Cadela que ajudou a encontrar corpo de turista catarinense em Arraial do Cabo auxilia buscas em Brumadinho

às

A tragédia em Brumadinho (MG), no último dia 25, mobilizou a ajuda de diversos órgãos de vários estados no Brasil. O Rio de Janeiro enviou, na última semana, grupos do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil para auxiliar no resgate. Mas outra “mão amiga” enviada pelo Estado é, na verdade, uma “pata”. A cadela Toya, da Guarda Municipal de Arraial do Cabo, viajou para Brumadinho para participar do trabalho de buscas pelas vítimas do rompimento da barragem da Vale. Toya foi um dos cães farejadores que ajudou a localizar o corpo da turista catarinense que foi assassinada em uma trilha em Arraial do Cabo, em 2018.

Viajaram com Toya o coordenador e o instrutor de adestramento do Grupamento de Operações com Cães (GOC) de Arraial do Cabo. O grupo deixou a cidade na última quinta-feira (31) e atua em Brumadinho desde a sexta-feira (1º).

Cadela Toya achou o corpo da turista Fabiane Fernandes — Foto: Danilo Girundi/TV Globo
Toya auxilia nas buscas pela turista Fabiane Fernandes, morta em uma trilha em Arraial do Cabo (Foto: Danilo Girundi/TV Globo)

“Nós e a Toya participamos nas buscas pela turista de Santa Catarina no ano passado. A cadela tem experiência neste tipo de atividade”, explicou um dos agentes do GOC. Toya e as equipes de busca encontraram os pertences de Fabiane Fernandes, de 30 anos, na trilha em que ela foi encontrada morta em Arraial do Cabo.

O comandante da Guarda Municipal da cidade espera que a ajuda do grupo consigam auxiliar nos trabalhos de resgate e minimizar o sofrimento dos familiares e das vítimas. “Estamos solidários com os mineiros neste momento de sofrimento e perdas irreparáveis. Estamos à disposição para ajudar no que for preciso”, disse José Luiz Ferreira.

Veja também

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, abriu nesta segunda-feira (04/03) o segundo polo de atendimentos à dengue
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias