Quadrilha especializada em desviar cargas de transportadoras é alvo de operação da Polícia Civil

A Polícia Civil realiza uma operação contra integrantes de uma quadrilha especializada em desvio de cargas de transportadoras
às
quadrilha
Foto: Reginaldo Pimenta/Agência O Dia

A Polícia Civil realiza uma operação contra integrantes de uma quadrilha especializada em desvio de cargas de transportadoras nesta quarta-feira (27) na Baixada Fluminense. Até o momento, oito pessoas foram presas, sendo seis em cumprimento de mandado de prisão preventiva e duas em flagrante.

Segundo investigações da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), a estimativa é que, em um ano, o grupo criminoso já tenha causado prejuízo de mais de R$ 1,5 milhão às empresas. A ação tem como objetivo o cumprimento de sete mandados de prisão e nove de busca e apreensão.

A investigação teve início em janeiro deste ano, após uma transportadora que foi roubada ter relatado que um de seus motoristas teria retirado uma carga de alto valor da empresa e não a entregou aos destinatários. A empresa, então, realizou uma auditoria e constatou que, além desse motorista, outros funcionários também estavam envolvidos no grupo criminoso e tinham agido da mesma forma.

Os agentes descobriram a existência de um grupo criminoso dos municípios de São João de Meriti e Belford Roxo que aproveitava a fragilidade no processo de contratação de motoristas parceiros. A quadrilha fazia cadastros de candidatos utilizando telefones e comprovantes de residências falsos. Após aprovação junto à empresa, a quadrilha iniciava os roubos.

De acordo com o delegado titular da DRFC Fábio Asty, os motoristas eram aliciados pelos criminosos para que eles conseguissem acesso mais fácil às cargas de interesse. Além disso, o grupo ainda utilizava de meios para falsificar os comprovantes de entrega.

“Inicialmente nós deflagramos essa operação chamada Rota Burlada, uma investigação que durou dois meses e meio de trabalho aqui na DRFC, contra uma especializada em desviar carga de transportadoras. Então, ao longo desta investigação, nós conseguimos apurar que eram capitaneados e aliciados motoristas para que fizessem esse tipo de rota desviada dos destinatários oficiais. Eles criavam mecanismos como carimbos, falsificação de assinaturas, como se eles tivessem conseguido entregar essas mercadorias nos locais oficiais, mas na verdade eles entregavam em outros, em galpões para poder vender”, explicou.

Em sua maioria, eram roubados produtos de gênero alimentício pela facilidade na revenda. Os principais compradores eram pequenos mercados, feiras livres e ambulantes.

A investigação da Polícia Civil revelou ainda que os motoristas deixavam de transportar as cargas para seus destinos, levando para pontos determinados pelo grupo, onde essas mercadorias eram pulverizadas. Os funcionários retornavam à empresa com os recibos de entrega das mercadorias, mas, após algum tempo, o destinatário entrava em contato com a transportadora alegando não ter recebido o material.

Quando questionados, os motoristas alegavam que tinham efetuado a entrega, porém não voltavam a atender as ligações. Em outros casos, os motoristas diziam que tinham sido roubados, e faziam falsos registros de ocorrências em delegacias.

Segundo apurado, os motoristas, em sua maioria vindos dos municípios de origem da quadrilha, recebiam entre R$ 500 e R$ 1 mil, dependendo da quantidade de carga desviada.

Para os roubos, a quadrilha preferia carregamento de alimentos e produtos de baixo valor agregado, que não costumam ter rastreador e são de fácil pulverização. Esses produtos eram vendidos para comerciantes de pequenos estabelecimentos ou de feiras, como as de Acari, Honório Gurgel, São Cristóvão e Jardim América.

Cinco integrantes do grupo criminoso já haviam sido presos, o que motivou o aliciamento de novos motoristas para o esquema. Eles respondem por estelionato, receptação, associação criminosa e falsidade ideológica.

A Polícia Civil segue com as investigações seguem para identificar outros membros da quadrilha, além das pessoas que adquiriram essas mercadorias.

Fonte: odia.ig.com

veja também: Ponte desmorona após ser atingida por navio nos EUA e nos acompahe nas redes sociais.

Veja também

O aumento no fluxo deve ocorrer a partir das 14h desta sexta (19), quando são esperados mais de 99 mil veículos
às
Os moradores da rua contaram que o dono da moto percebeu o veículo descendo e tentou tirá-la do caminho. Mesmo assim, o veículo atingido.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] também: Quadrilha especializada em desviar cargas de transportadoras é alvo de operação da Polícia Civil e nos acompanhe nas redes […]

Últimas Notícias