Artista riobonitense Dawson Nascimento vai expor seus trabalhos em São Pedro da Aldeia

às

Inaugurada em 2018, a exposição “Portais da História”, do artista plástico e historiador autodidata rio-bonitense, Dawson Nascimento da Silva, segue sua rota pelas principais cidades históricas do Estado do Rio. Após passar pelo Rio de Janeiro, na Casa França-Brasil, por Rio Bonito e Iguaba Grande, a mostra vai estrear em São Pedro da Aldeia, na Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, na próxima sexta-feira (18), a partir das 20h, onde ficará até o dia 18 de fevereiro.

A exposição retrata aspectos arquitetônicos de cidades históricas do período Colonial e Imperial do Brasil, como o Rio de Janeiro, Rio Bonito, Itaboraí e as cidades mineiras de Mariana e Ouro Preto. Segundo Dawson, o principal objetivo é ressaltar a importância da valorização do patrimônio histórico e cultural da região. “É uma maneira de sensibilizar as pessoas em relação ao patrimônio histórico e a importância da preservação, tanto para o desenvolvimento econômico por meio do turismo, quanto para a arte. Muitos desses lugares são referencias para pintores, escultores, fotógrafos e entalhadores, assim como eu. A gente aproveita e usa arte pra mostrar essa importância”, diz.

Dawson explicou também o processo de produção das portas que recebem as imagens das cidades históricas. “Eu monto os painéis de madeira de 90 cm por 2,10m, faço um trabalho de carpintaria e ali faço o desenho dos prédios, depois vou entalhando”, relata. “São varias etapas; depois faço o risco e vou com o formol, faço o relevo. A gente lixa, pinta, faz o acabamento final e espera secar, passa uma cera e dá aquele envelhecimento com betume”, revela o artista, que já apresentou suas produções em sua própria cidade e também em outras, como São Gonçalo, Itaboraí e Rio de Janeiro, além do município de Mariana em Minas Gerais e da cidade paulista de Embú das Artes.

A última cidade por onde os “Portais da História” passaram foi Iguaba Grande, em outubro do ano passado, onde permaneceu por um mês e meio. Segundo Dawson Nascimento, a exposição foi um sucesso no município, contando com a visitação de escolas e nomes da comunidade artística local. Por sua vez, a mostra que acontecerá em São Pedro de Aldeia possui uma proposta diferente, de acordo com o artista. “A proposta é de também fazer uma oficina de arte com os moradores. É uma maneira de a pessoa ver o processo criativo, é outro olhar, outra linha de raciocínio”, afirma.

Os planos futuros do riobonitense incluem mais trabalhos voltados para a documentação artística das cidades históricas, no Centro do Rio de Janeiro e especialmente na Região dos Lagos. “Estou preparando um projeto para retornar a Casa França-Brasil, já estou fazendo a pesquisa e depois devo ir para outras cidades, como Niterói, onde já fui convidado. Mas eu queria falar sobre a Região dos Lagos, que eu curto muito, mas não é considerada local histórico”, conta ele. “Quando se fala em cidades históricas se pensa em Ouro Preto, Petrópolis, Paraty. Mas nossas cidades vizinhas são todas históricas”, defende.

A mostra “Portais da História” ficará cerca de um mês na Casa da Cultura de São Pedro da Aldeia, que após a estreia da exposição, funcionará de segunda a sexta-feira, de 8h30 às 17h. A Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos fica na Avenida Francisco Coelho Pereira, 255, no Centro da Cidade. A entrada é gratuita.

Veja também

Crime ocorreu enquanto a vítima viajava junto com o marido dela pelo continente asiático, segundo a embaixada do Brasil em Nova Déli.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias