Varíola dos macacos: Secretaria Municipal de Saúde confirma transmissão local no Rio

O secretário municipal de Saúde do Rio, Rodrigo Prado, afirmou nesta sexta-feira (24) que já há transmissão local da varíola dos macacos na cidade.

Na noite de quinta (23), a secretaria tinha notificado mais dois casos no município. São dois homens, de 25 e 30 anos, que não viajaram para o exterior nem tiveram contato próximo com viajantes.

“Os nossos dois confirmados aqui ontem [quinta] não têm história de viagem, não têm história de contato com caso suspeito ou confirmado”, disse Prado. “O que configura transmissão local.”

Até a última atualização desta reportagem, o Município do Rio tinha confirmado três casos. Todos apresentam boa evolução clínica, seguem em isolamento domiciliar e em monitoramento diário, assim como os seus contatos próximos, que não apresentaram sintomas.

São Paulo tinha confirmado a transmissão local na última quinta.

Transmissão e cuidados

As principais formas de transmissão da varíola dos macacos são por contato próximo, íntimo, com uma pessoa infectada e com lesões de pele. Pode ser por um abraço, beijo, relações sexuais ou secreções respiratórias. Por ora, esse vírus não é transmissível pelo ar, como a Covid.

A contaminação também pode ocorrer por contato com materiais infectados, como roupas e roupas de cama que foram utilizadas pelo doente.

Autoridades de saúde dizem que, apesar de a doença ter sido identificada pela primeira vez em macacos, o surto atual não tem relação com os animais.

Higienizar bem as mãos com água e sabão e usar álcool em gel são medidas que devem ser intensificadas, não só pela varíola dos macacos, mas também pela Covid.

 

Ellos Qualificação forma 160 alunos de Rio Bonito, Cachoeiras de Macacu e São Pedro da Aldeia

“Um privilégio”. Foi assim que a oradora do curso de Gestor de Mídias Sociais, Taís Muniz, definiu os três meses de aula promovidos pelo Instituto Ellos, através do Ellos Qualificação, em seu discurso ontem, quinta-feira (23), na formatura de 160 alunos de Rio Bonito, Cachoeiras de Macacacu e São Pedro da Aldeia. A solenidade aconteceu na casa de eventos, Espaço Ceccarelli, em Rio Bonito, onde os alunos dos cursos de Estética, Cuidador de Idosos, e Introdução à Música também se formaram.

“Posso afirmar que foram três meses especiais, tão importantes que gostaríamos de dar continuidade a este projeto tão grande que é o Ellos Qualificação. Ter o privilégio de fazer um curso de gestor de mídias sociais, e não precisar pagar pelas aulas, pelo material didático, uniforme, e ainda receber uma bolsa, parece conversa de político, mas posso dizer que não é conversa, e sim, um baita projeto”, disse Taís em seu discurso.

Objetivo

Idealizado e fundado pelo deputado federal, Sóstenes Cavalcante, o objetivo do Ellos Qualificação, que é um dos braços do Instituto Ellos, é a inserção de jovens e adultos que estão fora do mercado de trabalho, segundo o próprio deputado.

“Tenho certeza que as portas do mercado de trabalho se abrirão a partir de agora (para os formandos). Essa é a nossa realização e o desejo quando iniciamos um projeto social como esse. Que cada um possa realizar o sonho e se tornar um empreendedor e conquistar posses, riquezas, prosperidade na sua vida, esse é o meu desejo”, disse ele.

Representando o prefeito de Rio Bonito, Leandro Peixe, o secretário de Esporte e Lazer esteve na formatura do Ellos. Para ele, a população de Rio Bonito foi beneficiada com a chegada dos cursos na cidade. “Sabemos que daqui sairão profissionais qualificados para fazer sua inserção no mercado de trabalho local ou regional”.

Também prestigiando o evento, o empresário de Rio Bonito, Bruno Soares, vê na capacitação profissional, uma forma da cidade crescer.

“A qualificação profissional além de capacitar, traz uma nova motivação na busca pelas oportunidades no mercado de trabalho. O projeto Ellos, tanto na qualificação profissional, quanto nos núcleos esportivos, vem fazendo a diferença na cidade de Rio Bonito, que infelizmente é tão carente dessas oportunidades. Eu fico feliz de ver que a política pode sim ser uma ferramenta de transformação na vida das pessoas”, analisa o empresário.

Estrutura

Espalhados por 48 polos nos quatro cantos do Estado do Rio, o Ellos Qualificação tem como coordenadora geral, a Talita Matos. Segundo ela, cada professor, em sua realidade, desempenhou seu trabalho com dedicação e criatividade, e os monitores, tiveram um papel fundamental nesse processo, já que “geralmente são mais próximos da comunidade”. Talita contou que essa foi a quinta formatura do Instituto, que já entregou o certificado chancelado pela Unirio a mais de 1.400 alunos.

Coordenador do polo de Rio Bonito, o fundador do projeto CTAV, Tiago Bitesnik, se disse emocionado com a oportunidade que os alunos terão daqui pra frente. “Sempre sonhamos em trazer qualificação profissional para Rio Bonito, e o que acontece aqui é a realização desse sonho. Estou emocionado porque são 160 pessoas ganhando uma profissão, direcionando para o mercado de trabalho”, disse Tiago.

Projeto de Leitura

Além das aulas, também foi implantado um projeto de leitura através de uma competição saudável. Os alunos que mais leram e entenderam o que foi lido, passaram por uma prova e os que se destacaram, foram premiados. E a ideia desse projeto partiu da professora, escritora e palestrante, Eleusa Matos.

“Acredito que profissionais que leem, não andam, voam. Esse projeto de leitura foi um divisor de águas na vida dos alunos no Ellos Qualificação. Eu acredito que os livros façam com que as pessoas falem melhor, escrevam melhor, pensem melhor, argumentem melhor e discursem melhor, por isso sou uma professora que faço questão que meus alunos leiam”.

Próximos formandos

Outros alunos já iniciaram as novas turmas, e para esses, o deputado deixou um recado. “Façam desses meses que virão nessa sala de aula, os melhores três meses da sua vida, se dediquem, estudem, saibam que o estudo é transformador. Só a educação transforma em política pública a vida de um ser humano. E o que nós estamos aqui para fazer, é lutar para transformar vidas, uma a uma, por isso nasceu o Ellos”, disse Sóstenes.

 

Lívia Louzada

 

 

 

Gabriel Medina é eliminado da etapa de Saquarema do Circuito Mundial de Surfe

Tricampeão mundial de surfe, Gabriel Medina foi eliminado da etapa de Saquarema do Circuito Mundial de Surfe. Nesta sexta-feira, o brasileiro perdeu para o australiano Callum Robson, no segundo round do torneio. Com isso, Medina não tem mais chances de disputar o WSL Finals, em setembro.

Callum Robson e Medina entraram na água no início desta tarde pela sétima bateria da repescagem da etapa de Saquarema. O brasileiro largou na frente com uma boa onda que lhe rendeu 7.50, e em seguida, o australiano encostou com uma nota 6.00.

Contudo, Callum virou o placar logo em seguida com uma nota 8.17 e um 7.40 na sequência. Pressionado por boas pontuações, Medina tentou alguns aéreos, mas não teve êxito em nenhum. Ao fim da bateria, Robson bateu o brasileiro por 15.37 a 10.37.

Mais cedo, Caio Ibelli bateu o compatriota Jadson André, e Samuel Pupo venceu Kolohe Andino. João Chianca perdeu para o australiano Ethan Ewing. Filipe Toledo, Ítalo Ferreira, Michael Rodrigues e Yago Dora já estão classificados para a próxima fase da etapa.

Ministério da Justiça determina que TikTok retire conteúdos impróprios para menores de idade

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), que é ligada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, determinou que o aplicativo TikTok suspenda a exibição de conteúdos impróprios para menores de 18 anos no Brasil.

O despacho assinado por Laura Postal Tirelli, da Senacon, foi publicado no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (24). Após ser notificada, a rede social tem 72 horas para remover os conteúdos sob pena de multa diária no valor de R$ 1 mil.

Em nota, o TikTok informou que ainda não foi notificado oficialmente da decisão, mas ressalta que a plataforma remove conteúdos em desacordo com as diretrizes da comunidade e que também não permite menores de 13 anos no aplicativo.

Medidas foram determinadas pela Senacon:

  • Na modalidade de acesso irrestrito, que é quando o usuário consegue acessar o app mesmo sem ter conta no aplicativo, deve ser feita a suspensão integral da veiculação de materiais impróprios para menores de 18 anos, envolvendo, por exemplo — mas não somente — , uso de drogas, sexualização, jogos de azar e violência.
  • Na modalidade de acesso restrito, que é quando é necessário fazer o login da conta para ter o conteúdo, a suspensão integral da veiculação de conteúdos impróprios para menores de 18 anos deve ser feita até que o sistema de segurança da plataforma, que impede o cadastro de menores de 13 anos de idade e limita o acesso a todo o conteúdo por menores de 16 anos, seja aperfeiçoado “de modo que a idade dos usuários seja verificada de maneira eficaz pela representada”, diz o despacho.

Outros órgãos

A Senacon também determinou que o documento seja enviado ao Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) para conhecimento e adoção das providências cabíveis.

“Para que forneça informações atualizadas sobre o andamento do procedimento aberto em desfavor da ora representada [TikTok], no âmbito da sua competência.

O despacho também será enviado para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, além da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Em nota, o TikTok ressaltou que tem medidas para combater conteúdos impróprios para menores de 18 anos.

“A segurança da comunidade do TikTok é nossa maior prioridade e temos políticas, processos e tecnologias robustas para ajudar a proteger todos os usuários, principalmente os nossos membros mais jovens. Para garantir um ambiente seguro para todos, nossas Diretrizes da Comunidade deixam claro os conteúdos que não são permitidos em nossa plataforma, como por exemplo violência e conteúdos explícitos, que serão removidos assim que identificados. Fazemos parceria com especialistas e organizações de segurança para apoiar este trabalho e dialogamos com líderes do setor para promover medidas de segurança dos jovens no TikTok, entre elas definir contas com menos de 16 anos como privadas por padrão e permitir que os pais vinculem suas contas às de seus filhos por meio da Sincronização Familiar”.

Vídeos excluídos

O Brasil foi o terceiro país que mais teve vídeos removidos por violações dos termos de comunidade do TikTok em 2021. O país ficou atrás apenas de Estados Unidos e Paquistão, segundo os números divulgados nos relatórios oficiais da rede social.

Entre janeiro e dezembro do ano passado, foram excluídos mais de 23,4 milhões de conteúdos brasileiros, de acordo com dados consolidados pelo g1 a partir dos documentos da rede social.

Os cinco países que mais tiveram conteúdo excluído em 2021 foram:

Estados Unidos: 46,8 milhões
Paquistão: 28,9 milhões
Brasil: 23,4 milhões
Rússia: 21,3 milhões
Indonésia: 14,1 milhões

Crédito: g1

Aborto: Suprema Corte dos EUA revoga direito à interrupção da gravidez com revisão de Roe x Wade

Milhões de mulheres nos Estados Unidos perderão o direito legal ao aborto depois que a Suprema Corte revogou uma decisão de 50 anos que legalizou o procedimento em todo o país.

O tribunal derrubou a histórica decisão do caso “Roe x Wade”, semanas depois de um documento vazado sugerir que isso estava prestes a acontecer.

O julgamento transformará os direitos ao aborto nos EUA. A partir da decisão, os Estados americanos podem proibir ou liberar o procedimento.

Espera-se que metade introduza restrições ou proibições a partir da revogação.

Treze deles já aprovaram as chamadas “leis de gatilho”, que automaticamente tornam o aborto ilegal após a decisão da Suprema Corte. Vários outros provavelmente aprovarão novas restrições rapidamente.

No total, espera-se que o direito ao aborto seja negado para cerca de 36 milhões de mulheres em idade reprodutiva, de acordo com um levantamento feito pela Planned Parenthood, uma organização de saúde que oferece o procedimento.

A Suprema Corte estava analisando um caso chamado “Dobbs x Jackson Women’s Health Organization”, que contestava a proibição do aborto no Mississippi após 15 semanas de gestação.

Mas o tribunal decidiu a favor do Estado por uma maioria de seis votos a três, encerrando efetivamente o direito constitucional ao aborto.

Governadores democratas de vários Estados, incluindo Califórnia, Novo México e Michigan, já tinham anunciado planos para consagrar o direito ao aborto nas constituições locais se “Roe x Wade” fosse realmente derrubado.

No histórico caso de 1973, a Suprema Corte decidiu, por sete votos a dois, que o direito da mulher de interromper a gravidez era protegido pela constituição dos EUA.

A decisão deu às mulheres americanas o direito absoluto ao aborto nos primeiros três meses de gestação, mas abriu espaços para restrições no segundo trimestre e proibições totais no terceiro.

Nas décadas seguintes, as decisões antiaborto reduziram gradualmente o acesso ao procedimento em mais de uma dúzia de Estados.