico, inclusive quando ainda era menor de idade. O caso foi registrado na 119ª Delegacia de Polícia de Rio Bonito.

PM de Rio Bonito prende mais de 10 pessoas e apreende mais de 2,5kg de drogas no mês

Tendo se destacado no 35º Batalhão da Polícia Militar de Itaboraí, – que além do mesmo município, também compete Rio Bonito, Silva Jardim, Tanguá, e Cachoeiras de Macacu -, pelos bons resultados alcançados no combate à criminalidade nos últimos meses, a 3ª Cia da Polícia Militar de Rio Bonito apresentou números expressivos neste mês de junho. Segundo o comandante da unidade, o tenente Vandilson, em entrevista à Folha, cerca de 5 armas foram apreendidas, mais de 10 pessoas foram presas, além de mais de 1kg de maconha, e mais de 1,5kg de cocaína foram apreendidas somente neste mês. Ele disse ainda que a Polícia Militar de Rio Bonito está focada no combate ao tráfico de drogas, roubo de rua, à veículos, e ainda ao homicídio e roubo de cargas.

O comandante lembra que em outubro do ano passado, a cidade tinha uma estatística de 16 roubos de rua e 7 de veículos, números que foram zerados desde então. Segundo ele, os resultados tem algumas explicações. “Tivemos a ajuda do policiamento com motos e estamos trabalhando com afinco. 90% do efetivo são moradores daqui e querem o melhor para a cidade”.

O trabalho em conjunto com a Polícia Civil também foi um dos destaques do comandante. “Tinham duas quadrilhas, de Silva Jardim e Tanguá de roubo de carro e roubo de rua que conseguimos acabar”.

Para o tenente, outro indício de que o trabalho tem dado bons resultados é que a população tem colaborado com o trabalho da Polícia, denunciando. Ele lembra que na ocorrência no bairro Boqueirão, as pessoas confiaram, denunciaram, e “conseguimos expulsar os bandidos do Morro do Salgueiro”. O comandante pede ainda que a população continue denunciando através do número 3634-8944.

 

 

Lívia Louzada

Em Saquarema, PM é morto a tiros durante culto religioso em casa

Um cabo da Polícia Militar foi executado na garagem de casa durante um culto religioso em casa, no bairro Bonsucesso, em Saquarema, na noite desta segunda-feira (7). Dois homens suspeitos do crime foram presos em flagrante.

De acordo com a PM, os policiais foram acionados para o local e, quando chegaram, a vítima já estava morta. A vítima era o Cabo Ireno Duarte da Rosa, de 39 anos. Ele era casado e deixa esposa e dois filhos.

O Cabo estava na Corporação desde 2009 e trabalhava no 25ºBPM.

Segundo a polícia, testemunhas contaram que Ireno estava na garagem de casa quando dois homens encapuzados chegaram e dispararam diversos tiros contra ele, inclusive tiros na cabeça, e fugiram.

Após buscas pela localidade em uma operação conjunta entre policiais da 124ª DP, 120ª DP e GAT da PM, o autor dos disparos foi localizado e preso. Ele foi encaminhado para a 124ª DP, onde o caso é investigado. Um outro homem também foi preso em posse de um revólver que vai passar por perícia para confirmar o envolvimento na morte do policial.

A polícia disse ainda que o policial vinha sofrendo ameaças por pessoas envolvidas com o tráfico na cidade.

Em nota, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro lamentou a morte do cabo e informou que o 25º batalhão está prestando apoio à família do policial. O sepultamento está marcado para esta terça-feira, no Cemitério de Sampaio Corrêa, em Saquarema.