Mãe ucraniana escreve nome e telefone nas costas de filha de 2 anos caso ela desapareça na guerra

Aleksandra Makoviy, artista ucraniana, divulgou em suas redes sociais um registro do que deve ser um dos momentos mais difíceis de toda a sua vida.

Nos primeiros dias da invasão russa, esta mãe ucraniana escreveu nome e telefones, com uma caneta, nas costas de sua filha Vira, de 2 anos, com medo de que ela desaparecesse na guerra.

“Eu estava tremendo nas primeiras horas”, contou a mãe. “Assinei com as mãos tremendo muito.”

Makoviy lembrou que escreveu as informações em um momento de desespero, enquanto ouvia as primeiras explosões, e temia por sua vida.

Além das informações escritas a tinta na pele, ela também enfiou nos bolsos da pequena um cartão que, afirmou a mãe, não conseguiu se desfazer, ainda que elas estejam em segurança fora do país.

 

Abrigo na França

Makoviy e a filha Vira conseguiram escapar da Ucrânia pela Polônia, como milhões de outros refugiados da guerra, e vivem neste momento em uma cidade no sul da França.

“Fomos recebidos por voluntários, recebemos moradia e fomos totalmente atendidos”, disse a mãe.

Ela contou ter recebido centenas de mensagens após a imagem de sua filha viralizar, com ofertas de ajuda e recados amorosos.

“Como é que pode um mundo como este, de coisas boas, ter esse mal contínuo invadindo nossas cidades?”, desabafou Makoviy.

Não há informações sobre o pai da pequena Vira, mas um decreto ucraniano proibiu que homens entre 18 e 60 anos abandonassem o país durante a guerra.

 

Crédito: G1