Homem é morto a tiros em Rio Bonito

Um homem foi morto a tiros na noite desta quarta-feira (7) no bairro Jacuba, área rural de Rio Bonito. Devido à gravidade dos ferimentos, a vítima ainda não identificada, morreu no local. O autor dos disparos fugiu após cometer o crime e ainda não foi localizado.

A Polícia Militar, foi acionada e estão no local para preservar a cena do crime até a chegada da perícia técnica. Ainda não há informações sobre as circunstâncias e a motivação do crime.

A Folha entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda mais informações sobre o caso.

#emapuração

Homem é executado em Macaé

Na noite de terça-feira 06 de Abril, um homem que ainda não foi identificado foi executado.

De acordo com a Polícia Militar, dois caras que estavam em uma moto acertaram cerca de 10 tiros atingindo o homem que havia sido cercado no bairro Lagomar na rua W4. O corpo da vítima será levado para o IML da cidade.

O caso será registrado na 123ª DP, ninguém foi preso.

 

Homem é torturado e morto em Maricá

O crime aconteceu nesta segunda-feira 5 de Abril, dentro do Conjunto habitacional minha casa, minha vida em Inoã, Maricá.

De acordo com policiais do 12°BPM (Niterói),  as denúncias apontaram que o homem estaria sendo espancado por criminosos. Após o ocorrido, policias chegaram ao local, localizaram a vítima com fraturas expostas mas os criminosos já não estavam mais no condomínio.

O homem, que já foi identificado pela família chegou a ser socorrido pela SAMU, foi encaminhado ao Hospital Municipal Conde Modesto Leal, onde não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

A vítima, que possuía anotações criminais por roubo e ameaça foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, em Niterói.

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói,  Itaboraí e São Gonçalo assumiram as investigações sobre o caso.

 

Cabo Frio: Polícia Federal prende homem procurado pela Interpol por aliciar pessoas e coordenar logística de tráfico de drogas do Brasil para Portugal

Um cidadão português de 44 anos foi preso na noite de terça-feira (23) em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, durante a Operação Sagres, da Polícia Federal. De acordo com a PF, o homem estava na lista da Difusão Vermelha da Interpol e é acusado por autoridades portuguesas de ter cometido, entre os anos de 2012 a 2013, os crimes de associação criminosa e de tráfico internacional de drogas.

Ainda de acordo com a polícia, o foragido era responsável por aliciar pessoas para transportar a droga – as chamadas ‘mulas’ – e coordenar a logística da compra, venda e transporte da substância ilícita do Brasil para Portugal, recebendo grande quantia de dinheiro pelos crimes.

O pedido de prisão preventiva, para fins de extradição do português, foi formulado pelo Escritório Nacional da Interpol em Brasília, com base em informações obtidas através da Difusão Vermelha, e o mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal.

A localização e prisão do estrangeiro foi realizada pelos policiais federais lotados no Núcleo de Cooperação Policial Internacional (Interpol) da Superintendência Regional do Rio de Janeiro.

Ele foi levado para a Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro, para cumprimento das formalidades de praxe, e será encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá até a extradição definitiva ao seu país de origem.

Fonte: g1.globo.com

Por não achar tampa de marmita, homem tenta estrangular a mulher com barra de ferro

Um homem de 39 anos foi preso nesta segunda-feira (22) por agredir e tentar estrangular a companheira com um barra de ferro no município de Guapimirim por não achar a tampa de uma marmita. Ele foi detido por policiais civis da 67ª DP (Guapimirim) na Rodovia RJ-122, estrada que liga àquela cidade ao município de Cachoeiras de Macacu.

Segundo informações dos agentes, o homem, que não foi identificado, agrediu a mulher com socos e chutes, fez ameaças e ainda tentou a estrangular com uma barra de ferro. As cenas foram testemunhadas por uma vizinha do casal, que ajudou a vítima a fugir.

O motivo da agressão, de acordo com a vítima, foi o fato do autor não ter encontrado a tampa da marmita que ela havia feito para ele, o que resultou em uma discussão. A mulher disse, ainda, que essa não foi a primeira vez que o companheiro a agrediu. Ela, no entanto, nunca chegou a fazer uma denuncia na delegacia.

 

 

Fonte: rlagosnoticias