Alerj aprova projeto de lei em benefício de autistas

Proposta do Deputado Delaroli, que pede prazo indeterminado de validade para laudo de diagnóstico do transtorno, segue para sanção do governador
às
deputado
Foto: Divulgação

O plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou, nesta quinta-feira (26/10), o Projeto de Lei 499/2023, do deputado estadual Guilherme Delaroli (PL), para inclusão do Transtorno do Espectro Autista (TEA) na lei estadual que confere prazo indeterminado de validade aos laudos e atestados com diagnóstico de deficiências físicas, mentais e/ou intelectuais de caráter irreversível.

Agora, o projeto segue para o governador Cláudio Castro (PL), responsável por sancionar ou vetar a lei. O prazo para publicação é de até 15 dias úteis.

O deputado Guilherme Delaroli enfatiza que não faz sentido excluir o portador de TEA da Lei 9.425/2021, visto que o autismo é um transtorno já diagnosticado e sem cura completa.

“Agradeço aos meus colegas por entenderem a importância de aprimorarmos a legislação. A sanção da lei é muito importante porque vai evitar aborrecimentos e transtornos aos familiares do portador de autismo, garantindo a eles um direito mais do que justo”, afirmou o deputado Guilherme Delaroli.

O PL 499/2023 tem como objetivo assegurar laudo médico por tempo indeterminado, e vedar a exigência de renovação. Atualmente, os portadores do TEA estão descobertos pela legislação quanto ao direito ao laudo por tempo indeterminado, sendo submetidos a intermináveis solicitações de laudos médicos.

“Quero elogiar o deputado Delaroli por esse projeto de lei que tem como finalidade reduzir a burocracia, o incômodo e a humilhação sofridos por familiares de autistas”, destacou em plenário o deputado Carlos Minc (PSB).

Veja também

Dois homens foram presos em flagrante na madrugada desta segunda-feira (17) por porte ilegal de armas, munições
às
Uma pré-candidata a vereadora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e seu filho foram assassinados na noite deste sábado
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias