Secretaria de Saúde distribui uma nova remessa de vacinas

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) realiza nesta quarta-feira, dia 13, a entrega de 308.880 doses da vacina Pfizer aos 92 municípios do estado. O lote é destinado à segunda aplicação do esquema vacinal.

O Estado do Rio de Janeiro atingiu nesta segunda-feira, dia 11, a marca de mais de 20 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19 aplicadas. Saiba mais neste link.

As cidades do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí e Volta Redonda retiram suas doses a partir das 9h, na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói. Para os demais municípios, a distribuição ocorre no mesmo dia, na sequência, por vans e caminhões que partem da CGA, com escolta da Polícia Militar.

500 milhões de vacinas são doadas pelo EUA a 90 países

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, planeja comprar da Pfizer 500 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus e doá-las para mais de 90 países. Ao mesmo tempo, ele pede que as democracias do mundo façam sua parte para ajudar a acabar com a pandemia, disse a Casa Branca.

O anúncio da doação de vacinas – a maior já feita por qualquer país – chega depois de Biden se encontrar com presidentes das outras economias avançadas do G7 na Inglaterra.

“O objetivo da doação é salvar vidas e encerrar a pandemia, além de fornecer o fundamento de ações adicionais a serem anunciadas nos próximos dias”, informou a Casa Branca.

A farmacêutica norte-americana Pfizer e sua parceria alemã BioNTech proporcionarão 200 milhões de doses em 2021 e 300 milhões na primeira metade de 2022, que os EUA então distribuirão a 92 países de renda baixa e à União Africana.

As vacinas, que serão produzidas nas instalações norte-americanas da Pfizer, serão disponibilizadas a um preço sem margem de lucro.

“Nossa parceria com o governo dos EUA ajudará a levar centenas de milhões de doses de nossa vacina aos países mais pobres do mundo o mais rapidamente possível”, disse o executivo-chefe da Pfizer, Albert Bourla.

As novas doações se somam às cerca de 80 milhões de doses que Washington já prometeu doar até o fim de junho e aos US$ 2 bilhões contingenciados para o programa Covax, liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e a Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi), acrescentou o governo norte-americano..

A Gavi e a OMS saudaram a iniciativa, mas grupos de ativismo antipobreza pediram que se faça mais para aumentar a produção mundial de vacinas.

“Certamente esses 500 milhões de doses de vacina são bem-vindas, já que ajudarão mais de 250 milhões de pessoas, mas isso ainda é uma gota no oceano comparado à necessidade em todo o mundo”, disse Niko Lusiani, que comanda a unidade de vacinas da Oxfam América.

“Precisamos de uma transformação rumo à fabricação de vacina mais distribuída, para que produtores qualificados de todo o mundo possam produzir bilhões a mais de doses de baixo custo em seus próprios termos, sem restrições de propriedade intelectual”, acrescentou Lusiani em comunicado.

Biden apoia a dispensa de direitos de propriedade intelectual de algumas vacinas, mas não existe consenso internacional sobre como proceder.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Secretaria de Saúde dá continuidade à distribuição de 238.950 doses de vacina

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) deu continuidade, na ultima sexta-feira (14.05), à entrega de 238.950 doses de vacina contra Covid-19 aos 92 municípios do estado. Serão distribuídas 54.750 doses de Oxford/AstraZeneca e 184.200 de Coronavac.

Das doses de CoronaVac, 20 mil, sendo 10 mil para primeira aplicação e 10 mil para segunda aplicação, são destinadas à imunização de gestantes e puérperas com comorbidades nos 91 municípios, exceto na capital. No municípios do Rio, a vacinação desse grupo pode ser realizada com Coronavac ou Pfizer. As outras 164.200 doses de CoronaVac são para aplicação da segunda dose do esquema vacinal que estavam pendentes. Quanto ao imunizante da Oxford/AstraZeneca, as vacinas devem ser usadas como segunda aplicação de pessoas de 65 a 69 anos e àqueles que estão com o esquema vacinal pendente.

Os municípios do Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo e Maricá fizeram a retirada de seus lotes na manhã desta quinta-feira, da Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) do Estado. Para 13 municípios da Região Metropolitana I, a entrega acontece na manhã desta sexta-feira (14) por via terrestre. Já para os outros municípios, a distribuição será realizada por quatro helicópteros, sendo um da Secretaria de Estado de Saúde, um do Corpo de Bombeiros, um da Polícia Civil e um da Polícia Militar. As aeronaves partiram do Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar, em Niterói.

 

Doses pendentes

 

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS) enviou ofício aos 92 municípios para que informassem o total de doses de segunda aplicação da vacina CoronaVac que estavam pendentes. O documento foi encaminhado na última quarta-feira, dia 5. A planilha foi repassada ao Ministério da Saúde para que as doses possam ser repostas aos municípios.

Em reunião com a direção do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), ficou definido que as doses de CoronaVac que chegarem ao estado serão enviadas aos municípios que informaram estar em déficit. Dessa forma, os imunizantes foram distribuídos de forma equânime e proporcional, de acordo com o total informado por cada Secretaria municipal de Saúde.

 

Grávidas e puérperas com comorbidades 

 

Seguindo as  recomendações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a imunização de gestantes e puérperas com a vacina Oxford/AstraZeneca está suspensa no estado. Quanto à aplicação da segunda dose das gestantes que tomaram a AstraZeneca, a SES informa que aguarda novas orientações do Ministério da Saúde. No momento, essa aplicação também está suspensa.

Com relação às gestantes sem comorbidades, a vacinação está temporariamente suspensa. A recomendação do Ministério da Saúde é vacinar apenas gestantes com comorbidades exclusivamente com as vacinas da Pfizer ou Coronavac.

 

Transparência

 

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS) envia rotineiramente ao Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública planilhas com os quantitativos atualizados de doses distribuídas por municípios. Os dados também estão disponíveis no site do vacinômetro (https://vacinacaocovid19.saude.rj.gov.br/vacinometro).

Cidades do interior do Rio recebem doses da vacina Oxford/Astrazeneca contra o Corona vírus

Começaram a ser distribuídas na manhã desta quinta-feira 25 de Fevereiro, para os 92 municípios do Rio de Janeiro novas doses da vacina Oxford/Astrazeneca contra o Corona vírus. As 50 cidades das regiões Serrana, dos Lagos, Norte e Noroeste Fluminense recebem, juntas, 36.570 doses.

As unidades são para aplicação da primeira dose do imunizante. Confira abaixo uma tabela com as quantidades recebidas por cidade.

Em Campos, as vacinas chegaram de helicóptero no Aeroporto Bartolomeu Lisandro. A cidade recebeu 5.180 doses.

De acordo com a planilha divulgada pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, Cabo Frio vai receber 2.340 doses; Nova Friburgo, 2.370; Petrópolis, 3.650; e Maricá, 1.720.

Vacinas Oxford/Astrazeneca para a Serra, Lagos, Norte e Noroeste do Rio:

Cidades Doses a distribuir
Aperibé 170
Araruama 1540
Areal 200
Armação de Búzios 360
Arraial do Cabo 360
Bom Jardim 320
Bom Jesus de Itabapoana 500
Cabo Frio 2340
Cachoeiras de Macacu 640
Cambuci 220
Campos dos Goytacazes 5180
Cantagalo 280
Carapebus 210
Cardoso Moreira 180
Carmo 270
Casimiro de Abreu 440
Conceição de Macabu 300
Cordeiro 300
Duas Barras 160
Iguaba Grande 350
Italva 220
Itaocara 360
Itaperuna 1160
Laje do Muriaé 110
Macaé 2020
Macuco 130
Maricá 1720
Miracema 350
Natividade 240
Nova Friburgo 2370
Petrópolis 3650
Porciúncula 260
Quissamã 320
Rio Bonito 700
Rio das Ostras 1130
Santa Maria Madalena 150
Santo Antônio de Pádua 520
São Fidélis 470
São Francisco de Itabapoana 450
São João da Barra 450
São José de Ubá 120
São José do Vale do Rio Preto 250
São Pedro da Aldeia 1190
São Sebastião do Alto 150
Saquarema 980
Silva Jardim 270
Sumidouro 180
Teresópolis 2020
Trajano de Moraes 190
Varre-Sai 120
TOTAL 36.570

Itaboraí vai começar vacinação de idosos acima de 85 anos na Quarta-feira de Cinzas

Com a retaguarda abastecida de doses para vacinação, a Prefeitura de Itaboraí vai dar mais um importante passo na imunização da população contra a Covid-19, a partir da próxima quarta-feira (17/02). Seguindo as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI), a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) vai começar a vacinar os idosos acima de 85 anos residentes do município nas salas de vacinação das 36 Unidades de Saúde da Família (USF).

O período de vacinação deste grupo será de quarta-feira (17) até sexta-feira (19), de 10h às 15h. O idoso deverá se dirigir à unidade de saúde mais próxima da sua casa, munido do documento de identificação e comprovante de residência (em nome do vacinado). Com base na estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aproximadamente 1,2 mil pessoas estão incluídas neste grupo em Itaboraí.

Na manhã desta quinta-feira (11/02), as equipes da SEMSA retiraram mais 1.800 doses (D1) da Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan/Sinovac. O município encerra nesta sexta-feira (12/02) a vacinação de pacientes acamados, previamente identificados pela Unidades de Saúde da Família. O subsecretário de Vigilância em Saúde, Renato Botticini, ressalta que a organização de logística da Prefeitura de Itaboraí foi fundamental para não ter esgotamento de doses na cidade.

“Estamos cumprindo com responsabilidade a vacinação de todos os grupos prioritários designados na primeira fase pelo Ministério da Saúde. Nosso planejamento nos dá a segurança necessária para avançar com a imunização de idosos, porque temos doses suficientes para atender esse primeiro grupo”, explicou o subsecretário.

Vacinas

Esta é quarta remessa de doses (D1) já recebidas pelo município. A primeira, contendo 2.310 fracos da Coronavac, foi entregue pelo Estado no dia 19 de janeiro, dando início à vacinação de profissionais de saúde da linha de frente (rede de urgência e emergência) e idosos abrigados em instituições de longa permanência. No dia 25 do mesmo mês, chegou a segunda remessa, com 2.080 imunizantes de Oxford/AstraZeneca, que foi utilizada para avançar a vacinação de profissionais de saúde do município e atender também a rede privada.

No último dia 3 de fevereiro, o município recebeu uma carga mista, contendo 500 doses da Coronavac e 60 de Oxford/AstraZeneca, que continuou atendendo a profissionais de saúde da rede privada e ampliou ainda a vacinação para pacientes acamados do município. No mesmo dia, Itaboraí também recebeu a primeira remessa de doses (D2) da Coronavac, para a segunda aplicação no primeiro grupo vacinado na cidade.