Maricá entrega certificados aos alunos do Passaporte Técnico

São 14 cursos de 18 a 24 meses de duração e os participantes do programa municipal recebem bolsas integrais para formação técnica
às
53569335725_6c4df8e20e_o
Foto: Elsson Campos

A Prefeitura de Maricá entrega certificados 1.000 bolsas de estudo aos alunos do Passaporte Técnico por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Formação, na segunda-feira (04/03), iniciativa do Programa Passaporte. São 14 cursos de formação profissional técnica de 18 a 24 meses de duração aos moradores de Maricá do Ensino Médio. Ao todo, duas instituições de ensino da cidade se credenciaram no programa municipal.

O prefeito destacou que, após garantir o ensino gratuito aos universitários e pós-graduados, o desafio da gestão era criar um programa que ofertasse cursos de formação técnica aos alunos do Ensino Médio, cuja educação é de responsabilidade do Estado, e que foi concretizado com o Passaporte Técnico.

Maricá entrega certificados aos alunos do Passaporte Técnico
Maricá entrega certificados aos alunos do Passaporte Técnico – Foto: Elsson Campos

“Estou vendo muitos rostos de meninos e meninas de fato, de gente muito jovem que está começando o sonho. Vocês hoje iniciam uma formação e terão, ao final de 24 meses, uma profissão técnica, onde irão sair do Ensino Médio para o mercado de trabalho”, afirmou Fabiano. “O Programa Passaporte pertence a Maricá e aos moradores da cidade como um valor de afirmação do direito, seja na entrada no curso técnico ou da universidade”, completou o prefeito muito aplaudido pelos presentes e que também agradeceu ao apoio da Câmara Municipal e de toda equipe da secretaria responsável pela execução do programa.

A secretária de Ciência, Tecnologia e Formação, Adriana Costa, ressaltou que a entrega dos certificados representa um marco significativo para o progresso da cidade, preparando os moradores para as demandas do mercado de trabalho e impulsionando o desenvolvimento econômico da região. “Quem tem filho no Ensino Médio sabe que agora tem o Passaporte Técnico, que vai garantir uma formação profissional em instituições estabelecidas no município”, destacou Adriana.

Leia também – Polo exclusivo de atendimento à dengue inicia os atendimentos em Itaipuaçu siga nessos Redes Sociais.

Moradora de São José do Imbassaí, Larissa Silva Sousa, de 22 anos, foi buscar o certificado para iniciar o curso de Técnica de Enfermagem. “Muito bom porque tenho um filho e não teria dinheiro para pagar uma formação técnica. Vou seguir na carreira e depois quero fazer uma faculdade de Enfermagem pelo programa municipal”, projetou Larissa.

Cursos do Passaporte Técnico

Ao todo, são 14 cursos técnicos com formações em Análises Clínicas, Automação Industrial, Edificações, Eletrotécnica, Enfermagem, Guia de Turismo, Informática, Mecatrônica, Programação de Jogos, Radiologia, Secretaria Escolar, Segurança do Trabalho, Sistema de Energia Renovável e Transações Imobiliárias. O programa credenciou o Centro de Educação Profissional de Maricá (CEPM), no bairro Flamengo, e o Instituto de Ensino Técnico Itaipuaçu (Aeteci), que fica no Centro.

Emoção e surpresas durante a cerimônia

A noite foi tomada por muita emoção dos novos ‘passaporteanos’, que conseguiram o benefício da formação técnica integralmente custeada pela Prefeitura; do prefeito Fabiano Horta, da secretária Adriana Costa e demais autoridades; dos pais e responsáveis; e dos primeiros alunos do Passaporte Universitário, formados nas faculdades credenciadas pelo programa. Estes quebraram o protocolo da cerimônia, realizada no Campus de Educação Pública Transformadora (CEPT) Professora Zilca Lopes da Fontoura, no Centro, e presentearam o prefeito e a secretária, com flores, em reconhecimento a iniciativa que mudou a vida de muitos jovens de famílias pobres, levando todos às lagrimas.

Morador de Itaipuaçu, Michel Santos, de 28 anos, está fazendo residência na faculdade de Medicina da Estácio, agradeceu a oportunidade de seguir uma carreira a partir do Passaporte Universitário.

“Esse é um momento muito importante pra gente que vem da periferia, do povo pobre que está cursando a faculdade, a pós-graduação e agora o curso técnico. Prefeito, eu vim de um povo que não era representado e, graças a essa política pública, o povo preto tem voz. Fico muito grato por ter pessoas como vocês nos representando. Muito obrigado”, declarou Michel, muito emocionado, que estava ao lado de Andrea Matosinhos, hoje com 56 anos e que iniciou a faculdade de Medicina aos 50 anos.

A enfermeira Graziela Bragança, recém-formada, lembrou como essa ação do governo ajudou a mudar e sua vida e de milhares de pessoas sem perspectivas.

“Quando era aluna do Elisiário Matta (escola estadual) e Adriana era diretora pensei em desistir, mas ela não deixou. Porque sou filha de empregada doméstica aonde não tive pai. Hoje nosso prefeito não só ajudou a matar a fome do pescador como está nos ensinando a pescar”, exaltou a enfermeira, muito aplaudida por todos.

Crédito: g1

Veja também

Seguindo a resolução da Lei Estadual 5.198, de 2008, o dia 23 de abril é considerado feriado em todo o estado
às
O Festival Art&Bier encerrou seu primeiro fim de semana neste domingo (21/4) com um público acima do esperado na tenda
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias