Vale aluga fazenda para atendimento de animais resgatados em Brumadinho

às

A Vale alugou uma propriedade para servir de estrutura de cuidados aos animais resgatados em Brumadinho, após o rompimento da barragem de rejeitos da empresa. Animais de pequeno e grande porte, como cães, bovinos, ovinos, suínos e peixes serão atendidos no local, que conta também com uma central de alimentação e medicação.

Cada espécie vai ser abrigada em áreas adequadas: bovinos ficarão em baias e áreas abertas; ovinos e suínos em piquetes; cães em gradis e peixes em uma piscina. Animais silvestres também terão um espaço reservado.  Até o momento, 16 cães, um gato, quatro aves e um boi estão no local.

“No setor de grandes animais, contamos com apoio de intensivistas e plantonistas que atendem por 24 horas. Além disso, temos um setor de lavagem para receber os animais e um estoque de ração, grãos e forragem fresca, que é oferecida diariamente”, informou a veterinária Mirella D’Ellia, responsável pelo Hospital de Campanha. A propriedade conta, ainda, com setor de terapia intensiva, preparado para monitoramento de coração, da pressão arterial e da função respiratória.

Também foram adquiridos dois ventiladores mecânicos. “Caso o animal apresente sangramento por perdas ou disfunções sanguíneas, nós temos um banco de sangue para realizar intervenções”, afirma Alessandro Martins, um dos veterinários que atende no hospital veterinário.

40 profissionais estão trabalhando no resgate de animais nas proximidades do Rio Paraopeba, sob coordenação de biólogos da Vale e do Conselho Regional de Medicina Veterinária. Entre os profissionais, muitos são voluntários.

Veja também

Encerradas definitivamente, sistema de transferências via DOC, um dos mais tradicionais meios de pagamentos bancários por décadas.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias