Maricá sobe no ranking de informações fiscais do Tesouro Nacional

Maricá subiu nove posições no ranking que mede a qualidade das informações fiscais e contábeis enviadas ao Tesouro
às
mrc
Foto: Divulgação

Maricá subiu nove posições no ranking que mede a qualidade das informações fiscais e contábeis enviadas ao Tesouro Nacional.  De acordo com a instituição, a cidade agora ocupa a 2a posição em 2023, na comparação com o ano de 2022, entre os 30 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O ranking é do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi), e tem como objetivo avaliar a consistência das informações contábeis e fiscais enviadas pelos estados e municípios.

Em 2022, Maricá teve 78,5% e saltou em 2023 para 86,5%, subindo da nota C para B. Com a mudança na nota e pontuação, Maricá saiu da 11ª posição para a 2ª posição na Região Metropolitana, ficando atrás apenas da capital.

A Secretária de Planejamento, Orçamento e Fazenda (Sepof), Lawrice Souza, atribuiu o avanço da cidade à algumas ações, entre elas, à implantação do Sistema Único e Integrado de Execução Orçamentária, Administração Financeira e Controle (Siafic), qualificação dos profissionais da Contabilidade e ao Plano de Implantação dos Procedimentos Contábeis (PIPCP).

“É importante ressaltar que todos os nossos esforços têm como objetivo cumprir as determinações dos órgãos de controle. O SIAFIC foi um deles. A implementação de um sistema integrado entre os entes federativos (Executivo, Legislativo e Judiciário) traz maior transparência e responsabilidade sobre o uso dos recursos públicos para beneficiar os cidadãos”, analisou a Secretária.

O Tesouro Nacional utiliza o indicador de Qualidade da Informação Contábil e Fiscal no Siconfi (ICF) para medir a qualidade das informações.  As notas são atribuídas pelo ICF conforme o desempenho dos entes, baseado no percentual de acertos, com cinco níveis que vão de A a E, sendo o maior conceito atribuído a mais de 95% das informações avaliadas como corretas e o menor àqueles com conformidade abaixo de 65% nos dados avaliados.

Veja também: Alerj aprova, em 2ª discussão, pagamento com PIX em pedágios do Rio e nos acompanhe nas redes sociais.

Veja também

Light afirma que teve que fazer uma parada emergencial por causa de um defeito na rede subterrânea.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias