Presidente Jair Bolsonaro diz ter vontade de privatizar a Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (14/10) ter “vontade de privatizar a Petrobras” devido às críticas que tem recebido pelo aumento dos combustíveis. A declaração ocorreu durante entrevista à Rádio Novas de Paz, de Pernambuco.

“É muito fácil: aumentou a gasolina, culpa do Bolsonaro. Eu tenho vontade. Já tenho vontade de privatizar a Petrobras. Vou ver com a equipe econômica o que a gente pode fazer. Porque o que acontece é que eu não posso, não é controlar, eu não posso melhor direcionar o preço do combustível, mas quando aumenta a culpa é minha. Aumenta o gás, a culpa é minha, apesar de ter zerado o imposto federal. Reconheço que não pode zerar o ICMS, mas a cobrança não pode ser feita com um percentual sobre o preço na bomba”, alegou.

O chefe do Executivo ainda destacou que zerou o imposto federal no gás de cozinha em março e voltou a culpar governadores pelo aumento dos insumos.

“Sabe qual o imposto federal no gás de cozinha? Zero. Eu zerei em março ou abril e mesmo assim aumentou de preço. Essas verdades é que doem para muita gente. É muito fácil (falar): aumentou a gasolina, culpa do Bolsonaro”.

Ontem, em entrevista, o presidente da Câmara, Arthur Lira, também defendeu a ideia. “Há uma política que tem que ser revista, porque hoje nem é pública nem privada. Não seria o caso de privatizar a Petrobras? Não seria a hora de se discutir qual a função da Petrobras no Brasil? É só distribuir dividendos para os acionistas? Para que serve esse patrimônio para o povo brasileiro? Tem essas discussões que têm que ser feitas”.

 

Fonte: Correio Braziliense

Presidente do Barcelona afirma tentou contratar Neymar e chegou a pensar em ter Messi de graça

Responsável pelas últimas tentativas do Barcelona de renovar o contrato de Messi, sem sucesso, o presidente Joan Laporta afirmou que chegou a ter a esperança de que o argentino dissesse que “jogaria de graça” para permanecer no clube. O mandatário, que sempre teve boa relação com o camisa 10, destacou que chegou ao limite nas negociações.

“Quando chegou a hora de tomar a decisão, pensei que estava fazendo o melhor pelo Barça. Esperava que houvesse uma mudança de rumo e dissesse “Eu jogo de graça”, mas não podemos pensar que um jogador dessa altura faria isso.”

Messi chegou a abrir mão de metade de seu salário para tentar renovar o contrato com o Barcelona, que chegou ao fim no meio do ano. Apesar de ter desejado deixar o clube de forma litigiosa um ano antes, ainda na gestão de Josep Maria Bartomeu, o craque voltou atrás e gostaria de permanecer no Camp Nou. Porém, diante da situação econômica delicada do Barça e das regras salariais de La Liga, a renovação ficou inviável.

“Disseram que Neymar queria vir”

O presidente do Barcelona também confirmou que chegou a tentar a contratação de Neymar ainda no começo da janela de transferências de verão. Ele afirma que foi avisado que o brasileiro queria deixar o PSG e tentou a negociação, antes de ter conhecimento total da situação econômica do clube, que precisou baixar o salário de seus principais jogadores para poder mantê-los.

– Não tivemos a devida ideia, e conforme o diretor nos explicou os números, achamos que havia uma margem. Eles (staff de Neymar) também nos disseram que ele queria vir, mas cedeu à proposta do PSG. Disseram que não iria continuar, mas o convenceram. Ele não me decepcionou. Esta é a lei do futebol e quem fizer a melhor oferta leva. O resultado de não contratá-lo foi bom, não teria resolvido

Fonte: ge.globo

Ato que interditou a via em Niterói na manhã desta quarta-feira (24) foi protesto contra governo Bolsonaro

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) assumiu a autoria do ato que incendiou pneus e interditou o trânsito na RJ-104, na altura da comunidade do Caramujo, em Niterói, na manhã desta quarta-feira (24). O grupo afirmou se tratar do dia de mobilização nacional pelo “Fora Bolsonaro”, “Vacina Já” e “Auxílio de R$600”.

De acordo com uma postagem do movimento nas redes sociais, o bloqueio foi realizado para “garantia dos direitos do povo”.

“Trabalhadoras e trabalhadores manifestaram hoje contra a incompetência, o negacionismo e o desgoverno Bolsonaro, que já causou quase 300 mil mortes. O povo não pode escolher entre morrer do vírus ou de fome. Exigimos condições dignas de vida”, afirmou o MTST.

O ato, realizado antes das 6h, causou um enorme engarrafamento na via, sentido Niterói, e provou revolta entre pessoas que saiam de casa para o trabalho no horário.

 

 

Fonte: osaogoncalo

Bolsonaro inaugura centro de treinamento em atletismo no Paraná

O presidente Jair Bolsonaro participou hoje (4) da inauguração do Centro Nacional de Treinamento de Atletismo, em Cascavel, no Paraná. A cerimônia contou a presença de diversas autoridades e dos medalhistas olímpicos de atletismo, Maurren Maggi e André Domingos.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, contou que o investimento na obra foi de R$ 15 milhões do governo federal e R$ 6 milhões do governo paranaense. “Essa obra é extraordinária para ser, não apenas um lugar para treinamento de alto rendimento, mas, através do contraturno escolar, trazer as crianças, garimpar novos talentos e, principalmente, trazer a coisa bonita do esporte, respeito, patriotismo, seriedade, trabalho em equipe, esforço, sacrifício, cai, levante. Ou seja, não é apenas o ensino e preparação do atletas, mas é a preparação para a vida”, disse Lorenzoni.

O complexo tem uma área de 7,95 mil m² e é composto por arquibancada, setor de treino, área de fisioterapia, alojamento, guarita, estacionamento, estrutura para treino em grama, campo, pista de cooper, quadra e pista de atletismo completa.

De acordo com o Ministério da Cidadania, com essa inauguração, Cascavel passa a contar com dois equipamentos esportivos financiados pelo governo federal. Além do centro de atletismo, foi realizada a implementação e modernização do Complexo Esportivo do município, com R$ 1,7 milhão em recursos.

No início da tarde desta quinta-feira, o presidente Bolsonaro também participa da cerimônia de entrega de veículos para programa de mobilidade do Sistema Único de Assistência Social. O evento acontece em Florianópolis, em Santa Catarina.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Serão abertas novas agências da Caixa Econômica Federal

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (2), a abertura de 76 novas agências da Caixa Econômica Federal (CEF), no Brasil, entre elas, uma em Casimiro de Abreu, no interior do Rio. O presidente usou seus perfis nas redes sociais para fazer o comunicado, e disse que a previsão é de que as agências sejam abertas ainda neste primeiro semestre de 2021.

Além da agência da CEF em Casimiro de Abreu, que tem cerca de 45 mil habitantes, outra cidade do Estado do Rio, prevista para receber uma nova agência da Caixa é Mangaratiba, localizada no Sul Fluminense, e que também tem cerca de 45 mil moradores.

 

Fonte: informerj.com.br