Troca de tiros após tentativa de assalto a policial aposentado acaba com um homem morto no Centro de Rio Bonito; veja o vídeo

às

Um policial rodoviário federal aposentado reagiu a tentativa de assalto que sofreu por volta das 5h30 desta sexta-feira (22), no Centro de Rio Bonito. Ele foi atingido na perna, de raspão, e baleou um dos homens que morreu. Outros dois suspeitos que fugiram, podem ter ficado feridos.

O caso aconteceu quando o policial aposentado, proprietário da casa MM Festas & Eventos, localizado na Avenida Manuel Duarte, chegava no local em uma picape L200 para buscar um funcionário e foi surpreendido por três homens armados dentro de um Fiat Siena. Os suspeitos atiraram na vítima que reagiu e conseguiu balear pelo menos um, outros dois fugiram, possivelmente feridos.

A cena do crime chamou a atenção de curiosos que passavam pela via desde as primeiras horas do dia, já que até o fechamento desta matéria, o corpo do homem morto ainda não havia sido removido do local. Quem passava pelo lugar, via os vidros dos carros estilhaçados e o veículo do policial com diversas marcas de tiros.

Há ainda a informação de que essa não seria a primeira vez que o policial teria sido vítima de uma ação parecida.

Por volta das 10h da manhã, uma mulher que conhecia o suspeito morto chegou ao local do crime e quando viu o homem se desesperou e precisou ser amparada por uma acompanhante.

A 119ª Delegacia de polícia de Rio Bonito investiga o caso e faz buscas na cidade para tentar encontrar os outros dois homens.

 

Foto: Jornal Folha da Terra

Veja também

A futura horta comunitária é fruto do trabalho dos Jovens Agricultores Orgânicos e dos Paisagistas Mirins da Fundação Municipal Casimiro
às
Como parte da comemoração pelos 210 anos do município de Maricá, a Esquadrilha Céu fará acrobacias e desenhos com fumaça
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias