Primeiro ‘Tecido digital’ que alerta padrões em tempo real é lançado pela Adobe

a Adobe revelou um novo direcionamento com o seu recente lançamento Project Primrose, um "tecido" capaz de mudar cores e padrões em tempo real para facilitar a vida de se
às
vestido ft
reprodução/redes sociais

Conhecida pelo seu pioneirismo na edição digital de imagens, a Adobe revelou um novo direcionamento com o seu recente lançamento Project Primrose, um “tecido” capaz de mudar cores e padrões em tempo real para facilitar a vida de seus usuários.

Portanto, se lembra quando a internet estava dividida entre os vestidos preto e azul ou branco e dourado? Graças a esse novo recurso tecnológico, ambas as afirmações poderiam ser verídicas. A ferramenta conta com módulos difusores de luz refletivos em lantejoulas grandes para criar essencialmente um display digital vestível. Logo, é como se você estivesse vestindo uma roupa adaptável.

O Project Primrose foi recentemente apresentado no evento Adobe MAX 2023, realizado em Los Angeles. A tecnologia vestível foi demonstrada por Chirstine Dierk, a qual fez parte da equipe responsável por projetar o material futurista. O objetivo é que a ferramenta possa revolucionar a indústria da moda em breve. 

“O Project Primrose, exibido no MAX como um vestido interativo, torna isso possível com tecidos vestíveis, flexíveis e não emissivos, que permitem que uma superfície inteira exiba conteúdo criado com Adobe Firefly, Adobe After Effects, Adobe Stock e Adobe Illustrator”, disse a equipe de comunicações da Adobe. 

O “tecido digital” funciona dependendo tanto da refletividade do material quanto de sua composição. Cada lantejoula usada no vestido funciona como se fosse uma pequena tela em miniatura feita de materiais inteligentes. Então, essas telas podem se adaptar aos padrões exigidos pelo seu usuário, que podem ser animados ainda em tempo real.

Embora uma ferramenta como o Project Primrose ainda esteja em fase de concepção, com necessidades de aprimoramento até chegar ao mercado em escala global, a Adobe já imagina que esse tipo de tecnologia possa aparecer em diversos tipos de comércio em um futuro breve.

Na visão da empresa, esse recurso tem grande potencial em áreas amplas de atuação, como trajes militares, publicidades e, obviamente, a indústria da moda. No exército, por exemplo, esse tipo de “tecido” poderia ser moldado para estar o tempo todo ajudando na camuflagem de soldados — algo que seria extremamente prático em situações de conflito armado.

Porém, é preciso também destacar que a Adobe não pensa no Project Primrose apenas para ser usado como roupa para os seres humanos. A empresa de edição digital de imagens está de olho em materiais além da passarela, pensando no uso potencial de sua tecnologia também para a confecção de móveis e outros materiais de decoração. 

Tendo em mente que o projeto já é uma realidade e que sua primeira amostra já foi apresentada agora em 2023, é possível que veremos esse tipo de ferramenta sendo usada das mais variadas formas possíveis em pouquíssimo tempo. Portanto, trate de se acostumar com um mundo que pode se transformar completamente num apertar de botões diante de seus olhos.

Crédito: megacurioso.com

Veja também

Ação solidária impacta comunidade e reforça compromisso social da Conect Internet
às
Carnaval injetou R$ 5 bilhões na economia da cidade do Rio no mês de fevereiro. O público estimado foi de 8 milhões de pessoas
às
Com o avanço da epidemia dengue na cidade, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio (SMS) tem tomado uma série de medidas contra a proliferação
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias