Escritórios compartilhados da 35ª Subseção da OAB já são uma realidade

Se antes da pandemia os serviços já eram digitalizados e virtuais, com a retomada das atividades, o mundo ficou ainda mais online. E como historicamente a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sempre foi uma instituição pioneira na luta para garantir que todos tenham acesso à Justiça, a 35ª subseção da OAB – Rio Bonito, Tanguá e Silva Jardim – não poderia ficar para trás. Assim que as atividades na sede da subseção voltaram, gradativamente, em julho deste ano, foi feito todo possível para dar segurança e estrutura para advogados e clientes. Os escritórios compartilhados e os processos digitalizados são um exemplo disso.

Segundo a presidente da subseção, Karen Figueiredo, palestras, minicursos, e solenidades de compromisso para entrega de Carteira de Advogados e Estagiários já retornaram normalmente. E os escritórios compartilhados, onde advogados podem receber seus clientes, estão sendo cada vez mais usados, por isso receberam uma nova estruturação.

“Tivemos um olhar direcionado para a estruturação (dos escritórios) com webcams e microfones para que os advogados e advogadas pudessem utilizar em suas audiências e despachos virtuais. Isso foi necessário por conta da nova realidade, fruto da virtualização dos processos e acessos ao Tribunal, que ainda prioriza por videoconferência, e plataformas digitais que os Tribunais vem utilizando. E além dos escritórios compartilhados serem úteis para que o advogado atenda seus clientes, ele se tornou um instrumento de trabalho também para a realização de audiências e despachos virtuais e balcão virtual. Então tivemos esse olhar para que fosse implantado de forma urgente”, explicou Karen.

A presidente ainda contou que por conta da parceria que foi feita com os Tribunais de Rio Bonito e Silva Jardim, mais de 100 processos já são digitais, o que facilita a vida do advogado e consequentemente a de seu cliente.

 

 

Texto: Lívia Louzada

Fotos: Divulgação

Faetec de Tanguá se prepara para oferecer cursos de Língua Inglesa e Assistente Administrativo  

Através de uma parceria da Prefeitura de Tanguá com a Faetec, a unidade da escola profissionalizante, recém-inaugurada no município, começará a oferecer cursos de Língua Inglesa para iniciantes. A formação tem 60 vagas, e é destinada a pessoas a partir dos 15 anos que já estejam cursando o Ensino Fundamental II. Além disso, o secretário de Ciência e Tecnologia de Tanguá, Paulo Renato Ramos, anunciou que a partir da próxima semana, a instituição oferecerá vagas para o curso de Assistente Administrativo.

Segundo Paulo, a intenção é que a condição de vida da população melhore através da qualificação profissional. “Para melhorar a condição do munícipe de Tanguá, de conseguir um emprego pra mudar essa triste realidade (de pobreza), ele (o prefeito da cidade, Rodrigo Medeiros) criou a Secretaria de Ciência e Tecnologia, que tem em uma das suas premissas, promover a qualificação profissional dos munícipes de Tanguá”.

De acordo com o secretário, mais cursos podem ser oferecidos na unidade da Faetec de Tanguá, inclusive os níveis mais avançados da formação de Língua Inglesa. “A primeira ação (da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia de Tanguá) foi a instalação da Faetec, outras virão, mas hoje, a Faetec é uma realidade no município. Hoje já estão funcionando os cursos de Logística, e agora de Língua Inglesa para iniciantes. Depois que essa turma se formar, ela vai avançando de nível para melhorar o currículo do jovem de Tanguá para a inserção no mercado de trabalho”.

 

Como se inscrever

Quem quiser se inscrever, basta acessar o link abaixo e participar da pré-seleção.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdwyLTT2gJr1Qx_rCM9ElxfEXv8jMDMRqP9NLIAo-q4rtGhLA/closedform

 

 

Lívia Louzada

Levantamento aponta cidades do Leste Metropolitano como as mais violentas de todo o Grande Rio

São Gonçalo, Niterói e as demais cidades que fazem parte do Leste Metropolitano são apontadas como as mais violentas de todo o Grande Rio no mês de setembro, segundo levantamento da plataforma Fogo Cruzado.

Apesar de ter ficado atrás da Zona Norte do Rio e empatar com a Baixada Fluminense em número de tiroteios, a área concentrou no mês passado quase a metade do número de baleados na Região Metropolitana. Quarenta e oito por cento de vítimas de confrontos estão na área que compreende as cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, Cachoeiras de Macacu e Tanguá.

Sozinho, São Gonçalo foi o município mais violento. Embora tenha ficado atrás da cidade do Rio em número de tiroteios a região teve 51 baleados no mês. Do total, 21 morreram. O que equivale a 81 por cento do total de atingidos por disparo de arma de fogo em todo o Leste Metropolitano.

Segundo a diretora-executiva da plataforma Fogo Cruzado, Cecília Oliveira, os números da violência na região refletem a desigualdade social da maioria das cidades da região.

Do total de 286 tiroteios no Grande Rio, 78 foram na Zona Norte da capital, 68 na Baixada Fluminense, e mais 68 no Leste Metropolitano. A área teve as duas chacinas registradas pela plataforma Fogo Cruzado na Região Metropolitana.

Sete, das cinco vítimas de bala perdida; três, dos seis adolescentes atingidos e o único idoso baleado em todo o Grande Rio são do Leste Metropolitano.

 

Crédito: bandnewsfmrio.com.br

Prefeito de Tanguá, Rodrigo Medeiros, e a presidente da 35ª subseção da OAB/RJ, Karen Figueiredo, assinam Termo para instalação do novo escritório compartilhado digital

A 35ª subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ) – Rio Bonito, Silva Jardim e Tanguá – e a Prefeitura de Tanguá assinaram um Termo de Permissão de Uso, na última quarta-feira (22), para a instalação do novo escritório compartilhado digital da 35ª subseção. O ambiente ficará localizado dentro do Espaço Cidadania, nas dependências da Prefeitura.

Segundo a presidente da subseção, a advogada Karen Figueiredo, a intenção é proporcionar aos advogados, mais um espaço para atendimento, peticionamento, realização de audiências e demais atos processuais digitais.

“A diretoria agradece a disponibilidade e compreensão do prefeito Rodrigo Medeiros, ao colocar em prática este projeto tão agregador não só para a advocacia, como para a sociedade tanguaense. E agradecemos também ao presidente da OAB/RJ, Dr. Luciano Bandeira, por todo apoio direcionado a advocacia de Rio Bonito, Silva Jardim e Tanguá”, disse a presidente.

De acordo com o prefeito de Tanguá, Rodrigo Medeiros, foi uma honra assinar esse Termo que será útil aos advogados.

“Tive a honra de assinar o Termo de Permissão de Uso para a instalação de uma sala de escritório digital para atender à Advocacia, no Espaço Cidadania, aqui mesmo na Prefeitura, de modo a que seja utilizado pelos profissionais do Direito, não apenas da nossa cidade, bem como por todos os profissionais que atuam em uma das mais célebres profissões entre todas as demais. Sejam muito bem-vindos, advogados! Sem advogado não há Justiça!”, disse o prefeito.

Em segunda chamada, Secretaria de Cultura de Tanguá convoca artistas para acesso à Lei Aldir Blanc

A Prefeitura de Tanguá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, convoca aos artistas que por ventura não tenham se inscrito na primeira fase, iniciada em março, a se inscreverem até o próximo dia 24/09, para que, após apresentação de seu projeto, seja avaliado e possivelmente homologado de modo a ter acesso aos benefícios da Lei Aldir Blanc.

Se você é artista e atua com a sua arte no município, inscreva-se!

Esta pode ser a sua chance de ver seu projeto homologado e de tomar posse dos benefícios da Lei.

Cadastre-se através do link: https://bit.ly/2Z9F1my

Crédito: Assessoria de Comunicação de Tanguá