Polícia conclui que ataque a deputada foi tentativa de latrocínio

às

Após analisar imagens de câmeras de segurança do local, a Policia Civil concluiu que o ataque à deputada estadual Martha Rocha, do PDT, no último domingo (13), foi uma tentativa de latrocínio, roubo seguido de morte. Segundo a investigação da Delegacia de Homicídios, Martha não estava sendo seguida anteriormente, e os criminosos teriam tentado roubar seu carro. Uma das hipóteses anteriores era de um atentado, já que ela já havia sido alvo de três ameaças de morte em 2018.

Martha estava em um carro com a mãe, de 88 anos, e o seu motorista, seguindo para a igreja na Penha, bairro onde foi criada, quando o veículo foi alvejado por criminosos. A parlamentar e a idosa não se feriram, mas o motorista, o subtenente reformado da PM, Geonisio Medeiros, acabou baleado na perna. O veículo passou por duas perícias para averiguar o ocorrido.

Ainda de acordo com a polícia, um suspeito já foi identificado, porém, não teve a identidade revelada para não interferir nas investigações. Ele seria do Complexo da Penha.

Veja também

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Saúde, abriu nesta segunda-feira (04/03) o segundo polo de atendimentos à dengue
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias