Acusado de tráfico é preso em Rio das Ostras

Policiais civis da 128ª DP (Rio das Ostras) prenderam um traficante, nesta terça-feira (14/09). Durante a ação, os agentes apreenderam tabletes de maconha, cocaína, rádio transmissor, dinheiro, caderno com anotações e uma camisa que faz alusão ao tráfico de drogas da região, além de adesivos da organização criminosa.

Na residência dele também foi encontrado um tonel para armazenar entorpecentes enterrado no local. Segundo os policiais, o homem tem várias anotações criminais por tráfico, associação para o tráfico de drogas e receptação.

Após a ação, ele foi levado para a delegacia e autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

 

Fonte: osaogoncalo

Professor de natação é morto a tiros em Rio das Ostras

A 128ª Delegacia de Polícia de Rio das Ostras investiga a morte do professor de natação, Bruno Mello, de 45 anos, na manhã da última quinta-feira (15). Ele foi atingido por um tiro quando passava pela Rua Nova Friburgo, na localidade de Boca da Barra, na cidade da Região dos Lagos. Bruno dava aula de natação no mar em Rio das Ostras.

A Polícia Militar chegou a ser acionada, mas Bruno já foi encontrado morto. De acordo com a PM, a autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas. O corpo foi levado para o IML de Macaé.

 

 

Fonte: G1

Rio das Ostras vira cenário de curta de comédia lançado em redes sociais

“Hoje tem Marmelada” é o nome do curta-metragem que foi gravado em Rio das Ostras, na Região dos Lagos do Rio. As ruas do bairro Liberdade e pontos turísticos como a Ponte Estaiada, viraram cenário da história do palhaço Labirintite. São quase 22 minutos da exibição, já disponível nas redes sociais, inspirados no espetáculo que integra o projeto “Olha o palhaço no meio da rua”, criado e produzido pela companhia de teatro riostrense “O Entrupinado de Circo Teatro.” A conversão para vídeo teve o incentivo financeiro dos governos Federal e Estadual, por meio da Lei Aldir Blanc.

A história de Labirintite, o palhaço morador de Rio das Ostras, acontece no bairro Liberdade, onde ele se torna a alegria das crianças durante a pandemia, disfarçando a tristeza por ter perdido a parceira malabarista. Em cada viela ou beco, o palhaço e as pernas de pau, reúnem mais crianças, que o acompanham e vibram com o tradicional malabarismo com bolas, guarda-chuvas e tacos.

Labirintite é interpretado pelo artista Éder Veríssimo, e, segundo ele, fazer do espaço público um local de apresentação está relacionado com a democratização da arte circense.“O palhaço tem a capacidade de fazer o outro rir usando poucos artifícios, porém cheio de técnicas. E estar nas ruas de Rio das Ostras é importante para que o espectador tenha o sentimento de pertencimento ao espaço. Além dos cenários das ruas, quem assistir vai ver o Labirintite em pontos turísticos importantes como o rio das Ostras, que originou o nome da cidade, e a Ponte Estaiada”, disse Éder.

Dayane Benício, produtora do curta-metragem “é um projeto muito sério, apesar de propiciar a graça. Tem toda concepção de trazer o pertencimento ao lugar onde habita e da arte como algo acessível a todos. O lúdico não é só entretenimento, ele influencia em questões importantes como raciocínio, concentração, coordenação motora, visão periférica, entre outros”.

O espetáculo, que foi transformando em curta, seria uma apresentação presencial, mas por causa do avanço da pandemia precisou ser adaptado para uma forma ilustrada em vídeo.

O curta tem exibição gratuita e indicação livre e já está disponível por meio deste link.

Fonte: G1 Região dos Lagos

Curta “Hoje tem Marmelada” usa ruas e pontos turísticos de Rio das Ostras como cenário

História do palhaço Labirintite está disponível gratuitamente no canal do Youtube do O Entrupinado

Imagine só andar pelas ruas de Rio das Ostras e encontrar um daqueles palhaços de circo mambembe, que remetem às lembranças lúdicas mais lindas da infância. O curta-metragem “Hoje tem Marmelada” levará o público a uma viagem com o principal personagem do circo de lona. A história de Labirintite, o palhaço morador de Rio das Ostras, usa os espaços públicos de um bairro periférico para alegrar as crianças durante a pandemia e disfarçar sua tristeza pela partida de sua parceira malabarista.

Durante os quase 22 minutos de exibição, o espectador poderá passear pelas ruas do bairro Liberdade, onde tudo acontece. O Labirintite, criado e interpretado pelo artista Éder Veríssimo, vai fazendo dos espaços públicos o seu picadeiro, costurando vários números para apresentar o espetáculo.

Em cada viela ou beco, o palhaço agrega mais crianças, que o acompanham e vibram com o tradicional malabarismo com bolas, guarda-chuvas e tacos. E, claro, não ficam de fora as pernas de pau e as histórias engraçadas que arrancam gargalhadas de todos.

Fazer do espaço público seu local de apresentação está relacionado com democratização da arte circense, que, segundo Éder, é popular. “O palhaço tem a capacidade de fazer o outro rir usando poucos artifícios, porém cheio de técnicas. E estar nas ruas de Rio das Ostras é importante para que o espectador tenha o sentimento de pertencimento ao espaço. Além dos cenários das ruas, quem assistir vai ver o Labirintite em pontos turísticos importantes como o rio das Ostras, que originou o nome da cidade, e a Ponte Estaiada. A gente está onde o povo está”, relatou.

Apesar de utilizar técnicas bastante conhecidas, a apresentação em vídeo tem uma releitura própria, que utiliza símbolos específicos do circo e que traz à tona a atmosfera lúdica da infância. Interlocução com bonecos fantoches, o manuseio do pandeiro como instrumento popular, o ensino das clássicas canções de palhaços como “Olha o Palhaço no meio da Rua” e “O Bom Menino”, cantada pelo palhaço Carequinha, para relembrar a memória deste artista e chegar a públicos de outras gerações, também estão no curta.

“Hoje tem Marmelada” é um espetáculo que integra o projeto “Olha o Palhaço no Meio da Rua”, de criação e produção do ponto de cultura riostrense Cia O Entrupinado de Circo Teatro. A conversão para vídeo teve o incentivo financeiro do Governo Federal e Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro por meio da Lei Aldir Blanc.

 

Para Dayane Benício, produtora do curta-metragem, “este é um projeto muito sério, apesar de propiciar a graça. Tem toda concepção de trazer o pertencimento ao lugar onde habita e da arte como algo acessível a todos. O lúdico não é só entretenimento, ele influencia em questões importantes como raciocínio, concentração, coordenação motora, visão periférica, entre outros”.

“Ao contrário do que muita gente pensa, ser palhaço é coisa séria! Escolher colocar um nariz vermelho e se exibir significa tirar todas as ‘armaduras’, ‘máscaras’, representações cotidianas e deixar com que todos vejam o seu ‘lado frágil’, aquilo que você chama de defeitos físicos e psicológicos, o seu ridículo”, concluiu Éder.

O espetáculo, que foi transformando em curta, seria uma apresentação presencial, mas por causa do avanço da pandemia precisou ser adaptado para uma forma ilustrada em vídeo de forma a ficar perene, publicado na internet e disponível para todas e todos.

SERVIÇO

Hoje tem Marmelada! – vídeo-espetáculo (curta-metragem)

Exibição gratuita

Indicação: livre para todos os públicos

Local: https://www.youtube.com/watch?v=7hOgc81PfhU&t=240s

Contatos: (22) 99202-2832

Instagram: @oentrupinado

Facebook: O Entrupinado

YouTube: O Entrupinado
Assessoria de Imprensa: Bruno Pirozi

 

Menina de 5 anos é arrastada por ondas em praia de Rio das Ostras

Uma menina de cinco anos foi arrastada pelas ondas na Praia do Balneário das Garças, em Rio das Ostras, neste domingo (27).

No mesmo dia, os bombeiros iniciaram as buscas, mas tiveram que encerrar por volta das 15h40 do domingo. As buscas foram retomadas na manhã desta segunda-feira (28) com o uso de drones.

Ainda não há informações sobre a identidade da menina desaparecida.

Fonte: g1.globo.com